YouTube Downloader – Fazer download dos vídeos do YouTube

YouTube Downloader

Quem usa frequentemente o YouTube, por vezes necessita de fazer download dos vídeos para o computador. Com o YouTube Downloader poderá fazer download dos vídeos e para alem disso, poderá também fazer a conversão para outros formatos.

  • Download de vídeos do YouTube, Google Video, MySpaceTV entre outros
  • Permite fazer downloads de vídeos do YouTube em que necessita de ter uma idade superior a 18 anos
  • Converte vídeos para iPod, PSP, telemóvel, Windows Media, XVid e MP3
  • Permite alterar a qualidade do vídeo final
  • Usa a biblioteca ffmpeg para converter os vídeos
  • Reproduz videos em Flash (flv)

Para alem disso, o YouTube Download é extremamente fácil de utilizar e apenas ocupa 3Mb.

AudioCommander 4.0 – Converter ficheiros de áudio

AudioCommander (command-line MP3 converter) é uma aplicação bastante útil para quem trabalha com ficheiros de áudio, como DJ ou até mesmo para fazer pequenas simulações ou conversões de formato.

Com o AudioCommander pode converter, codificar e descodificar ficheiros de áudio recorrendo a um ambiente gráfico, ou até mesmo à linha de comandos.

Poderá alterar a frequência, o bitrate, os canais e muito, muito mais, podendo para além disso converter dos formatos de áudio CD, WAV, WMA, OGG, AAC, AC3, AIFF, FLAC, AU, VOX, RAW, PCM, ADPCM, A-LAW, u-LAW, MP2, ALAC, CD, M4A, MP4, WavPack, AVI para outros formatos de ficheiros de áudio como são o exemplo do MP3, WMA, WAV, OGG, AAC, ADPCM, AIFF, AMR, A-LAW, u-LAW ou até VOX.

Para além disso pode usar o AudioCommander como ferramenta de compressão de ficheiros de áudio, permitindo assim por exemplo que comprima ficheiros MP3 de 320kbps para 128kbps de forma a poder colocar muitas mais músicas no seu leitor de mp3 ou gadget com suporte a mp3.

Esta aplicação pode ser bastante útil para quem desenvolva aplicações web em servidores Windows, podendo assim converter áudio directamente no servidor, duma forma semelhante à extensão ffmpeg em servidores Linux.

O AudioCommander celebra a versão 4.0, funciona em Windows 95, 98, me, 2000, XP, 2003 e Windows Vista e tem o preço de 65 dólares americanos.

Site: AudioCommander – command-line audio converter

Why does Joomla really sucks – Porque é que o Joomla não presta

Joomla Logo

Como é do vosso conhecimento, o WebTuga usou a plataforma Joomla durante cerca de 1 ano, portanto serve este post para vos contar a nossa experiência neste CMS.

O Joomla é um CMS ( Content Management System ), licenciado sob a GNU General Public License, que permite criar desde pequenas páginas, a grandes portais.

Neste caso, o Joomla seria adaptado a plataforma de blogging.

Antes de tudo, a maioria dos themes disponíveis e com alguma qualidade são pagos ou é necessário entrar num clube com subscrições premium anuais ou algo do género, e a criação de themes para Joomla torna-se bastante complicada para o utilizador comum, portanto ou compra um theme, ou então fica com um site visualmente fraco.

A instalação do Joomla é bastante simples, como qualquer outro CMS que usei até hoje, no entanto quando chega à hora de fazer actualizações para novas versões, ai temos graves problemas, pois a maioria dos módulos, dos componentes e dos mambots deixam de trabalhar.

Com uma instalação do Joomla e com um theme já escolhido, chegou a hora de importar os artigos do WordPress. E aí é que temos mesmo um grave problema.

No WordPress os artigos estão separados por categorias e por sua vez, o Joomla separa os artigos por Secções e Categorias, tornando assim a importação muito mais complicada.

Para fazer a importação, foi necessário exportar a base de dados do WordPress em excell, dividindo os campos dos artigos por colunas e criar uma nova folha de Excell com os comandos MySql e com a estrutura da tabela dos artigos do Joomla. Tudo isto foi um processo feito manualmente e que após da importação, deu ainda mais trabalho, pois tivemos que definir as secções e categorias dos artigos, um a um.

