Anonymous cria rede social

AnonPlus é o nome da nova rede social criada pelos grupo de hackers Anonymous. Por motivos de expulsão do grupo Anonymous da nova rede social Google+, o grupo decidiu realizar uma página temporária que no futuro será a sua própria rede social de seu nome AnonPlus. Segundo palavras dos seus autores, nesta nova rede social não existirá medo, censura, apagões, nem serão retidos pelos trolls ou por quem tente impedir a difusão da verdade. A rede será aberta mesmo a pessoas que não sejam hackers que assim poderão criar também um perfil e usufruir daquela que promete ser uma mega rede social, mas underground – se é que isto existe.

 

De momento o serviço ainda está em fase de preparação, espera-se que arranque num futuro próximo, ficando o nós por cá com a missão de divulgar a quando da sua abertura oficial.


Microsoft anuncia integração do Facebook e novidades no Portal MSN

msn integrado no facebook

Os utilizadores que possuem conta no Facebook e no Windows Live Messenger, irão poder optar por uma das duas plataformas para conversar com os seus contactos.

Com a integração do messenger no chat do Facebook, passa a ser viável falar com os contactos online no chat da rede social de Mark Zuckerberg através do messenger, e vice-versa. Sendo que para falar com os contactos do messenger através do chat da rede social não será necessário estar ligado no msn.

A Microsoft anunciou também que o portal MSN foi renovado e está agora mais inclinado para a vertente Lifestyle e Entretenimento.

Conteúdos como música, cinema, celebridades, notícias relacionadas com desporto providenciadas pela Agência Lusa e pela Sportinveste Multimédia, integração com redes sociais tais como Twitter e Facebook, um canal de Viagens & Lazer, sugestões de Rotas & Destinos, meteorologia e integração com o Hotmail são algumas das novidades.

Novos conteúdos e serviços que ainda se encontram em fase de testes pela Microsoft, irão também ser anunciados nos próximos meses.



Twitter: ainda tem muito pio para dar

Twitter

Um pouco por toda a blogosfera, através de posts e artigos em blogs e noutros sites, tem-se tornado um bocado lugar-comum falar sobre o possível abrandamento do Twitter.

Para quem tem vivido debaixo duma pedra ou numa caverna sem comunicação com o mundo exterior, o Twitter é um site que consiste numa rede social e serviço de microblogging, em que os utilizadores podem enviar e ler mensagens de outros utilizadores, mensagens estas que são chamadas de tweets. Estas mensagem têm um limite máximo de 140 caracteres. Cada utilizador pode seguir (follow) e ter outros seguidores que o queiram seguir (followers). Pode-se enviar tweets não só a partir do nosso perfil no site do Twitter como também a partir de aplicações externas como os smartphones e SMS a partir de telemóveis. Infelizmente Portugal ainda não está incluído na lista de países suportados para poder usar SMS.

Apesar de haver algumas mentes pela web que falam sobre a perda de poder do Twitter, esse cenário ainda está longe de acontecer. O Twitter tornou-se tão enraizado dentro da rotina virtual dos utilizadores mais virados para a web e as redes sociais, que vai ser difícil despegar este hábito. E cada vez mais pessoas, de todas as idades, se viram para o seu computadorzinho ligado à internet e entram na onda social. É quase como dizer que o Facebook está a perder terreno… o Facebook, segundo o Alexa Ranking, que é um site chamado Alexa que mede os níveis de tráfico dos sites por todo o mundo, é o 2.º site mais visitado do mundo. O primeiro é o Google, faz sentido? O Twitter está na 9.ª posição.

No dia 2 de Novembro de 2010 o Presidente da Venezuela ultrapassou a barreira de 1 milhão de seguidores. Agora, se aquele número é legítimo ou anda ali mão do diabo já não sei. Existem algumas formas de aumentar os números de seguidores no Twitter, umas mais fáceis do que outras, mas vamos partir do princípio que o Hugo Chavéz é mesmo um gajo popular.

O Twitter tornou-se um dos dois botões obrigatórios em todas as empresas que querem se mostrar “para a frentex”, tornou-se um hábito, e os hábitos são difíceis de mudar. Não é que o Twitter seja comprovadamente, em todos os casos, bom para o negócio, eu acho que acaba por ser uma distracção, porque muitas pessoas vão para o Twitter vindo dum website que tinha um botãozinho engraçado, e o webmaster daquele site pode ter perdido um cliente ou um leitor interessado, enquanto o utilizador já esqueceu, anda a navegar pelo twitter, ou pior ainda, apenas fechou a página anterior e foi para o youtube ver vídeos. Adeus utilizador.

