Download Vista united Skin

A vista united skin serve para colocar seu windows live messenger, com o  ar do vista . Ela imita os planos de fundo do sistema operacional da Microsoft.

Você pode escolher 3 cores, cada uma delas relativa ao Home, Busines e Ultimate.

A skin deixa uma boa imagem ao  seu messenger, porem para a instalar tera de ter o Messenger P lus! Live.

Quando intalar é so baixar o arquivo PLSK. Quando aparecer a janela perguntando o que você quer fazer com o arquivo ,abrir ou salvar , escolha abrir e determine o Messenger Plus! Live para executar a skin no formato PLSK.

1215200832918PM.jpg picture by deskmodpt

Download

Simule vôos com o google heart

O google earth 4.2 tem Easter Egg escondidinho, que é um simulador de voos com o qual percorreremos os mapas num F 16 ou um SR22.

Para ativar este recurso faça CTRL+ALT+A e ira abrir uma tela e é so escolher a aeronave.

Se começar no ponto inicial vai sobrevoar a sua residencia, ou se preferir embarque no aeroporto mais prossimo.

Nem tudo são rosas e sinceramente é um pouco complexo, mas para quem quiser tentar ca vai os comandos:

  • Setas direcionais + Tecla Alt ou Ctrl: rotacionar ponto de visão.
  • Teclas Page Up / Page Down: aumentar / diminuir potência.
  • Setas direcionais para esquerda e direita: acionar ailerons.
  • Setas direcionais para cima e para baixo: mover elevadores.
  • Teclas Home e End: ajustar elevadores.
  • Teclas Insert e Enter (no teclado numérico): movimentar o profundor.
  • Teclas “(” e “)”: ajustar flaps.
  • Teclas 5 e C: centralizar elevadores e profundor.
  • Tecla G: acionar/recolher o trem de pouso.
  • Teclas “,” e “.”: reversores esquerdo e direito.
  • Barra de espaço: pausar simulação.
  • Tecla H: exibir/esconder HUD (head-up display), o visor com os elementos da aeronave.
  • Teclas Ctrl + Alt + A: abrir a janela de opções do simulador.
  • Tecla Esc: sair do simulador.

Twitter – Novo design

Twitter Re-design

Ver Vídeo

A mais popular rede social de microblogging, leia-se Twitter, renovou a estrutura do seu site.

Para além de “arredondar” os elementos do site, agora o sistema de abas (tabs) está na barra lateral e não no topo como anteriormente.

A nível de design, o twitter permite agora a escolha de uma entre várias skins e ainda a possibilidade de personalizar cada uma dessas cores.

Existem também melhorias no que toca à velocidade do site, pois agora é muito mais acessível graças à implementação de Ajax na página home.

Não se esqueçam de seguir o @webtuga e de aturar o @cenourinha.

Voltar a Fazer o Download de Apps Compradas na App Store

A Apple desenhou a App Store de modo a que se possa voltar a fazer o download de uma App caso esta se tenha perdido.

Para tal, basta ir até à App Store, seleccionar a app em questão e clicar em comprar. Depois coloca-se a password da conta iTunes e o iPhone/iPod Touch volta até ao home screen, com a informação que a App já foi comprada. Depois, é só carregar em OK e a app será descarregada novamente.

[Dica via TUAW]

ThePlanet – Explosão na DataCenter H1

Como devem ter reparado, o WebTuga tem estado off desde há alguns dias. Tudo isto deve-se ao facto da DataCenter em que temos o nosso servidor dedicado alocado, ter tido um curto-circuito que fez com que não só o servidor do WebTuga ficasse sem energia, mas também 9000 outros servidores.

Felizmente ninguém ficou ferido e nenhum dos servidores ficou danificado, no entanto a equipa de incêndio aconselhou/não permitiu que o sistema de backup de energia fosse ligado de forma a não provocar outras pequenas réplicas deste problema.

A equipa ThePlanet tem estado a reunir esforços de forma a normalizar a situação. No meio de tanto azar, o Dragon ( nome que dá-mos ao nosso servidor/bicho de estimação ) estava localização no segundo piso da DataCenter, chamado de Phase 2, que já tem o problema resolvido, entre outros 6000 servidores. No entanto, os restantes 3000 servidores localizados na Phase1 estão ainda a ser alimentados por uma fonte de energia de backup, situação que deverá ser temporária e que irá provocar algum tempo de downtime nos próximos dias.

