Linux precisa de Windows para correr?! Os mitos por detrás do Linux e, porque não, o drama, o horror

tuxxxO cenourinha chamou-me a atenção para um artigo que é, no mínimo, interessante. Uma pobre alma fez um comentário num dos blogs da ZDnet em que afirma, com uma enorme e louvável (apesar de estar a dizer bacoradas) convicção, que o Linux precisa de Windows para correr.

Eu até lhe dou razão se quisermos ter um ambiente gráfico; os ambientes gráficos têm janelas (windows), deve ser por isso; obviamente não é isto que este utilizador quer dizer.

O artigo em causa está transcrito no final destes post. No seu discurso este senhor começa por dizer que o Vista é duas vezes mais rápido que o XP (fantástico, vou poder instalar o Vista no meu AMD Athlon XP 2.6, com uma GForce FX 5600 256MB e 1GB de ram DDR333, sem qualquer tipo de problemas).

Nota-se que ele foi vítima da publicidade. Mais ainda, ele está convencido que o Linux vai estar em maus lençóis quando deixar de haver suporte para o Windows XP, já que ele acredita que Linux precisa de Windows para correr.

Ele também acredita que o Linux é uma alternativa ao Office e que a Apple desistiu de criar um sistema operativo, e se virou para a Intel e Microsoft, porque não conseguia igualar o Windows.

Apesar de ser extremamente cómico, é também triste ver que as pessoas têm uma ideia errada do Windows e do Linux. Mas este não é caso único.

À uns dias atrás fui a casa de um amigo para o ajudar num problema; ele estava a tentar instalar o Windows XP num computador velho, mas aquilo estava a dar erro na instalação.

Antes de ir a casa dele perguntei-lhe se ele queria o Linux; falei-lhe no Ubuntu e expliquei-lhe porque é que o Linux era melhor que o Windows XP para o Pentium3 500 dele.

Ele, entretanto, falou com um amigo que lhe disse que não haviam jogos para Linux, nem tão pouco ambiente gráfico.

Eu, como seria de esperar, ri-me. Estas situações só mostram o quanto as pessoas estão mal informadas e como a pirataria ajudou – e ajuda – a Microsoft.

Existem jogos para Linux, como Alien Arena 2007 (semelhante ao Quake e Unreal Tournament), o OpenArena (também semelhante ao Quake e Unreal Tournament) e o Wormux (semelhante ao Worms).

Também há vários jogos para Windows que correm no Linux, graças ao Wine; eu, por exemplo, jogo Football Manager 2007 no Ubuntu.

Ler mais…

20 thoughts on “Linux precisa de Windows para correr?! Os mitos por detrás do Linux e, porque não, o drama, o horror

  1. Um artigo muito bem escrito.

    Em relação ao gajo que fez o comentário nos blogs da ZDNet, é um tipo que anda a ouvir o louco do Ballmer, portanto nada a dizer.

    Não tenho conhecimentos para poder afirmar que GNU/Linux é o sistema com mais aplicações multimédia, mas no entanto tenho para poder afirmar que se isso for realidade, não faz dele o mais usado, uma vez que nessa área reina o Mac OS X.

  2. Concordo com tudo o que disseste.
    A minha falta de experiência é facilmente resolvida com a ajuda de amigos como tu e das grandes comunidades que andam pela net. 😀

    A única coisa que não gosto no linux é essa parte dos jogos. A qualidade do jogo piora muito através da emulação com o Wine.

    Aproveito para postar este link que tu próprio mo mostraste e achei bastante interessante (pena que para o concluir precise de resolver o meu problema com a instalação do receptor wireless):
    http://www.howtoforge.com/the_perfect_desktop_ubuntu6.10

  3. Concordo com cada palavra do que aí disses-te.

    O problema não está na díficuldade do Sistema Operativo, está na burrice das pessoas a não querer aceitar algo diferente e olhar só em frente (ou para trás?).

  4. Devias ter deixado o link da notícia que essa estupida pobre alma criou.

    http://talkback.zdnet.com/5208-12355-0.html?forumID=1&threadID=31199&messageID=579073&start=43

    Já há muito tempo que não lia tanta estupidez junta em tão poucas frases. O tipo perdeu uma excelente oportunidade de se manter calado, agora todos sabem o quanto estupido é.

    Mesmo na situação de jogos, a coisa tá a mudar no linux. O Wine é a pior solução para correr os jogos do windows, tem-se a Cedega e agora o crossover. Mas parece-me que muita gente já só se mantem com windows porque tem jogos, porque em tudo o resto, o windows já foi irremediavelmente batido.
    Tal como o Zune, este Vista está a tornar-se um flop. Pela primeira vez, muitos dos clientes certos a quem a microsoft lhes extorquia o dinheiro em licenças, estão a considerar seriamente em não fazer o upgrade para vista e usar os produtos do Linux. E não é só pela enorme diferença monetária, mas porque tem realmente uma excelente qualidade! E muitos deles bateram com a porta à Microsoft! Para quem se gaba de ter gastos bilhões e 6 anos num SO cheio de inovações que ninguem encontra, e ver muitos clientes a irem para a concorrencia, o vista está a caminhar para um desastre. Vai ser muito vendido, é certo, mas os tempos mudaram….

  5. “Vista will finally put an end to this blatant abuse of intellectual property, and linux should decline, taking the pirates with it.”