Há mercados em que o Twitter pode funcionar melhor, se estes forem personalidades ou empresas que sejam genuinamente atractivas para os seus seguidores, em que as pessoas queiram mesmo, mas mesmo, mesmo estar actualizados com quem eles estão a seguir… em toda maioria dos outros, acaba por ser uma distracção. Não é que não contribua para a formação ou visibilidade da empresa, mas em termos de clientes em si, não é eficiente.

Twitter

O que é que isto quer dizer para utilizadores normais como nós? Nada de especial, mais uma maneira de usar o nosso tempo, ao menos não se perde tanto tempo lá como no Facebook (vocês sabem do que é que eu falo…).

______________________

O João Paulo é artista, designer, entusiasta sobre digital marketing e os motores de busca, gosta de ler, ver um bom filme, e veja-se lá, de vez em quando pensa que é escritor.

É administrador dum site àcerca do logotipo e tem ainda um outro engraçado sobre o retrato artístico como tema principal.

Twitter: links serão independentes dos 140 caracteres

Sean Garrett (@SG) anunciou no blog oficial do Twitter que a rede social irá renovar a maneira como os URLs são gerados e mostrados na rede social. A grande razão por detrás destas mudanças têm a ver, principalmente, com a segurança dos utilizadores.

Actualmente ao vermos um link encurtado, como por exemplo: http://bit.ly/5dnAk, não temos a certeza de qual será o seu destino final e se conterá algum malware.

De modo a combater este problema, os links passarão a ser automaticamente encurtados usando o serviço de URL Shortening do próprio Twitter, o t.co. Outra boa notícias é que o URL gerado não contará para os 140 caracteres do tweet!

A maneira como os links serão mostrados ainda permanece em dúvida, mas Sean avança uma possível hipótese no post:

Ao inserirmos um link extenso num tweet, como por exemplo:
http://www.amazon.com/Delivering-Happiness-Profits-Passion-Purpose/dp/0446563048
o serviço t.co iria encurtá-lo para http://t.co/DRo0trj e este mesmo link seria visível via SMS (devido ao limite de caracteres nas SMS) enquanto que na versão web e nos clientes de Twitter poderia ser mostrado algo como “amazon.com/Delivering-” que depois nos remeteria para o site da Amazon.
Sendo que o principal objectivo do Twitter é mesmo transmitir ao utilizador aonde é que o link realmente o vai levar.

Este serviço, por enquanto, apenas está disponível para os funcionários do Twitter @raffi e @rsarver e para o profile @twitterapi, mas ao poucos mais utilizadores terão acesso a esta funcionalidade, tal como já aconteceu anteriormente para as funcionalidades das Listas e Retweets.

O Twitter conta de fazer chegar esta funcionalidade a todos os utilizadores durante este Verão.

Twitter: redesign a caminho

Doug Bowman, director criativo do Twitter revelou no seu profile no site Dribbble que a rede social está em vias de fazer uma “renovação significativa” no layout do site. A acompanhar esta revelação, Bowman postou uma screenshot que mostra parte do que será o novo layout do Twitter:

Embora esta screenshot ainda seja muito vaga, já é possível reparar na nova arrumação de alguns componentes, tal como a barra de controlos situada no topo da janela de conteúdos e a adição de estatísticas de tweets no lado direito das páginas dos perfis de utilizador. A data de implementação deste novo layout ainda não foi divulgada.

Torna-te fã do WebTuga no Facebook

Facebook

O Facebook é a maior rede social em todo o mundo, juntando pessoas de todos países e onde se podem fazer mil e uma coisas graças às aplicações.

Algumas das aplicações são até viciantes, como é o caso do FarmVille, onde tem que tratar de uma quinta cultivando-a e alimentando os seus animais, ou o Mafia Wars, onde se veste na pele de um mafioso.

O WebTuga, sendo uma comunidade nacional que dá uma atenção especial às redes sociais, tem já a sua página no Facebook com cerca de 120 fãs e você também se pode tornar fã.

Nesta página poderá acompanhar as notícias publicadas no nosso blog e ver os nossos vídeos, bem como obter em primeira mão as novidades da nossa rede de blogs.

Com esta iniciativa, pretendemos levar a nossa comunidade a novos horizontes e dar a devida divulgação que este projecto merece.

