Boxee para Windows

Boxee

O Boxee, um media center opensource com integração de redes sociais, lançou hoje a sua nova versão.

A partir de hoje os utilizadores Windows podem usufruir do excelente software Boxee. O Boxee está agora disponível para 3 plataformas, Mac, Windows e Ubuntu.

A nova versão do Boxee integra também os vídeos do canal MLB.TV (Major League Baseball), possibilitando aos utilizadores o acesso a centenas de jogos de baseball, directos e conteúdo em HD.

De forma a distinguir o conteúdo local do conteúdo na Internet, o Boxee apresenta um novo layout de navegação.

Boxee

Cada vez mais social, o Digg está agora disponível no Boxee com uma interface bastante interessante que permite ver os vídeos submetidos pelos utilizadores.

Digg Boxee

Para os utilizadores do serviço Tumblr, o Boxee permite agora a partilha de músicas e slideshows automaticamente através da ferramenta media center. Foram introduzidos alguns programas do canal Current_.

Para finalizar, os utilizadores que estejam a correr o Boxee em Ubuntu, poderão agora ver os vídeos em HD (1080p) utilizando as drivers Nvidia.

WordPress 2.8 – Download

Wordpress 2.8

Bom dia a todos, hoje foi lançada a nova versão do WordPress, a versão 2.8.

Na versão 2.8 podemos encontrar algumas novidades interessantes como a instalação de themes automática através do directório oficial tal como já era possível nos plugins.

É agora também possível editar todos os ficheiros que fazem parte de um determinado plugin e para além disso, os editores de plugins e dos ficheiros do theme têm agora um code highlighter que coloca o código colorido separando a sintaxe de forma a ser mais fácil de editar.

É recomendável a actualização a todas os utilizadores desta ferramenta, no entanto deverão ter em atenção que antes de qualquer actualização, será necessário fazer o backup da base de dados e desactivar os plugins para evitar problemas.

Como de costume, para fazer o upgrade basta clicar no link que irá aparecer no topo do painel de administração do seu WordPress avisando-o da actualização ou então através do menu “Tools > Upgrade”.

WordPress 2.8 beta 1

Wordpress 2.8

Ryan Boren da equipa WordPress, anunciou à poucos momentos no blog oficial do WordPress, o WordPress 2.8 beta 1.

As novidades são imensas e prometedoras. Fica aqui uma lista das principais alterações:

  • Editor WYSIWYG actualizado para o TinyMCE 3.2.3
  • Adicionado CodePress syntax highlighting aos editores de themes e plugins
  • Instalador de themes automático através do directório oficial e via upload
  • Novo sistema para gestão de widgets e sidebars
  • Possibilidade de editar todos os ficheiros de cada plugin
  • Guardar automaticamente as páginas/posts pressionando ctrl/command+S
  • Suporte para várias galerias por página
  • Acesso ao menu “Tools” para todos os utilizadores de forma a possibilitar o uso do Turbo
  • Adicionado campo de descrição para as tags

A tão esperada funcionalidade da instalação de themes directamente pelo painel de administração é um must nesta nova versão.

A lista detalhada de alterações e novidades pode ser encontrada aqui. Se quiser pode testar o WordPress 2.8 beta 1, no entanto não é aconselhável o seu uso em ambientes de produção.

Miro – Adopte uma linha de código

Miro Adoption Center

Quase toda a gente sabe o que é o Miro, um “cliente” de vídeo que permite agregar vídeos de várias fontes num único software utilizando Rss e outras tecnologias. Este software é totalmente gratuito e é também opensource.

O Miro é mantido por uma organização sem fins lucrativos chamada Participatory Culture Foundation, que conseguiu arranjar, a meu ver, a forma mais original para arranjar donativos.

Assim, cada pessoa poderá adoptar uma linha de código do Miro, participando com 4$ por mês por linha. Para além disso, o nome da pessoa que compra a linha de código estará presente nos créditos do “About Miro”.

Apesar de à primeira vista parecer um bocado caro, é provavelmente uma das melhores ideias que já vi para rentabilizar um software livre.

Cada pessoa que comprar uma linha de código, terá ainda acesso a um widget para colocar no seu site ou blog. Saiba mais no Miro Adoption Center.

