Guerra Santa

Todos têm uma fé. Uns acreditam em Delphi, outros em Java. Há ainda os discípulos de C, de Visual Basic, HTML e outras tantas igrejas menores. São programadores, mas poderiam muito bem ser chamados de pastores.

Jamais duvide da linguagem preferida de um programador. Pode ser o caminho mais curto para a fogueira da Guerra Santa Virtual.

Como não podia deixar de ser, também cultivei a minha religião. Ainda brincava com BASIC, sem fazer nada de importante, quando conheci o Pascal. Um amigo baixara algumas apostilas de um BBS – ainda não se acedia à Internet – e assim que li fiquei convertido.

Pela primeira vez na vida vi uma linguagem estruturada. Tudo muito lógico, restrito e, ao mesmo tempo, flexível. Talvez não tão eficiente quanto o todo poderoso C, que conhecia de fama, mas muito mais eficaz que o BASIC e perfeita para a correcta aprendizagem da programação.

Devorei os tutoriais todos e em questão de dias já fazia programas em Pascal que nunca conseguira fazer em BASIC.

Convertido, jurei nunca mais usar “goto” e sempre adorar a estrutura perfeita das constantes, variáveis e sub-rotinas, organizadas e declaradas previamente, Já havia versões estruturadas de BASIC por aí, mas sempre era possível numerar as linhas e desviar o programa usando “goto”, uma verdadeira blasfêmia a ser evitada.

Veio então a interface gráfica, e o computador ficava cada vez mais acessível aos impuros e infiéis humanos normais. Apanhei o comboio um pouco tarde, quando Windows 95 já se firmava como padrão de mercado e comecei a desenvolver em Delphi, que era baseado em Pascal. Percebi, porém, que apesar da minha firme convicção, as linguagens ditas inferiores não desapareciam. Pior.

Percebi que era possível sim, desenvolver programas bons até mesmo em Visual Basic. Minha fé perdera o sentido de ser.

Pode ser difícil de admitir, mas a sua linguagem de programação preferida, assim como a sua equipa de futebol, não ganha sempre. A evolução, já dizia Darwin, depende da selecção natural e da diversidade. Não importa o quanto se batalhe e dicuta, haverá sempre  alguém fazendo um programa melhor que o seu, na linguagem que você mais odeia. E não adianta nada deita-lo na fogueira.

Tentaram esse método há uns mil anos atrás e não deu certo.


resolvi partilhar com vocês esta cronica da revista PC Master (Ano 5, Edição 51, Por Leandro Calçada). O texto demonstra na perfeição a realidade… todos nós (programadores) por uma razão ou por outra gostamos mais de uma linguagem de programação e conscientes da nossa convicção defendemos-la até ao fim, quem diz linguagens de programação, diz sistemas operativos… somos todos seguidores de alguma coisa.

Eu digo, ainda bem que não concordamos em tudo e ainda bem que existe alternativas e concorrência.

Darwin tinha razão, a evolução depende da selecção natural e da diversidade… será sempre assim…

Bom fim de semana, Cumprimentos

E ao sétimo dia descansou…

O novo sistema operativo da Microsoft tem me despertado o interesse, tenho seguido o seu desenvolvimento, depois do Vista era certo que a Microsoft não teria margem para falhar, era preciso algo rápido leve e estável… e parece que conseguiu.

Está disponível para download a versão beta 1 do Windows 7 ( build 7000.0.081212-1400) até dia 12 de Fevereiro no site da Microsoft

A instalação ficou mais rápida, a Microsoft cortou nas aplicações e emagreceu o sistema, programas como o PhotoGallery ou o Movie Maker são agora oferecidos como download opcional dentro do pacote Windows Live Essentials, a instalação fica completa em menos de 20 minutos.

A barra de tarefas foi remodelada, está diferente, é uma das peças fundamentais do novo sistema e trás uma melhoria considerável ao fluxo de trabalho, esta nova barra a nível visual está brilhante e transparente, em termos de funcionalidades as principais alterações registam-se nos atalhos para as aplicações, são apresentados atalhos para as aplicações mais usadas e para os programas que estão abertos, podemos alterar a ordem dos atalhos, pré-visualização em conjunto…

A Sidebar desaparece e as gadgets podem ser aplicadas em qualquer parte do ambiente de trabalho, Windows Media Player 12 foi renovado, trás mais suporte para formatos de vídeo e áudio, este novo Windows reconhece mais e melhor todo o hardware, mais opções de personalização, janelas com capacidade de auto-ajuste… e muitas mais novidades.

Este novo Windows corre bem num netbook, com transparências e  os gráficos Aero3D ligados.