WebTuga no Facebook

De que é que estás à espera? Torna-te nosso fã, basta apenas um clique se já tiveres conta do Facebook e se não tiveres… está na hora de a teres!

DigaCultura com novo design

DigaCultura

A rede social de partilha de links DigaCultura estreou um novo design que vem assim demarcar a sua independência e seguir um rumo para além do Digg.

Desde cedo que o DigaCultura se afirmou como um projecto à altura do Digg e não apenas mais um clone. O trabalho desenvolvido pelo Sérgio Dinis tem sido fantástico e é um grande prazer trazer-vos as novidades deste projecto.

Caso ainda não conheça este projecto, então eu passo a explicar no que consiste. O DigaCultura permite os bloggers divulgarem links de artigos, posts, vídeos ou outros links de interesse relevante para a comunidade, sendo que esses artigos, depois de submetidos a uma votação, são ou não colocados na página principal.

Existem vários sites do género, no entanto o DigaCultura tem um motor único, potente e que está sempre a acompanhar a evolução da web. Se ainda não é membro do DigaCultura, então deveria seriamente pensar em se juntar à comunidade.

BuddyPress – Torne o WordPressMu numa rede social

BuddyPress

Para quem não conhece, o BuddyPress é um conjunto de plugins criados especificamente para o WordPress MU (WordPress Multi-User).

Com o WordPress Multi User já podia criar uma rede de multi blogs, mas agora com a implementação do BuddyPress é possível tornar um WordPressMu numa autentica rede social.

Poderá expandir as funcionalidades do seu WordPressMu, adicionando-lhe perfis com mais conteúdo, sistema de mensagens privadas, amigos, grupos, lista de actividades, lista de blogs e até mesmo fóruns, utilizando o bbPress.

No futuro será até possível criar albums de fotos e ainda actualizações de estado, permitindo-lhe incrementar uma espécie de sistema de microblogging dentro da rede social.

Poderá ver uma demonstração do BuddyPress em Testbp.org e fazer o download da versão 1.0 do BuddyPress em BuddyPress.org.

Como o BuddyPress ainda só foi lançado ontem e ainda não há uma tradução pt_PT, decidi começar utilizando o pacote da versão pt_BR. Ainda só estará traduzida em cerca de 30%, porém enviei a ultima versão do pacote para a equipa do WordPress PT e estou à espera de uma resposta deles para saber se fornecem uma plataforma de tradução colaborativa. Até lá, muah! 😛

O que é o Blip.fm?

Blip.fm

Uma das redes sociais que mais tenho utilizado é sem dúvida o Twitter, no entanto o Twitter pode ser completado com inúmeras web apps disponíveis que utilizam a sua API, como é o caso do Blip.fm.

O Blip.fm é semelhante a um motor de busca de música, mas que tem ao seu redor uma rede social.

Cada membro do Blip.fm é uma espécie de DJ, onde passa a sua música favorita e têm os seus próprios ouvintes. Poderá “blipar” músicas de outros membros e até agradecer a música.

O Blip integra-se perfeitamente com o Twitter, visto que sempre que adiciona uma música à sua playlist do Blip.fm, é enviada uma notificação a todos os seus seguidores do twitter informando qual a música que está a ouvir actualmente.

O mesmo acontece quando está a seguir alguém no Twitter que também tem uma conta no Blip.fm. Quem me segue no twitter (@cenourinha), sabe bem o que isto é…

Para além disso, o Blip é uma óptima ferramenta para descobrir novas músicas e novas pessoas com os mesmos gostos musicais que os seus.

O único problema que existe é o número limitado de música portuguesa que existe no Blip, no entanto com uma comunidade cada vez maior, não será difícil encontrar em breve boa música nacional.

Tens uma conta no Blip.fm? Conheces outro serviço do género? Deixa aqui a tua opinião acerca do Blip.fm! E não se esqueçam de ouvir música de boa qualidade no cenourinha @ Blip.fm! 😛

Twitter – Novo design

Twitter Re-design

Ver Vídeo

A mais popular rede social de microblogging, leia-se Twitter, renovou a estrutura do seu site.

Para além de “arredondar” os elementos do site, agora o sistema de abas (tabs) está na barra lateral e não no topo como anteriormente.

A nível de design, o twitter permite agora a escolha de uma entre várias skins e ainda a possibilidade de personalizar cada uma dessas cores.

Existem também melhorias no que toca à velocidade do site, pois agora é muito mais acessível graças à implementação de Ajax na página home.

Não se esqueçam de seguir o @webtuga e de aturar o @cenourinha.