No meio disto resta-me pedir a compreensão de todos os clientes e utilizadores do WebTuga, pedimos desculpa se de alguma forma não fomos ao vosso encontro para vos esclarecer a situação, mesmo tendo sido tendo sido criado um blog temporário que substituiu a homepage do WebTuga Hosting.

Resta-me também dar o meu apoio a toda a equipa ThePlanet, que apesar de todo o azar, tem tentado resolver a situação de forma a diminuir os prejuízos a todos os seus clientes.

O mais difícil já está resolvido e pensemos pela positiva, em vez de serem 9000 servidores sem energia, poderiam ter sido 9000 servidores danificados.

E agora, vamos lá rapaziada que isto sem blogar durante 2 dias não dá com nada…

O que é o wget?

O que é o Wget

Para quem nunca ouviu falar e não sabe para que serve, o wget é uma ferramenta para a linha de comandos que permite efectuar o download de ficheiros ou páginas web através dos protocolos FTP, HTTP e HTTPS, recorrendo a várias opções.

Para além disso, o wget não tem um interface interactivo, correndo totalmente na consola, o que permite a possibilidade de o executar em background, sem a necessidade de existir um utilizador logado para que o programa efectue as suas operações.

O wget permite fazer o download total de páginas web em HTML e XHTML, reconstruindo a estrutura base das mesmas e respeitando a informação que lhe é fornecida pelo robots.txt.

Neste artigo vou exemplificar algumas das opções de transferência que o wget permite e que são, a meu ver, bastante úteis.

Continuar um download

Se necessitar de parar uma transferência e pretender continuar novamente mais tarde, deverá usar a opção -c:

wget http://www.webtuga.com/download -c

Traffic shaping / Limitar a velocidade de transferência

Para aquelas pessoas que têm uma ligação à Internet lenta ou de pouca capacidade, esta é a melhor opção para usar o wget sem perturbar as restantes ligações à Internet. Tudo o que necessita é de usar a opção –limit-rate para limitar a velocidade a que a transferência vai ser realizada.

wget http://www.webtuga.com/download –limit-rate=20k

Deixar o wget a continuar a trabalhar depois de sair da conexão SSH

Muitas das vezes necessitamos de efectuar transferências de ficheiros de um servidor para o outro, usando para tal o wget. No entanto, para não haver a necessidade de estarmos conectados ao servidor enquanto o download continua, podemos usar a opção -b ( background ):

wget -b http://www.webtuga.com/download

Guardar os registos ( logs ) num ficheiro

Esta opção é bastante útil, pois permite-nos depurar problemas ocorridos durante a transferência, verificando os registos criados num ficheiro externo.

wget http://www.webtuga.com/download -o $HOME/logstransferencia.txt

Para além destas opções existem muitas mais, que poderão ser encontradas mais detalhadamente no man wget.

Lista de alternativas ao Paypal

Hoje enquanto falava com um colega meu, ele falou-me acerca de ter ganho uns trocos no Bux.to.

Sinceramente este tipo de sites como o Bux.to, os chamados PTC ( Paid To Click ), nunca foram por mim apreciados, no entanto enquanto falava com o meu colega, lembrei-me que em tempos tinha criado uma conta lá.

O que é verdade é que quando entrei no site, reparei que tinha um balanço de 36$ na conta. Fiquei parvo, pois nunca tinha levado aquilo a sério, mas o que é verdade é que os 36$ estavam lá. Só depois é que reparei que tinha 4 referals, o que justificou esse dinheiro.

O meu próximo passo foi descarregar o dinheiro dali, antes que aquilo me tire o dinheiro ou algo do género.

Foi então que reparei que só pagavam via AlertPay ( pelos vistos o Paypal não é muito amigo deste tipo de sites ) ou então tinha a possibilidade de trocar por publicidade.

Como eu acho que a publicidade neste tipo de sites não traz nenhuma vantagem ao site, pelo contrário, dá-lhe um ar de "Spam thing", decidi criar uma conta no AlertPay e fazer payout.

