andLinux – sistemas Linux em Windows

Os únicos métodos que conheço para correr aplicações de GNU/Linux em Windows são: utilizar o cygwin ou instalar uma máquina virtual e correr uma distribuição de GNU/Linux.

Estes dois métodos não me parecem ser a melhor solução para o comum dos utilizadores. Mas por outro lado, o comum dos utilizadores dificilmente estará interessado em correr as aplicações para GNU/Linux em Windows.

Já os utilizadores que gostam de aprender mais e explorar poderão utilizar um destes dois métodos. Só que os recursos de uma máquina não são ilimitados e nem sempre se tem paciência para fazer alguns hacks quando as aplicações não são emuladas.

É neste ponto que o andLinux entra. Esta aplicação é uma máquina virtual que se integra com Windows; ou seja, estão em Windows com um sistema GNU/Linux completamente carregado e integrado no ambiente gráfico dos sistemas da Microsoft.

Imaginem, por exemplo, que têm um ficheiro de texto no ambiente de trabalho. Clicam com o botão direito do rato em cima do ficheiro e, para além das normais opções, terão uma para abrir o ficheiro com um editor de texto para GNU/Linux. Quando seleccionam essa opção, o editor de texto aparece como se fosse uma aplicação para Windows – fora o tema, que se mantém o mesmo, como se a aplicação fosse executada em GNU/Linux.

O andLinux é baseado no Ubuntu e no CoLinux – um projecto que tenta integrar o Linux em Windows. Esta aplicação pode ser instalada no Windows 2000 até ao Windows Vista 32bit.

andLinux, via Wired.com

One thought on “andLinux – sistemas Linux em Windows

  1. Existem também o Wubi (http://wubi-installer.org/). Ele instala o Ubuntu num diretório e o seu micro fica com dual boot. Se não quiser mais, apenas remova-o a partir do Painel de Controle do Windows!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>