nDroid: acesso ultra-rápido a ficheiros e aplicações (actualizado)

ndroidEm GNU/Linux, quando estou a utilizar o Gnome, carrego em Alt+F2 e aparece-me um pequeno utilitário que me permite iniciar uma aplicação ou executar um comando. No KDE, acontece exactamente o mesmo. Nos ambiente gráficos que não têm suporte nativo para esta funcionalidade, pode ser utilizado o programa gmrun.
Em Mac OS X, os utilizadores podem utilizar o Spotlight. Em Windows, basta pressionar a tecla feia com o símbolo da janela e o R. Mas é bastante básica e não permite executar outras aplicações para além daquelas que vêm com o Windows.
Para terem, em Windows, uma forma poderosa de iniciar aplicações e abrir ficheiros e pastas, existe um pequeno e leve programa chamado nDroid. Baseado no AutoHotKey, esta aplicação indexa as pastas, ficheiros e aplicações presentes no vosso computador, para que consigam aceder a elas de uma forma rápida.

nDroid, via Wired.com

Obrigado aos leitores que mencionaram o launcher nativo do Mac OS X.

Portugal é um dos países com mais problemas de malware

Eu já sabia que, nestas coisas, os portugueses são muito estúpidos. Mas estava longe de imaginar que fazemos parte do top da parvoíce.
Reparem só: a Symantec divulgou um relatório sobre os países com computadores mais infectados por malware e Portugal está em décimo lugar no top de países europeus, africanos e árabes. No panorama global, o nosso país ocupa um infeliz vigésimo quinto lugar, num total de 231 países. Isto é de bradar aos céus.
Mas existem países em que a situação é pior que em Portugal. Os Estados Unidos e a Espanha são dois exemplos. Mas eles também têm muito mais população que nós e os problemas deles são com eles; os nossos é que nos dizem respeito.

Eu tenho uma solução para este problema. Aliás, até tenho mais, que passarei a enumerar: parem de reenviar aquelas porcarias de emails anormais que recebem, com powerpoints e crianças que sofreram todas as desgraças possíveis e imagináveis; parem de clicar em todo o que mexe e brilha; usem software e sistemas operativos seguros; usem o raio da cabeça.
Com este meu pequeno conjunto de medidas, que quase não dão trabalho a implementar, Portugal rapidamente caia para os últimos lugares do top de países com mais computadores infectados por malware.

via Edição online do jornal O Público

Google entra no cloud computing com o lançamento do App Engine

google app engineO Google anunciou o lançamento de mais um serviço: o Google App Engine, por enquanto apenas disponível por convite.

O Google App Engine funciona um pouco como o Amazon EC2, mas as aplicações criadas assentam na infraestrutura do Google e podem interagir com os restantes serviços do Google.

Por enquanto, apenas podem ser criadas aplicações em Python. Mas à medida que o serviço for sendo desenvolvido, outras linguagens de programação serão suportadas.

Quando for aberto ao público, o Google promete disponibilizar um plano gratuito, que terá direito a 500 MB de espaço e "largura de banda suficiente para 5 milhões de visitas por mês". Mas até lá, só por convite.

Se quiserem experimentar este novo serviço do Google, tratem de arranjar um convite e descarreguem o SDK do Google App Engine, disponível para GNU/Linux, Mac OS X e Windows.

Google App Engine, via Blogoscoped.com

Google lança nova versão do cliente de chat Google Talk

google talkA equipa responsável pelo desenvolvimento do Google Talk lançou, finalmente, uma versão actualizada deste cliente de chat do Google.

A nova versão do Google Talk, chamada Google Talk Labs Edition, permite conversações em grupo; tem novos emoticons; e notifica o utilizador da chegada de novos emails, de novo eventos do Google Calendar e novas mensagens do Orkut.

Funcionalidades como a transferência de ficheiros ou as conversações com voz ficaram de fora desta nova versão – experimental – do Google Talk., disponível apenas para Windows.

Download, via Downloadsquad.com

MIT desenvolve robô capaz de expressar emoções

nexiO MIT (Massachusetts Institute of Technology), juntamente com a Xitome Design, desenvolveram o Nexi: um robô que consegue movimentar a cabeça em quatro direcções, reproduzir expressões faciais e deslocar-se à mesma velocidade dos humanos.

Para se movimentar à mesma velocidade que um humano, é usada uma base semelhante ao Segway em vez de pernas, o que lhe permite uma movimentação rápida e também um equilíbrio automático.

A face do Nexi, desenvolvida em parceria com a Xitome Design, consegue expressar 15 diferentes expressões faciais e movimentar as sobrancelhas, boca, olhos, etc, para realçar essas mesmas expressões. Quatro microfones permitem localizar a origem do som, um outro é usado para a captura de voz e um altifalante é utilizado para sintetizar a fala. Cada olho tem uma câmara que captura imagens a côr e um sensor de infravermelhos para detectar e evitar obstáculos, mesmo num local sem luminosidade.

As expressões faciais, movimento, visão, sintetização de voz, comunicação sem fios e outras funções são controladas através de um computador embebido que utiliza GNU/Linux, sendo possível controlar o Nexi remotamente.