Apesar de ambos terem o código aberto, ainda ninguém foi capaz de desenvolver uma aplicação que importa-se tudo automaticamente de um WordPress para o Joomla, mas nós, com uns testes e umas brincadeiras, lá conseguimos em menos de um dia, converter todos os artigos para Joomla.

Feita a conversão, foi necessário adaptar o Joomla a plataforma de blogging. Tivemos portanto que pagar uma licença de um componente para comentários, pois o Joomla não traz por defeito nenhuma.

Além disso, foi necessário um novo componente para criação de RSS feeds, pois as rss feeds que o Joomla criava eram simplesmente pobres, pois apenas mostrava parte do conteúdo.

Colocamos os artigos ordenados por data na FrontPage e assim ficou a nossa plataforma de blogging em Joomla, no entanto sem algumas necessidades como uma ferramenta para pingar os serviços web, quando criados novas entradas.

O Blogging é um hobbie e portanto deve ser fácil criar posts e comentários, no entanto não era isso que o Joomla fazia. O editor do Joomla, não era compatível com o Firefox 3 por exemplo, o que fazia com que aqueles que não estivessem tão habituados a mexer em HTML, tivessem algumas dificuldades a escrever.

Para além disso, quando necessitávamos de alterar algo no template, tornava-se uma tarefa um pouco complicada.

Finalmente, um ano após trabalhar em Joomla, consegui converter os posts do Joomla para WordPress e os comentários do Jomcomment para a tabela dos comentários do WP e aqui estamos nós, felizes da vida, com a melhor plataforma de Blogging.

Por isso, se estão a pensar em criar um blog, ou um site, ponham o Joomla de parte, pois não é uma opção muito agradável.

Google Docs – offline mode

Novas features do Google Docs

Pois é, agora é possível usar a folha de cálculo e criar apresentações offline no Google Docs.

E se pensam que as novidades ficavam por aqui, então estão bem enganados, pois isto é só o começo para aquecer.

Agora para além de poder alterar o HTML dos seus documentos, é possível ir ainda mais longe e alterar o CSS do ficheiro, o que lhe permite uma maior personalização do seu documento.

Imagine agora como seria se pudesse pegar num dos milhões de vídeos do YouTube e inserir-lo directamente na sua apresentação sem a necessidade de fazer download do vídeo ou converter para outro formato, pois bem, agora é possível com o Google Docs.

E se por algum motivo necessitar de ser lembrado para uma intervenção durante a sua conferência? Deixe apenas o Google Docs tratar disso…

Ora bem, são apenas 4 as novidades, mas a sua importância merece o maior aplauso à equipa por detrás do projecto. Mais uma vez vamos relembrar as 4 novidades:

1. Modo off-line para apresentações e folha de cálculo;
2. Possibilidade de editar o CSS ( antes apenas era possível alterar o HTML );
3. Adicionar vídeos do YouTube nas apresentações;
4. Adicionar notas de conferência nas apresentações.

Cada vez mais recorro a aplicações web para as actividades do meu dia a dia como blogger e cybernauta e felizmente o Google Docs tem sido uma grande ajuda no que toca a "blogar".

Do que está à espera? Clique aqui e teste já as novas funcionalidades do Google Docs.

CloneDVD Mobile 1.2

Hoje em dia existem inúmeras formas de visualizar vídeos ou outro tipo de ficheiros multimédia, no entanto os dispositivos móveis e mini-gadgets estão a ter uma grande adesão por parte de toda a população.

Já não existe a necessidade de ter um leitor de dvd de sala em casa para poder ver um vídeo, nem de uma boa aparelhagem para ouvir um bom som, basta ter o gadget ideal para ter a mesma sensação enquanto nos deslocamos para as nossas actividades no dia a dia.

Podemos ouvir música no nosso iPod, iPhone, Zen Stone ou outro leitor de mp3s; podemos divertir-nos com os nossos jogos na PSP, Nintendo DS ou no telemóvel ou ainda ver um filme no nosso iPod, reprodutor de mp4 ou telemóvel.

No entanto nem sempre a qualidade é a melhor e os formatos diferem de dispositivo para dispositivo. Para tal necessitamos de um software que faça a conversão do formato de um vídeo para outro que seja suportado pelo gadget que possuímos.

