Intel lança novas CPUs de baixa voltagem

O trio de processadores novos deverá trazer ainda mais potência aos ultraportáteis. Segundo o Engadget, a Intel adicionou três novos processadores de muito baixa voltagem à sua linha de CPUs destinados a ultraportáteis. As novas CPUs Sandy Bridge têm uma dissipação térmica (TDP) máxima de 17 W. Começando pelo topo de gama, o Core i7-2677M com 4 MB de memória cache, dois núcleos e uma velocidade de 1,8 GHz, com um Turbo máximo de 2,9 GHz. Depois, temos o Core i7-2637M, que difere apenas nas velocidades (1,7 GHz e um Turbo de 2,8 GHz), e o Core i5-2557M, que inclui 3 MB de memória cache e velocidades de 1,7 GHz e 2,7 GHz no máximo, em modo Turbo.

 

Microsoft lança SDK do Kinect para Windows

O SDK é a ferramenta mais importante que um desenvolvedor pode querer para se envolver com uma nova tecnologia. No caso específico do Kinect, a Microsoft liberou o acesso aos sensores do Kinect (sem restrições), ao rastreamento de esqueleto e movimento humano e o reconhecimento de voz e objetos. São várias APIs que poderão ser utilizadas por quem se interessar em criar aplicativos baseados na tecnologia do Kinect.

Entretanto, o SDK não é para qualquer um. A empresa liderada por Steve Ballmer deixou bem claro que o SDK do Kinect não pode ser usado para fins comerciais. Ele é voltado, portanto, para entusiastas e pesquisadores, que antes dependiam de gambiarras para usar o Kinect em seus aplicativos.

Para usar o Software Development Kit, o usuário deve saber C++, C# ou Visual Basic (com Visual Studio 2010). Além do software, a Microsoft está fornecendo mais de 100 páginas de documentação técnica “de alta qualidade”, inclusive com trechos de códigos para serem usados no Kinect. Nada mais inteligente se eles querem transformar o Kinect em uma plataforma popular para possivelmente lançar uma loja de aplicativos no futuro.

Durante o lançamento do software, a Microsoft apresentou uma solução criada por estudantes que permite controlar um helicóptero apenas com o movimento das mãos. Veja: http://youtu.be/OQnRA6wZM-A

AMD Llano chega ao mercado

Os processadores AMD Llano foram apresentados oficialmente pela AMD e prometem alto desempenho, elevada autonomia e baixo custo. A arquitetura Fusion da AMD, onde a unidade de processamento central (CPU) inclui também processamento gráfico (GPU), foi alargada com uma nova família de processadores para portáteis, a série A.

Ao contrário dos Fusion “móveis” lançados anteriormente (séries E e C), que são destinados ao segmento dos portáteis (concorrentes dos Atom da Intel), os novos série A destinam-se a utilizadores que procuram desempenho.

De acordo com o comunicado da AMD, os portáteis com Fusion A vão ser capazes de oferecer uma autonomia superior a de um dia de trabalho (mais de 10 horas), o que representa uma melhoria superior a 50% relativamente à plataforma anterior da AMD para o mesmo segmento.

Fabricante coloca Android em receptor TV

O Google bem que tentou, mas a solução para juntar internet e TV ainda não veio de seus escritórios — ao menos não com o Google TV. Para a empresa Geniatech, o Android pode ser uma alternativa. Essa é a ideia por trás do Android TV Set Top Box.

O aparelho roda o sistema operacional do Google na versão Froyo (2.2). Ele capta o sinal de TV digital e pode navegar na internet, já que tem conexões Wi-Fi e Ethernet. Assim, é possível acessar jogos em flash, reproduzir imagens e músicas, enviar torpedos, enfim, tudo o que um smartphone com Android é capaz de fazer.

Da mesma forma, os poderes do aparelho aumentam com aplicativos, que também podem ser baixados pelo Android Market. As únicas limitações do dispositivo estão em sua configuração. Ele tem processador Amlogic Cortex A9 de 1 GHz, memória RAM de 512 MB e armazenamento de até 32 GB por cartão SD.

A única dificuldade aparente que a empresa não solucionou é a interface para usar o aparelho, que é feita por um controle remoto com teclado embutido. A Geniatech ainda não divulgou preço e data de lançamento do produto.

AMD FX está de volta

A marca FX da AMD está de regresso e vai ser aplicada a plataformas criadas para jogadores exigentes.
Recorda-se dos processadores AMD com a marca FX? Eram o equivalente aos Extreme Edition da Intel. A AMD fez saber via comunicado que a denominação FX vai voltar para ser aplicada em plataformas criadas para jogadores exigentes.

De acordo com o comunicado referido, a marca FX vai ser “associada aos processadores e plataformas de maior desempenho da AMD”. A primeira plataforma e exibir no o logótipo renascido vai ser a plataforma “Scorpius”, constituída pelas recém-lançadas placas-mãe com chipset da série AMD 9, placa gráfica da família Radeon HD6000 e processadores “Zambezu” de oito núcleos desbloqueados, para facilitar o overclock.


A AMD acredita que a nova plataforma vai trazer a marca para o topo do mercado de alto desempenho, sobretudo na área dos jogos e vídeo de alta definição.

[Video] Pense em grande com a HP

HP

Pense em grande com a HP – Grande? Pequena? No mundo das empresas a dimensão é algo muito relativo. Saiba como a tecnologia HP presente nos Desktops e Portáteis HP pode ajudar a sua empresa a destacar-se no mercado, sem ficar limitada pela sua dimensão.

Apenas porque a sua empresa não é grande, não quer dizer que você não tenha grandes ideias.

A HP anuncia o lançamento do primeiro, de uma série de vídeos, criados para demonstrar como os empresários de toda a Europa podem realizar os seus sonhos pertencentes à campanha “HP – Make it big“.

Ligando-se aos empresários de pequenas e médias empresas, bem como aos que aspiram estabelecer o seu próprio negócio, a campanha tem como objectivo inspirar na realização das suas ambições, enquanto estabelece metas ainda mais altas, para o seu sucesso pessoal e profissional.

Jornalista parte telemóvel inquebrável na CES

Por vezes, a prática revela-se diferente da teoria. Foi o que aconteceu esta semana na CES 2010, quando um representante de uma marca de telemóveis que anunciava um “telemóvel inquebrável desafiou o jornalista da BBC, Dan Simmons, a pôr o telefone à prova. Vejam qual foi o desfecho deste desafio:

É merecedor de um digno #FAIL.

ExpressCard SSDs num MacBook Pro

Neste Video vemos o Mac OS X a arrancar em pouquíssimos segundos, depois de um teste com o Xbench vemos que realmente é muito mais rápido e para isso basta um teste de abrir 10 aplicações ao mesmo tempo e comparar com outro MacBook Pro ao lado. 5 segundos para as aplicações abrirem no disco e apenas 3 segundos para abrirem pelo SSD.

via macworld.com