BuddyPress – Torne o WordPressMu numa rede social

BuddyPress

Para quem não conhece, o BuddyPress é um conjunto de plugins criados especificamente para o WordPress MU (WordPress Multi-User).

Com o WordPress Multi User já podia criar uma rede de multi blogs, mas agora com a implementação do BuddyPress é possível tornar um WordPressMu numa autentica rede social.

Poderá expandir as funcionalidades do seu WordPressMu, adicionando-lhe perfis com mais conteúdo, sistema de mensagens privadas, amigos, grupos, lista de actividades, lista de blogs e até mesmo fóruns, utilizando o bbPress.

No futuro será até possível criar albums de fotos e ainda actualizações de estado, permitindo-lhe incrementar uma espécie de sistema de microblogging dentro da rede social.

Poderá ver uma demonstração do BuddyPress em Testbp.org e fazer o download da versão 1.0 do BuddyPress em BuddyPress.org.

Como o BuddyPress ainda só foi lançado ontem e ainda não há uma tradução pt_PT, decidi começar utilizando o pacote da versão pt_BR. Ainda só estará traduzida em cerca de 30%, porém enviei a ultima versão do pacote para a equipa do WordPress PT e estou à espera de uma resposta deles para saber se fornecem uma plataforma de tradução colaborativa. Até lá, muah! 😛

Tweetero – Cliente Twitter OpenSource para iPhone

Tweetero

O ImageShack parece estar a mudar de estratégia, ou a tentar pelo menos continuar com o seu sucesso utilizando novos métodos.

Desta vez, o imageshack lançou o Tweetero, um cliente twitter para iPhone/iPod Touch opensource e integrado com o seu serviço Yfrog.

Aqui fica a lista completa de funcionalidades:

  • Ver tweets das pessoas que segue
  • Ver a lista de seguidores e pessoas que segue
  • Desactivar e activar notificações por telemóvel em cada utilizador
  • Enviar e receber mensagens privadas/mensagens directas (dm’s)
  • Tirar e enviar fotos utilizando o Yfrog
  • Ver imagens dos tweets alojadas no Yfrog em fullscreen
  • Incluir informação da sua localização nos tweets
  • Mostrar informação do utilizador
  • Reencaminhar tweets por email
  • Responder aos tweets

Oracle compra Sun Microsystems

Sun e Oracle

Lembra-se dos rumores acerca da IBM estar interessada em comprar a Sun Microsystems? Então esqueça… não vai acontecer.

A Oracle anunciou a compra da Sun pela fantástica quantia de cerca de 7 biliões de dólares.

Ao adquirir a Sun, o destino de ferramentas como MySql, Java, Netbeans, OpenSolaris/Solaris e VirtualBox fica assim nas mãos da Oracle.

O impacto desta aquisição já se fez sentir na bolsa, resta-nos esperar por futuros desenvolvimentos nas alterações que irão decorrer.

Poderá ver o press-release e mais informações no site da Sun.

Synergy – Controlar dois ou mais computadores com apenas um teclado e rato

Nas ultimas semanas tenho recorrido a uma ferramenta chamada Synergy2 para controlar o meu macbook, o HP 530 do e-escolas e o meu desktop com apenas o teclado e rato do meu desktop.

Acreditem ou não, isto poupa-me tempo, possibilitando-me por exemplo copiar texto de um computador para o outro em apenas alguns segundos, sendo bastante útil quando quero ver determinado site no desktop e copio o endereço do macbook para o pc.

Esta aplicação é OpenSource, sendo a sua licença GNU Public License (GPL) e para além disso é multi plataforma, o que me facilita imenso. Alguns de vocês devem estar a pensar que o Synergy não passa de um cliente de VNC, pois ai é que se enganam, o Synergy não é nada do que se pareça a um cliente/servidor de VNC.

No meu caso estou a utilizar o Synergy em 3 sistemas operativos distintos, macOSx 10.5 Leopard no Macbook como seria de esperar, Windows Vista no desktop-PC e Ubuntu no HP 530 e todos funcionam perfeitamente.