O CloneDVD Mobile serve para isso mesmo, converter rapidamente os seus filmes em DVD para formatos compatíveis pelos gadgets mais usados como a PSP, o iPod, entre outros.

Para além disso, o CloneDVD, que tem um período experimental gratuito de 21 dias, permite também converter os vídeos para outros formatos como são o exemplo do DivX, o XviD, AVI ou MP4.

Homepage: SlySoft

Flash this converte vídeos para flv e swf

O ffmpeg é uma excelente ferramenta para realizar conversões entre vários formatos de áudio e vídeo. Mas quantos de vós estão dispostos a utilizar a linha de comandos? Não sei porquê, mas penso que a maioria não está para isso.

Para que possam utilizar o ffmpeg sem terem que se atirar de cabeça para a linha de comandos, existe uma pequena aplicação chamada Flash this. Este programa gratuito, disponível apenas para Windows, não é mais que um interface gráfico para o ffmpeg e permite converter vídeos para os formatos swf e flv.

O funcionamento desta aplicação é simples: basta escolher o vídeo que se quer converter, a pasta onde se quer guardar o vídeo convertido escolher o formato swf ou flve clicar no botão Go. Simples e rápido.

Flash this!, via freewaregenius.com

Paulo Barata lançou a segunda edição da sua revista gratuita

O Paulo Barata, que mantém um site com várias dicas para Windows, lançou a segunda edição da sua revista gratuita, em formato PDF.

A revista do Paulo contém muitas dicas sobre o software da Microsoft, como a reparação do arranque do Windows ou a reposição do protocolo TCP/IP.

Mas não só de software da Microsoft vive a revista do Paulo Barata. Ela tem, igualmente, dicas para aplicações como o Firefox.

Se são utilizadores de Windows, acreditem que vão querer ler a revista do Paulo Barata.

Aproveito para felicitar publicamente o Paulo Barata (que um dia ainda se vai converter ao software livre :P) pelo esforço e para desafiá-lo, também publicamente, a escrever um post aqui no Webtuga.

Download da revista do Paulo Barata, via bitate.blogspot.com

Descarregue os vídeos do Youtube com o Free FLV Converter

free flv converterO Youtube é, sem dúvida, o serviço de partilha de vídeos mais popular da internet. Mas não permite que o utilizadores descarreguem os vídeos de uma forma simples.

Existem várias ferramentas para descarregar os vídeos, para os vários sistemas operativos. Uma dessas aplicações, apenas disponível para Windows, é o Free FLV Converter.

Esta aplicação, para além de descarregar os vídeos do Youtube, permite realizar pesquisas no Youtube, visualizar os vídeos e fazer a conversão deles para o formato que o utilizador deseja. E também permite descarregar e pesquisar os vídeos do Dailymotion, Google Videos, Yahoo Video, Veoh e MetaCafe.

Free FLV Converter, via gHacks.net

Criar e editar legendas em sistemas livres

Os sistemas GNU/Linux, e outros sistemas livres, têm várias ferramentas para converter e editar legendas, com ou sem a ajuda de uma preview do vídeo.

Dois exemplos de aplicações para a edição de legendas são o Gnome Substitles e o KSubtitle.

Se quiserem ficar a conhecer os vários programas para converter e editar legendas, vejam o artigo publicado no site Linux.com.

RippWire e WinFF: dois utilitários para converter vídeo em GNU/Linux

GNU/Linux é o sistema com mais ferramentas multimédia. Isto é verdade, mesmo que muitas equipas de marketing e fãs de outros sistemas vos digam o contrário. Mas, normalmente, associam-se estas ferramentas a aplicações executadas num terminal, como é o caso do ffmpeg ou do mencoder.

Quando se trata de fazer a conversão de vídeos em GNU/Linux, as duas ferramentas que falei acima são mencionadas quase por reflexo. E isto tem uma razão: são incrivelmente poderosas. O problema é que muitos utilizadores não estão à vontade com o terminal. Por essa razão existem várias aplicações gráficas que permitem fazer a conversão de vídeos em sistemas GNU/Linux, como o RippWire e WinFF.

Para ficarem a conhecer melhor estas aplicações e como as instalar, leiam o artigo publicado no Linux.com. Boas tuxadas!