TV Gorge – Episódios de Séries Online

TV Gorge

Se é viciado em séries de televisão, então provavelmente este site é para si. O TV Gorge é um agregador de episódios de séries de tv online que lhe assegura o acesso a centenas de episódios gratuitamente com a garantia de que a qualidade será sempre a melhor possível.

Provavelmente já conhece o site Hulu, que tem também milhares de episódios e até mesmo filmes completos, no entanto tem restrições geográficas.

O TV Gorge é uma alternativa ao Hulu, sem as restrições geográficas e graças à verificação manual de cada vídeo, é possível obter o melhor streaming.

Veja aqui a lista completa de todas as séries disponíveis no TV Gorge.

Mag.ma – Vídeos mais populares da Internet

Magma

O Mag.ma e um projecto que agrega numa homepage os melhores vídeos das mais populares redes sociais de partilha de vídeos, como o YouTube, Vimeo, Hulu, TED, New York Times, DailyMotion, BuzzFeed, Blip.tv, IceRocket, StumbleUpon, Break e muitos outros.

Poderá ver os vídeos mais populares e algumas informações acerca dos mesmos, incluindo estatísticas de visitas, comentários e backlinks. Para alem disso o Magma permite-lhe ainda criar o seu próprio canal com os vídeos que encontrar no site.

Site: Mag.ma

Bing by Microsoft

Bing

A Microsoft começou por chama-lo de Kumo, mas o nome final do dito cujo é Bing.

Trata-se do novo motor de busca da Microsoft para competir com o Google. Os resultados são bastante mais apurados que o actual Live Search, no entanto penso que ainda não está ao nível do Google.

Apesar disso, o Bing apresenta muitas mais ferramentas que o anterior serviço, como por exemplo Sitelinks, uma ferramenta chamada xRank que mostra as pesquisas mais populares, com gráficos da evolução do volume da pesquisa, onde curiosamente a pesquisa mais popular de hoje é Susan Boyle.

Achei bastante interessante a possibilidade de pesquisar vídeos e reproduzir-los unicamente passando com o cursor por cima, bastante interessante para ter uma certa ideia do que está por de traz do vídeo. Ao que parece, permite ver o preview de vídeos do Hulu, mesmo de países que não estejam autorizados (proxy maybe).

Para além disso, as pesquisas mostram informações adicionais que a pessoa provavelmente está à procura. Por exemplo, pesquisando por Portugal, na barra lateral esquerda aparecem outros links rápidos com acesso à história, ao mapa, ao tempo, a hotéis e ainda a restaurantes e imagens. Mas isto não acontece só com países, mas também com filmes, marcas, etc…

Gostei do que vi e acho que o Google está a precisar de alguém que lhe faça frente, apesar de não achar que seja a Microsoft a melhor empresa para o fazer (Go Yahoo! go!).

Ironicamente, o domínio bingsucks.com pertence também à Microsoft… 😛

Hulu volta a bloquear o Boxee

Hulu

Não adiantam os esforços da equipa do Boxee em tornar o software cada vez mais rico, tentando incluir o Hulu como streaming de vídeo.

Depois de o Hulu ter bloqueado o Boxee e este ter decidido criar uma nova forma de ver o conteúdo via rss publico, o Hulu bloqueou o user agent do Boxee de forma a bloquear novamente todo o tráfego.

Como sabem as RSS são publicamente acessíveis utilizando o Firefox, IE, Opera ou até mesmo o Flock, no entanto o Hulu acha por bem bloquear o Boxee.

É triste, mas é verdade. Deixo aqui o meu descontentamento em relação a um serviço que para além de ter limites globais, tem agora também limites no tipo de software utilizado para visualizar os vídeos.

Boxee

Miro 2.0

Miro

Depois de muito tempo de espera, ai está ele. O Miro 2.0, um video player gratuito e opensource que lhe permite agregar no seu desktop milhões de vídeos e inclusive subscrever rss feeds com ficheiros bittorrent para fazer o download de centenas de séries.

O Miro 2.0 tem um novo interface, bastante mais agradável e rápido e permite-lhe navegar no directório de vídeos e ver o seu vídeo numa janela externa.

Poderá adicionar serviços como o Hulu e YouTube à sua barra lateral e assim ver os conteúdos subscritos, criar playlists e ver filmes em full HD.

O Miro 2.0 é compatível com o novo e recente Miro Guide, um directório de vídeos criado especialmente para quem usa o Miro.

Infelizmente deparei-me com um facto que me deixou bastante descontente ao deslocar-me ao Launchpad, que é a tradução para português não estar completa.

Ajudem a traduzir o Miro, volto a dizer que o Miro é totalmente gratuito e Opensource.