Para Windows, o software tem um interface gráfico, combinando a versão cliente e servidor num único só e facilitando a configuração da “rede” de monitores, já em Linux ou macOSx apenas estão disponíveis os binários que poderão ser executados pelo terminal e a configuração poderá ser feita editando um ficheiro de configuração ou então utilizando uma aplicação chamada QuickSynergy caso não queira perder tempo ou não tenha conhecimentos para executar os ficheiros via Terminal.

Em macOSx ou Linux, depois de descarregar os ficheiros, deverá tornar-los executáveis utilizando o comando chmod +x synergyc ou chmod +x synergys no caso da versão servidor e de seguida executa-los pelo terminal usando ./synergyc -f -n nomealternativo ipdoservidor, exemplo: ./synergyc -f -n macbook 192.168.1.200. Poderá obter uma lista de todos os parâmetros utilizando o comando ./synergyc –help.

Para utilizar o software, terá que criar uma espécie de árvore, indicando qual é o computador que está ao lado direito do computador1, qual é o computador que está à esquerda do computador 2 e por ai fora, bastando apenas indicar o IP ou o hostname das máquinas.

Deverá ter em atenção ao servidor, pelo que as portas na sua firewall ou router devem estar abertas para que consiga configurar correctamente a sua rede.

Por defeito, o Synergy2 não encripta a ligação e alguma informação poderá ser obtida desde que a máquina esteja identificada no servidor, portanto não é recomendável o uso do Synergy em redes partilhadas. Como alternativa poderá utilizar o OpenSSH para que a informação seja encriptada, pode ver aqui mais informações acerca deste processo.

Esta ferramenta pode ser utilizada em bastantes casos, possibilitando-o por exemplo poupar espaço na sua secretária caso tenha vários computadores como eu ou até mais.

Muitos de vocês provavelmente sabem que podem fazer isto com um KVM Switch, no entanto esta solução para além de prática, torna-se muito mais económica.

Deixo-vos aqui com um vídeo que poderá ajudar a quem não percebeu o que eu escrevi:

Como já disse, o software é totalmente gratuito e opensource e pode ser instalado em qualquer sistema operativo que suporte o protocolo TCP-IP. Qualquer dúvida, deixem um comentário que tentarei ajudar-vos a montar a vossa rede com o Synergy2. Para além disso, caso saibam alguma aplicação que faça o mesmo para além do Synergy2, sintam-se livres para partilhar.

Barcamp CMS – Gestão de Barcamps

Barcamp CMS

Nos últimos tempos têm surgido eventos que colocam os geeks em terreno, tirando-os da sua cadeira e colocando-os frente a frente com outras pessoas da sua espécie (geeks).

Este fim de semana que passou por exemplo, houve um evento em Coimbra chamado BarcampPT.

Organizar este tipo de eventos requer um pouco de trabalho, visto que existem sessões de apresentações e é um pouco complicado gerir quando todas as pessoas querem participar.

Para isso, uma equipa de programadores desenvolveu o BarcampCMS, um Sistema de Gestão de Conteúdos e Eventos para Barcamps, este sim baseado em WordPress, que facilita a vida a quem está a organizar o evento.

Basicamente este CMS é o WordPress artilhado com um conjunto de plugins, o que lhe permitirá ainda optar por outros plugins caso conheça.

BarcampCMS

Mais uma vez o WordPress demonstra as suas potencialidades como Content System Management, facilitando rapidamente a criação de um sistema totalmente diferente de um blog.

Poderá encontrar mais informações na página do projecto alojada no Google Code, bem como as instruções de instalação

Habari – plataforma opensource de blogging

Habari Project

Habari é uma plataforma de blogging modular com suporte para vários tipos de base de dados, incluindo MySql, SQLite e PostgreSQL.

Permite utilizar vários serviços de armazenamento de ficheiros multimédia como o Flickr e o Viddler, tem suporte para o Atom Publishing Protocol, permite criar vários utilizadores e vários sites com uma única instalação, suporte para páginas e tem scripts para importar o conteúdo de outras plataformas de blogging como por exemplo o WordPress ou o Serendipity.

Existem ainda vários plugins e themes para a plataforma, que lhe permitiram assim expandir as funcionalidades da plataforma, integrando o blog com o twitter, flickr, feedburner, sistema anti-spam Defensio e muito mais.

Esta plataforma é opensource e está disponível em HabariProject.org, licenciada sob a licença Apache.