Distribuição baseada no Ubuntu detecta traffic shapping

Ontem, o blog português Remixtures.com fez menção a uma ferramenta que permite saber se o teu ISP está a fazer traffic shapping à tua ligação à net.

Esta ferramenta é uma variante da distribuição de GNU/Linux, Ubuntu, disponível em 2 liveCDs que se conectam entre si através da internet, utilizando o protocolo bittorrent, para verificarem a existência de traffic shapping. O primeiro CD funciona como semente e o segundo como cliente bittorrent.

Depois de descarregados os dois CDs, o utilizador tem que inserir cada um deles num computador diferente e iniciar sessão. De seguida, tem que executar a aplicação Gemini-Tool, disponível nos dois CDs, e inserir o ip do outro computador. Feito isto, resta aguardar alguns minutos até o teste estar feito e o relatório ser apresentado.

Sony vai disponibilizar músicas através de subscrição

O presidente da Sony BMG, Rolf Schmitz-Holtz, em entrevista ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung, anunciou que a empresa irá distribuir todas as suas músicas através da internet por uma taxa fixa mensal.

O valor desta taxa, que deverá oscilar entre os seis e oito euros, permitirá aos utilizadores efectuar o download de todo o catálogo músical da editora.

As músicas, diz Rolf Schmitz-Holtz, serão disponbilizadas num formato compatível com todos os leitores portáteis, incluindo o iPod. Presumo que se esteja a referir ao formato MP3.

Curiosamente, hoje soube-se que esta editora e a Warner Music disseram sim a uma parceria com o MySpace, que se especula que ande a preparar uma plataforma musical sem DRM. As receitas desta plataforma do MySpace serão distribuidas entre o site e as editoras participantes.

via O Publico, Alley Insider e Remixtures

Torne os downloads mais simples no Firefox

favlocNo Firefox, quando queremos descarregar um ficheiro, temos que seleccionar manualmente a pasta onde o queremos guardar. Se tivermos duas ou mais pastas onde guardamos frequentemente os downloads, acabamos por perder muito tempo a "saltar" de pasta em pasta.

A extensão FavLoc vem resolver parte deste problema. Ela permite adicionar atalhos para pastas ao menu de contexto do Firefox, para que possamos indicar onde queremos guardar o ficheiro, sem que tenhamos que andar a navegar de pasta em pasta.

Isto ainda se torna melhor se guardarem as vossas transferências numa pasta com muitos ficheiros. Eu, por exemplo, tenho uma pasta com quase 3GB de wallpapers e costumo adicionar imagens novas com alguma frequência. Em vez de navegar até à pasta e ter que aguardar um pouco até que os dados sejam processados, adiciono um atalho às configurações do FavLoc e já está. Poupo bastante tempo, acreditem.

FavLoc, via lifehacker.com

Já começaram as queixas sobre o Vista SP1

O Inforword.com noticia hoje que muitos utilizadores do Windows Vista estão a encher o blog oficial deste sistema operativo com comentários críticos ao lançamento do Service Pack 1. De acordo com a notícia, os utilizadores queixam-se maioritariamente da ainda não disponibilização do Vista SP1 no idioma do seu sistema e da impossibilidade de instalar a actualização devido à existência de vários drivers.

Eu não posso confirmar ou desmentir isto, porque não tenho nem tenciono instalar o Windows Vista. Por isso gostava de saber se alguma destas situações se passou convosco e qual a vossa opinião acerca do primeiro Service Pack do Windows Vista.

Portugal abaixo da média europeia no acesso à banda larga

De acordo com um relatório recentemente publicado pela Comissão Europeia, o número de utilizadores com acesso à banda larga em Portugal cresceu, mas ainda não é suficiente.

No relatório publicado pela Comissão Europeia, Portugal tem uma percentagem de penetração do acesso à banda larga de 16.1 – um valor ainda abaixo da média europeia, que ronda os 20.04%, e que vale o 18º lugar ao nosso país.

Em primeiro lugar estão a Dinamarca, Finlândia, Holanda e Suécia, seguidos do Reino Unido, Bélgica, França e Luxemburgo. No fundo da tabela está a Bulgária, com apenas 7.6%.

Google Spreadsheet com suporte para widgets

O Google adicionou novas funcionalidades ao seu pacote de ferramentas de produtividade, o Google Docs, e melhorou algumas já existentes.

As novas funcionalidades do Google Docs, por enquanto apenas disponíveis no Google Spreadsheet, são a notificação dos utilizadores quando um valor de uma folha de cálculo é alterada e o suporte para widgets.

Estas widgets irão permitir a adição de novas funcionalidades, não só pelo próprio Google, mas também por qualquer utilizador que queira implementar algo de que necessite. E poderão ser integradas no iGoogle e qualquer outro site que as suporte.

A notificação de alterações de valores é uma funcionalidade que poderá ser útil em documentos partilhados entre utilizadores. Essa notificação poderá ser feita após a alteração de um valor ou uma vez por dia; e inclui uma link para a folha de cálculo alterada, o que foi alterado e quem fez a alteração.

O Google parece estar a querer atrair as PMEs para as suas ferramentas de produtividade. Mas estarão elas prontas para largar as ferramentas proprietárias que os fecham, quais algemas a apertar os pulsos?

via Blogoscoped.com e Pcworld.com

Switch IP Address: o melhor amigo da mobilidade

Se, por algum motivo, têm que se descolar para diferentes locais e/ou necessitam de se conectar a diferentes redes, vão achar o Switch IP Address uma dádiva dos deuses. Este programa permite que o utilizador se ligue, de forma automática, a diferentes redes sem ter que reiniciar o Windows quando a configuração é alterada, e ainda permite guardar as configurações das várias redes a que se ligou.

O Switch IP Address suporta múltiplos interfaces, perfis e configuração automática e manual do endereço de IP; permite a realização de configurações avançadas, como o endereço do servidor WINS; pode ser iniciado automaticamente quando o utilizador inicia sessão no Windows; e suporta proxies.

E o melhor de tudo é que esta aplicação é gratuita.

Free IP Switcher, via techmalaya.com

Portugal dominado pelo Google?

estudo comScore

Em Portugal, de acordo com um estudo da comScore, o Google é o motor de busca (largamente) mais utilizado. Mas isso tem despertado algumas dúvidas [1] [2] [3].
E vocês, estão relutantes em relação a este estudo ou consideram o Google o rei das pesquisas em Portugal?

via Techcrunch.com