    Agora a culpa de existirem piratas é do Linux? Nunca pensei ouvir isto…

    Concordo com tudo o que disseste e acho que pode ser uma grande ajuda para muita gente que se quer iniciar em Linux.

    Eu só uso Windows por causa dos jogos.

  6. Vocês têm falado da falta de jogos para Linux para a não evolução dos utilizadores, e com toda a razão. Tenho tentado convencer o meu irmão a mudar para Linux, mas ele não quer por causa dos jogos. Só por causa do raio dos jogos. 😐

  7. Bom queria corrigir aqui uma coisa do WINE e CEDEGA eles não são emuladores mas sim tradutores de DX. Sobre a pobre alma bom parece que fizeram uma lavagem ao cérebro do tipo isto se é que ele tinha cérebro :-) Eu actual mente só estou a usar linux tenho jogado nele os games nativos e o k não falta são bons games claro que não tem assim muitos como no windows mas já não é mau. Para quem está com curiosidade de conhecer LINUX testem o Live CD do Kurumin 7 ou então o Big Linux vão adorar.

    Abraços

  8. Não conhecia o Big Linux. Eu estou a pensar em sacar o Mandriva para o meu bro testar (assim que eu o conseguir convencer), porque me parece ser bastante fácil. Também tenho ponderado o Freespire, mas estou mais virado para o Mandriva.

  9. @RedTuxer
    O Wine é capaz de ser a melhor solução para muitos utilizadores, já que o Crossover e o Cedega são pagos.

  10. Para responder ao agfrg:

    O Linux tb é um sistema bem munido de aplicações multimédia, embora o Mac OS X seja o favorito nesse campo. Penso que são mais utilizadas maquinas Linux para correr os sistemas Avid, mas o Final Cut Pro é uma ferramenta práticamente indispensável e que só corre em Mac OS X.

    Tens um grande filme que ainda não foi estreado no cinema português, o 300, feito com Mac OS X e Linux (com os produtores a darem a preferência ao trabalho nas maquinas da Apple). Aconselho qualquer um a ver o trailer e a babar-se… certamente um grande filme. Estou ansioso para o ver:

    http://www.apple.com/trailers/wb/300/

  11. @Bruno
    Não tenho a certeza porque não jogo em Linux, mas o Cedega dá para ir buscar à borla e instalar a partir do código-fonte. Depois não é o mesmo para instalar os jogos?

    Se calhar se pagassem os jogos que jogam em Windows, já não era problema. A pirataria mantem os jogadores no windows….

  12. concordo com tudo o que disses-te, eu já experimentei o Vista, e sinceramente estava à espera de melhor

    em relação ao Linux, eu tou a tirar um curso de Tec. Informática, por isso tenho uma disciplina que chama-se Sistemas de Exploração e Aplicações Informáticas, o Prof. obrigou-nos a trabalhar em Linux, mais própriamente Knoppix 5.1, ele não nos ajuda, nós temos que explorar o Knoppix ao máximo por nossa conta, descobrir coisas que o Knoppix tenha, até se houver algum problema temos de ser nós a resolver, dessa maneira já aprendi muitas coisas, e acho que devia-se pelo menos nas escola incentivar os alunos a trabalhar em Linux, visto que não há nada que o Windows faça que o Linux não faça, mas não nos podemos esqueçer que o Linux é muito mais rápido que o Windows, se quisermos utilizar 3D Desktop podemos utilizar o Beryl, e uma coisa muito importante é que o Linux não tem BluScreen (Ecrã Azul)

    acho que disse tudo o que tinha a dizer

    agora vou tentar aprender a trabalhar com o Wine, se alguém quiser ajudar, agradeço desde já

    podem contactar-me por pm pelo forum, o meu nick é o mesmo que o deste coment

    Cumps.

  13. @Hell_Shoot
    Tás a contradizer-te! Primeiro dizes:
    “não há nada que o Windows faça que o Linux não faça”
    Depois dizes que o Linux não tem BSOD… Como vês há diferenças.

    E qual a dificuldade em trabalhar com o wine?

    Instalar:
    apt-get install wine

    Após instalado ele cria a pasta .wine na tua “home” e lá fica um conjunto de pastas e ficheiros como se fosse um windows C:/windows, etc…
    Ao instalar um executável win32 será dentro da pasta .wine e prontos.

  14. Linux tem uma coisa +/- semelhante aos BSOD: o kernel panic. Mas a taxa de ocorrência de um e de outro é muito díspar; deve ser na casa dos 10000 BSOD para 1 kernel panic (números fictícios, mas não muito longe da verdade (espero))

  15. O kernel panic só aparece quando o utilizador faz bosta.

    O BSOD aparece quando o utilizador está à mais de 5 minutos sem um anterior BSOD 😎

  16. O kernel panic pode acontecer com muito maior frequência do que isso… basta que não sei leiam as entrelinhas a negrito com o dobro do tamanho…..

  17. desculpem eu ter-me contradizido, mas o que eu queria dizer é que o Linux também como o Windows dá para ir à net, ver filmes/vídeos, jogar, etc…

    desculpem, não foi com intensão

  18. “O Linux é um sistema operativo que pode ser usado em casa e no trabalho, e 2″”””não”””” uma alternativa ao Windows. Linux é um sistema operativo maduro, seguro e estável.”

  19. em que sai te tenho de ir para sacar jogos para o windows linux

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>