Este robô, à primeira vista, pode parecer assustador. Mas, para mim, é fascinante, porque tem a capacidade de reproduzir expressões faciais e manter uma conversa, mesmo que ainda seja um pouco artificial.

Vídeo do Nexi, via Exame Informática e Daily Tech

Microsoft alarga tempo de vida do Windows XP nos computadores económicos

A Microsoft anunciou que vai estender o suporte para o Windows XP até 30 de Junho de 2010 ou até um ano após o lançamento de uma nova versão do Windows. O problema para os utilizadores do XP é que isto é só para as licenças vendidas para computadores económicos, como o Asus EEE PC.

Quem tiver uma licença do Windows XP para um computador "normal", vai ficar sem suporte em Junho deste ano. Ou, pelo menos, até a Microsoft decidir alargar novamente o prazo de vida do XP.

Quando chegar o fim do suporte do Windows XP, que irão fazer? Eu aconselho-vos vivamente a adoptar um sistema livre – aliás, aconselho-vos a adoptar um sistema livre já! Têm muito por onde escolher – GNU/Linux, FreeBSD, etc – e podem experimentar vários sem que isso não vos pese na carteira.

via efluxmedia.com

Flock e Opera actualizados

surfar na webEu estava para escrever dois posts separados, mas como o assunto é semelhante, vou tudo no mesmo. Assim é mais prático para vocês e para mim.

O Flock, o browser social que utiliza o cóigo do Mozilla Firefox, está na versão 1.1.1. Esta actualização do navegador incorpora as correcções do Firefox até à versão 2.0.0.13, e tem os erros de login no Facebook para qualquer idioma que não o inglês e o registo de todos os componentes no sistema corrigidos.

O Opera, provavelmente o browser mainstream mais amigo dos recursos do computador, também foi actualizado e está agora na versão 9.27. Alguns bugs de transferência de torrents foram corrigidos e três falhas de segurança foram emendadas.

Download do Flock
Downoad do Opera

Firefox 3.0 beta 5

FirefoxA quinta e, à partida, última beta do Firefox 3.0 foi lançada e já está disponível para download.

Tal como aconteceu com a quarta beta, esta versão não tem um apetite voraz por memória e continua rápida e bem integrada com o interface gráfico utilizado no sistema operativo – ou, pelo menos, com o Gnome, que é o gestor de desktop onde a testei.

Se ainda não experimentaram uma beta do Firefox 3.0, fiquem a saber que há um foco grande na protecção online. O browser pode ser integrado com um anti-vírus, vem com um sistema que alerta o utilizador quando este visita uma página utilizada para phishing ou que contenha malware, e está mais integrado com o sistema de controlo parental do Windows Vista.
Também a simplicidade de uso foi melhorada. A instalação de extensões de um qualquer site foi simplificada, é possível continuar um download parado após o reiniciar do browser ou da ligação e os plugins podem ser desactivados individualmente na janela dos extras.
Outra novidade, que dá um jeito do camandro, é o novo gestor de favoritos, que permite um maior e mais simples controlo e melhor acesso a todos os vossos sites preferidos.

Se ainda não experimentaram o Firefox 3.0, podem descarregá-lo aqui. Pessoalmente, acho-o pelo menos tão estável como o Firefox 2.x, mas mais rápido e com funcionalidades que facilitam a vida.

Partidas, geek style

bartOntem, o blog Lifehacker.com publicou uma lista de 10 partidas "inocentes" com um toque geek, para que as possam por em prática durante o dia de hoje – e também em qualquer dia, porque um dia bom para travessuras é quando um homem ou uma mulher quiser.

Também os autores do blog Downloadsquad.com publicaram uma lista de partidas geek, mas com apenas 4.

Que elas vos sirvam de inspiração para assustar algum familiar, amigo, colega de trabalho ou o patrão, se ele, em vez de vos aumentar o ordenado, vos aumentar o trabalho.

Mac OS X e Vista comprometidos em concurso de segurança. Ubuntu sobrevive.

TuxNa passada semana decorreu o concurso PWN2OWN, inserido na conferência de segurança CanSecWest. O objectivo era conseguir acesso remoto aos três sistemas operativos escolhidos para o concurso – Ubuntu 7.10, Mac OS X 10.5 e Vista – através de uma falha de segurança desconhecida.

No primeiro dia, foram apenas permitidos ataques através da rede. Nenhum dos participantes conseguiu comprometer qualquer dos sistemas.
No segundo dia, os utilizadores poderam utilizar um browser e um cliente de email. Dois minutos após o inicio do segundo dia de concurso, o Mac OS X caiu devido a uma falha de segurança do Safari.
Ao terceiro dia, a organização do evento instalou alguns plugins (Flash, Silverlight e afins) e aplicações nas máquinas. Resultado: Vista OWND devido a uma falha do Flash Player.

O único sistema que "sobreviveu" aos três dias de tentativas de exploração de falhas de segurança ainda não conhecidas foi o Ubuntu, a famosa distribuição de GNU/Linux.

Os participantes que conseguiram invadir os sistemas em concurso ganharam o portátil em que o sistema que comprometeram estava instalado e ainda um prémio de 10 mil dólares para o participante que subjugou o Mac OS X e 5 mil dólares para o que "cegou" o Vista. O participante que tentou comprometer o Ubuntu ficou de mãos a abanar.

via Desktoplinux.com