Revisão WebTuga 2008

WebTuga

Está a chegar o final de 2008 e eu gostaria de vos trazer de volta alguns dos artigos relevantes neste últimos tempos (semanas/meses). Alguns artigos são bastante recentes, outros nem por isso. Como decidi dar uma vista de olhos ao passado do blog, recolhi alguns dos artigos que penso que marcaram a segunda metade do ano 2008 no WebTuga.

Alguns deles são opiniões pessoais, outros guias, outros discussões e outros apenas notícias, mas todos eles foram aqui discutidos por pessoas com opiniões diferentes.

Espero que gostem desta pequena (grande) recolha de artigos.

Web 3.0
Deskmod Linux
Windows 7 – 2008
Lista de url shortners
Drupal – Melhor CMS 2008
Alternativas ao phpmyadmin
Alojamento de ficheiros online
Compras Online em Segurança
Joost – Tv online no seu browser
Ver vídeos do Hulu em Portugal
Como aumentar o Alexa Ranking
PTGamers (Webrain) querem 200.000€
Fotos e Vídeo da Carolina Salgado nua
10 razões para não usar Ubuntu (Linux)
Publicidade na Internet – Bloquear ou não bloquear
Pixmania
Portátil Magalhães
O vício das séries
Google Chrome
BlogDay 2008
E-escolinhas

Em 2008 ocorreram bastantes acontecimentos no mundo das novas tecnologias. Esperemos que 2009 nos reserve bastantes surpresas, pois nós estaremos aqui para cobrir as novidades como sempre.

Ver vídeos do Hulu fora dos Estados Unidos da América

Hulu

Se são tão viciados em séries de TV como eu, de certeza que já ouviram falar do Hulu. O Hulu é um website com séries televisivas, filmes e clips em alta resolução. No entanto, por muita pena nossa, o Hulu apenas permite a visualização de vídeos a pessoas residentes nos Estados Unidos da América.

Mas como quase tudo é possível, o WebTuga apresenta-lhe uma forma de ver filmes do Hulu em todos os países. Para tal recorremos a uma aplicação chamada Hotspot Shield.

O Hotspot Shield permite-lhe navegar anonimamente na Internet, escondendo o seu IP enquanto está online.

Para isso o Hotspot Shield cria uma VPN entre o seu computador e a sua ligação à Internet.

Infelizmente o Hotspot Shield não funciona em Linux ainda, mas pode ser utilizado em Windows XP, Vista, 2000, MacOSx 10.5 Leopard e 10.4 Tiger e ainda no seu iPhone.

Para ver os vídeos do Hulu em Portugal, basta instalar o Hotspot Shield no seu computador e conectar-se. Bastam uns minutos para poder ter acesso a milhares de horas de vídeos gratuitamente e em alta qualidade.

Desejo a todos umas boas horas de cinema em casa… 😛

Dr. Horrible – primeiro vídeo do Hulu sem restrições

Hulu logoJá aqui tínhamos falado do Hulu, um serviço de streaming de vídeos de alta-qualidade pela Internet, que resulta de uma parceria entre a News Corp e a NBC Universal.

Infelizmente, até agora, o serviço estava apenas disponível nos Estados Unidos da América, sendo impossível ver os vídeos nos outros países.

Mas isso acaba de mudar, pois hoje foi disponibilizado o primeiro vídeo sem restrições internacionais.

Trata-se de um musical de 42 minutos, “Dr. Horrible’s Sing Along Blog”.

Agora resta-nos esperar por mais vídeos sem restrições, vindos do Hulu. Até lá, deliciem-se com o Dr. Horrible.

Vídeos online: homens e mulheres têm gostos diferentes

Todos nós sabemos que homens e mulheres têm vários gostos diferentes, seja por questões sociais, genéticas ou qualquer outra razão. Os vídeos online fazem parte do conjunto de gostos diferentes entre os dois sexos, como mostra um estudo realizado pelo grupo Nielsen.

De acordo com os dados apresentados, os homens preferem os vídeos criados pelos utilizadores (user-generated content), enquanto as mulheres preferem a visualização de programas.

Este estudo também revela que ambos os sexos tendem a ver estes dois tipos de conteúdos de vídeos em alturas do dia e semana diferentes. Os homens, por exemplo, tendem a visitar sites como o Youtube.com entre as 23h e as 6h e aos fins-de-semana; as mulheres costumam visitar sites como o Hulu.com entre as 12 e as 14, durante a semana.

O estudo faz parte do lançamento do novo serviço do grupo Nielsen, VideoCensus, que monitorizará as preferências dos utilizadores em relação aos vídeos online.

Fonte: Arstechnica.com