Em conclusão, é notório o esforço por parte da Microsoft em facilitar o uso do novo sistema operativo e em torna-lo leve, se gostou do Vista vai adorar o 7, se ainda usa o XP está a chegar a altura certa para dar o salto. A Microsoft deu ouvidos aos utilizadores e criou o seu melhor sistema operativo… no entanto é importante que se lembre que ainda estamos perante uma versão beta


Bons testes, Cumprimentos

JumboURL – Chega de urls curtos…

JumboURL

O JumboURL é um projecto ( penso que foi criado por um português, devido à localidade no perfil do twitter do @jumbourl ) que tem como objectivo criar endereços longos, ao contrário do que seria normal, criar urls curtos.

Os urls curtos foram criados para muitas ocasiões… esconder links de referals, encurtar links compridos entre outros, mas ultimamente os serviços de urls curtos têm sido utilizados para enviar links compridos pelo twitter que está limitado a 140 caracteres.

No entanto se pensam que os links do JumbURL não podem ser enviados pelo Twitter, então estão bem enganados. Na realidade, os links criados pelo JumboUrl têm exactamente 140 caracteres de forma a serem enviados pelo Twitter.

Um projecto que a meu ver não tem grande utilidade, mas onde apresenta uma ideia bastante engraçada.

Aqui fica um endereço de exemplo do JumboURL a direccionar para o WebTuga:

http://jumbourl.com/8526b29f30bb8000091fd978090d913972974e9df61483b6fafe3ffbf2127fa3df2604228aac1f179e25c228abeda60efb0d81b694db7729e1587232

Agora é a sua vez de criar os endereços “compridos”, começa já a usar o JumboURL.

GTA Bracara Augusta

GTA Bracara Augusta é o nome de um filme em produção para a concretização da licenciatura em audiovisual e multimédia, do curso de ciências da comunicação, da Universidade do Minho.

O filme tem como base o estilo do polémico jogo GTA e está ainda em desenvolvimento. Para quem quiser acompanhar o desenvolvimento deste projecto poderá seguir o blog.

Fica aqui o primeiro vídeo deste projecto que promete…

WD Caviar Green de 2 TeraBytes

A Western Digital lançou o WD Caviar Green com capacidade até 2 Terabytes com Cache de 32MB e um buffer máximo de 3 Gb/s.

O WD Caviar Green consome menos 40% de energia e graças a um conjunto de tecnologias permite que o acesso à informação seja feito muito mais rapidamente.

Graças à tecnologia IntelliSeek existe uma redução significativa de vibrações no disco rígido. Já a tecnologia NoTouch permite um desgaste menor da cabeça de gravação.

Para além do modelo de 2TB, o WD Caviar Green está disponível com capacidade de 1,5TB, 1TB com 32MB de Cache e com capacidade de 1TB, 750GB, 640GB e 500GB na versão com 16MB de Cache.

O disco rígido deverá estar a venda nos próximos dias na Fnac, Vobis e Worten, no entanto ainda pouco se sabe em relação ao seu preço.

PageRank Alert – Saiba quando o seu PageRank muda

Google Pagerank

O Google Pagerank é um valor obtido através de um algoritmo criado pelo Google para calcular/avaliar um site.

Apesar de muitos webmasters darem bastante valor a este ranking, tenho ignorado o pagerank, para mim não passa de um número.

No entanto, para quem quiser seguir o PageRank dos seus sites, existe uma ferramenta bastante útil que se chama PageRank Alert e que envia um alerta para o seu e-mail sempre que um dos pageranks dos seus sites alterar, desta forma não terá que verificar se o seu pagerank alterou todos os dias.

TV Calendar – Não perca os episódios das suas séries

TV ShowsAinda a alguns dias atrás falei acerca do MyTVShows, um site feito pelo português Ivo Gomes que permite fazer a gestão de episódios e séries.

Graças ao @lebreiro (url) fiquei a conhecer o TV Calendar, que não é nada mais nada menos do que um calendário que lhe mostra os episódios que saem em determinado dia.

Por exemplo, hoje, dia 29 de Janeiro são lançados dois novos episódios de duas séries que eu costumo ver, Lost e Skins.

O TV Calendar mostra-nos a data, hora, um pequeno resumo do episódio, o canal de TV onde a série dá e ainda um link para o site oficial.

Desta forma nunca me esqueço de preparar para ver os episódios.