Neste artigo vou deixar o Bux.to por aqui e vou continuar a falar acerca dos métodos de pagamento on-line como o Paypal, o AlertPay e o Moneybookers.

Paypal

Talvez de todos eles, o mais conhecido e mais usado. A rápida propagação do Paypal como meio de pagamento online foi de tal modo crescente que o eBay decidiu comprou o serviço de forma a integrar no seu sistema que já era utilizado por milhões de pessoas.

O Paypal funciona igualmente como as transferências tradicionais, no entanto em vez de um NIB, é usado o seu e-mail como id de conta.

Existem dois tipo de contas no Paypal, a Personal e a Business. Ambas são gratuitas, no entanto a Business não tem tantos limites como a Pessoal e são cobradas taxas maiores.

Poderá usar a sua conta para fazer pagamentos, receber dinheiro, fazer pedido de dinheiro a outros utilizadores do serviço e ainda pedir a transferência do dinheiro para a sua conta bancária.

O Paypal é usado em grandes sites como o eBay, CompUSA e muitas outras lojas de venda on-line.

MooneyBookers

Moneybookers

Trata-se de mais uma plataforma de pagamentos on-line que permite receber dinheiro sem pagar taxas e fazer pagamentos com taxas de 1% até 0.50 cêntimos.

Poderá associar o seu cartão visa para fazer os seus pagamentos e ainda poderá pedir que o seu dinheiro seja transferido para a sua conta bancária ou enviado por cheque com taxas bastante baixas.

Para quem tem lojas online, o MoneyBookers permite a integração da sua API sem ter que pagar mais por isso.

Para além disso, o Moneybookers permite ganhar até 100$ por cada referência sua.

O uBid e o Auctions Cnet são dois exemplos de sites que usam o MoneyBookers.

AlertPay



Como já foi dito acima, o Bux.to usa este serviço para efectuar os seus pagamentos online, isto até porque o AlertPay informa estar aberto para todos os negócios, logo os PTC não são excepção à regra como acontece no Paypal.

Existem três tipos de contas no AlertPay, a Personal Starter, a Personal Pro e a Business.

A Personal Starter, é ideal para quem pretende receber uns trocos dos colegas ou da família, permitindo receber até 400$ por mês e um total de 2000$ anuais. Todas as transacções são gratuitas, existe a possibilidade de ter até 2 e-mails associados à conta e pode usar o cartão de crédito para efectuar pagamentos.

Por sua vez a Personal Pro é a melhor opção para quem tem pequenos negócios na Internet como lojas online. Com taxas de recebimento de 0.25% + 0.25$ por transacção, este tipo de conta permite o uso de ferramentas de venda como subscrições e pagamentos recorrentes e ainda o envio de pagamentos em massa.

A Business permite o mesmo que a Personal Pro e ainda ter várias sub-contas para os seus vários negócios, a implementação da API com a sua aplicação, alertas instantâneos e ainda ter um número ilimitado de e-mails associado à sua conta.

Google Checkout

Esta é a actual proposta do Google como alternativa ao Paypal, no entanto ainda só está disponível nos Estados Unidos da América e no Reino Unido e exige ter um cartão de crédito associado.

Algumas lojas que têm feito sucesso com este método de pagamento são a eBuyer, a Arial e a Vodafone.

2Checkout



O 2Checkout tem um taxa única de registo de 49$ e fica com 5.5% de cada comissão mais 0.45$. Penso que não seria a melhor opção das listadas acima.

Tem a vantagem de poder ser integrado numa loja online e de possibilitar usar uma plataforma de vendas online da 2Checkout.

Para além destas plataformas de pagamento presentes no artigo, existe ainda a TrialPay, a Netteler, o e-Junkie e ainda o iKobo.

Thunderbird 2.0.0.14 Download

Mozilla Thunderbird

Da minha experiência com clientes de e-mail, a Mail.app do MacOSx é de longe a melhor. No entanto não é uma aplicação cross-platform, tal como acontece no Thunderbird e na ausência de MacOSx, o Thunderbird é a primeira opção.

Recentemente foi lançada a nova versão do Thunderbird que corrige 2 problemas de segurança e vários outros pequenos bugs do software.

Se usa regularmente este cliente de e-mail é recomendado que faça a actualização.

Homepage: Thunderbird