Windows 8 Build 7989 vaza na Web

Coincidência ou não, após o boato de que a Microsoft teria demitido funcionários por colaborarem com o vazamento de informações acerca do Windows 8, o ritmo de vazamentos diminuiu bastante. Mas para a felicidade dos aventureiros de plantão, não cessou.

Mais uma compilação do Windows 8 vazou na Internet esta semana. O download já está disponível em vários trakers.

Pesando cerca de 3,5 GB, o Windows 8 build 7989 foi compilado no dia 21 de abril e faz parte da terceira etapa de desenvolvimento — a milestone 3 (M3), um dos últimos estágios antes da versão beta. Se você já perdeu as contas, esta é a quarta compilação que cai em domínio público.

Embora o download seja novo, é provável que a build vazada não traga nenhuma novidade. A Microsoft demonstrou o Windows 8 publicamente em um evento recente de tecnologia e apresentou as principais novidades que o sistema trará quando for lançado, o que deve acontecer já no próximo ano.

Por fim e não menos importante, vale lembrar que a instalação de versões do Windows vazadas ou baixas ilegalmente da Internet não são recomendadas. Faça por sua conta e risco — ou use uma máquina virtual.

 

Hackers transformam empresas de segurança em estrelas

A recente onda de ataques informáticos está a tornar as empresas de segurança informática nas novas estrelas de Wall Street

Para os analistas esta tendência veio para ficar, passando estas empresas a ser das mais procuradas pelos investidores.

«Não tenho dúvidas em afirmar que este sector será, no futuro, o mais procurado pelos investidores. Todos mostram grande interesse no mesmo», referiu Robert Francello, da Apex Capital.

Como o interesse mostrado pelos investidores tem crescido também as acções destas empresas têm subido de preço, estando empresas de análise de mercados, como o Citigroup a prever um crescimento no valor das acções muito acima do preço actual. Por exemplo, o Citigroup considera que as acções da empresa de segurança Sourcefire terão um valor real de 22,24 euros, o que representa um valor 21 por cento acima do preço actual.

Windows 8 estreia no outono

A versão beta do Windows 8 deverá começar a ser distribuída no outono de 2011. A versão definitiva do futuro sistema operativo da Microsoft só deverá chegar às lojas da especialidade no outono de 2012.

Dan’l Lewin, vice-presidente da Microsoft, admitiu que a versão beta do Windows 8 deverá ser lançada pouco depois da conferência BUILD que a Microsoft tem agendada para setembro.

Segundo o DailyTech, esta não foi a única “fuga de informação” quanto às datas de estreia do novo Windows: Lewin terá também referido que a Microsoft pretende fazer afinações e eliminar bugs da versão beta durante um ano. O que remete para o outono de 2012 o lançamento da versão comercial do Windows 8.

O vice-presidente da Microsoft confirmou ainda que o Windows 8 é mesmo o sistema operativo escolhido para “atacar” o segmento dos tablets.

illimitux – Remova as restrições do MegaVideo

illimitux

Remova as limitações dos serviços de vídeo como por exemplo o MegaVideo, Veoh ou Megaupload.

A extensão Illimitux para Firefox ou Google Chrome permite-lhe remover as restrições impostas pelas plataformas de streaming de vídeo como o MegaVideo, Veoh ou Megaupload, permitindo-lhe ver os vídeos sem os limites de tempo de visualização normais.

Quando o Illimitux detectar um site compatível, irá aparecer uma mensagem a oferecer a desactivação dos limites.

No MegaVideo por exemplo, existe normalmente um limite de 72 minutos de visualização, no MegaUpload normalmente é necessário preencher um código Captcha e no Veoh precisa de instalar o software Veoh TV para ver vídeos com mais de 5 minutos. Com o illimitux não terá qualquer destes problemas.

Adobe Air Applications – Directório de aplicações Adobe Air

Air

Está à procura de uma aplicação Adobe Air? Então este artigo é claramente do seu interesse!

Existem cada vez mais aplicações desenvolvidas para a plataforma Adobe Air, desde clientes Twitter, software de edição de imagens, reprodutores de vídeo, ferramentas de gestão de tempo e to-do lists e muitas outras aplicações.

Hoje apresentamos-lhe o site Adobe Air Applications (adobeair.me), simplesmente um directório de aplicações onde certamente irá encontrar algo de útil para o seu uso no dia a dia.

Adobe Air Apps

Graças ao Adobe Air, estas aplicações podem ser instaladas e utilizadas em qualquer sistema operativo (multi-plataforma), seja ele Windows, macOSx ou Linux.

BuzzBird – Cliente Twitter

BuzzBird

O Buzzbird é um cliente Twitter gratuito para Linux, Windows e MacOSx baseado na plataforma de desenvolvimento do Firefox (Mozilla XUL), bastante rápido e funcional.

Este cliente de Twitter suporta:

  • Multiplas contas Twitter
  • Visualizações com Filtros selectivos (Timeline, @mentions, etc)
  • Botões Retweet, Reply, Unfollow e Favorito em cada Tweet
  • URL Shortner integrado (is.gd)
  • Menu para inserir smiles emoji nos tweets
  • Contador de Lidos/Por ler na barra de estado
  • Clique no avatar de um utilizador para verificar mais informações, ou fazer follow/unfollow
  • Uma das vantagens do BuzzBird é que não incorpora qualquer tipo de publicidade e é ainda possível adicionar novas funcionalidades.

    Poderá efectuar o download do BuzzBird através do site oficial (url).

Mozilla divulga planos para o Firefox 4

A Mozilla revelou os seus planos para a próxima versão do browser Firefox e a grande mensagem que passou foi o facto de quererem fazê-lo “super rápido“.

Uma das grandes alterações levadas a cabo no Firefox 4 foi o restyling da interface, que agora está mais limpa e directa com um um estilo “à la Google Chrome“. A justificação para este novo visual, segundo Mike Beltzner (director do projecto Firefox) é que um browser com um visual mais limpo transmite melhor a sensação de velocidade ao navegar (veja-se o exemplo do Google Chrome).
Outro ponto positivo é o facto de o Firefox 4 tirar muito mais partido da interface Aero e OS X, respectivamente:

Algumas características e controlos considerados dispensáveis pela equipa do Firefox serão removidos nesta nova versão, para darem lugar a um melhor desempenho do browser. Beltzner está ciente de que estas remoções poderão gerar descontentamento entre a comunidade de utilizadores, mas avança que estas alterações são pelo melhor.

Uma característica do Firefox 4 que deverá agradar à grande maioria dos utilizadores será a capacidade de se actualizar internamente (igual ao Google Chrome), de maneira a evitar o modo irritante como actualmente somos avisados de que existe um update por fazer.

A Mozilla não se esqueceu dos developers, e assim sendo, o Firefox 4 irá tirar partido da API Jetpack, que permitirá aos developers desenvolverem add-ons em HTML, CSS e Javascript. E segundo a Mozilla, os add-ons construídos sob esta API não irão bloquear o browser por completo, como acontece várias vezes com as versão actuais. Uma óptima notícia, portanto.

A Mozilla aponta Novembro como data de lançamento do Firefox 4.