EyeOS 1.8.0.2

Foi lançada uma pequena actualização para o EyeOS, o web OS via browser mais completo e conhecido em toda a web. Vejam aqui o meu artigo sobre o EyeOS 1.8 para mais informações e fiquem aqui com o changelog:

  • Added ability to use eyeSheets on Windows servers
  • Added ability to “themable” the Icon’s hover effect
  • Updated eyeFeeds to version 1.2
  • Updated eyeFTP to version 3.2.1
  • eyeDesk and eyeFile launch eyeNav and eyeFTP if the link is using a http, https or ftp protocol
  • Users need to type the password to remove the user
  • The default theme’s background-image is set to no-repeat and a background-color is set.
  • Office support instructions for Windows servers moved to the eyeOS wiki
  • Improved handling Drag ‘n’ Drop items.
  • Improved the theme eyeFusion
  • Improved showing png images in Internet Explorer 6.
  • Improved Internet Explorer compatibility of eyeCalendar
  • Fixed problem with loading translations while calling a listener
  • Fixed downloading files and folders as zip file
  • Fixed problems with removing the last group, maintained group or maintained user of an user
  • Fixed problem with eyeDialog and translated eyeOS systems
  • Fixed possible problem with eyeFiles’ Tree view
  • Fixed problem with moving wrong folders as root user
  • Fixed problem with renameing eyeLink files and real files
  • Fixed problem with eyeFiles and groups on some Linux servers
  • Fixed problem with the cache system
  • Fixed Internet Explorer 6 download problem. Now a new window opens

WP Framework – Criar themes para WordPress

Wordpress

Já brinco com HTML e CSS à alguns anos e dou-lhe um pouco de PHP e Javascript, o que me tem possibilitado criar pequenas brincadeiras recorrendo a estas tecnologias web.

Tenho o WordPress, como uma plataforma de gestão de sites bastante potente e que pode ser utilizada muito além dos blogs e portanto tem sido a minha primeira escolha para a criação de blogs e pequenos sites.

Estou a escrever este post com uma directa em cima, pois decidi fazer um theme WordPress. Numa única noite consegui fazer o html, css e importar para WordPress.

Graças ao WP Framework, um theme wordpress com todos os ficheiros e tags base de um theme para WordPress que permite assim facilmente criar um novo theme, no meu caso, importar um theme de html+css para WordPress.

Em apenas algumas horas consegui fazer um excelente theme para WordPress e sem dificuldades algumas, o que revela que o WordPress é realmente uma interface bastante acessível.

Só tenho a agradecer a quem desenvolveu o WP Framework, pois poupou-me muito trabalho. Em breve mostrarei o template que fiz para WordPress num dos projectos do WebTuga.

KDE 4.2 – The Answer

KDE logo“The Answer” é como é chamada a nova versão de um dos ambientes gráficos mais conhecidos para Linux, o KDE.

Foi lançado hoje e vem para ficar, o KDE 4.2 é o resultado do esforço e trabalho realizado por um conjunto de pessoas que têm o objectivo de melhorar a experiência do utilizador com o seu computador, mais propriamente com o desktop e todo o ambiente gráfico.

O que torna um sistema operativo prático, é o gestor de janelas. Quanto mais completo, rápido e organizado for um gestor de janelas, melhor vai ser a experiência.

O Plasma tem novos applets, incluindo uma aplicação QuickLauncher, informação sobre o tempo, notícias por rss feed e tiras de banda desenhada. É possível utilizar também os novos applets mesmo quando o screensaver está activo, desta foram poderá deixar notas importantes no topo do seu desktop, mesmo quando não está a utilizar o computador. No Plasma Panel é possível agora criar grupos de tarefas.

O Kwin agora apenas activa os efeitos no desktop caso o seu computador o permita, ou seja, não utilizará efeitos caso a sua máquina não cumpra certos requerimentos. Contém também um painel de configuração mais fácil de utilizar, o que permitirá ao utilizador final configurar eficientemente os efeitos que necessita.

Foi incorporado o PowerDevil, de forma a gerir e tirar melhor partido da energia. O Ark permite a extracção e criação de arquivos e foram também incorporadas novas ferramentas de gestão de impressoras, que permitirão para além de gerir as impressoras, gerir os documentos em processo de impressão.

O KDE 4.2 está agora disponível também em mais línguas, incluindo Árabe, Hebreu, Romeno, Islandês, Basco (?), Tajik e várias línguas Indicas.

O gestor de ficheiros Dolphin está mais rápido e eficiente, tendo novas funcionalidades como tooltips com pré-visualização,

O Kmail foi também melhorado, em parte por um aluno do Google Summer of Code, tendo melhorias no suporte ao IMAP e outros protocolos, o que o tornam agora muito mais rápido.

Para finalizar, o browser Konqueror tem agora um melhor suporte para gráficos em vector e mostra os bookmarks na homepage.

Para mais informações, ver a página do anúncio do KDE 4.2. Agradecimentos ao Nuno Pinheiro pela revisão ao texto.