Apple Apresenta iPhone 3G na WWDC

 

A Apple apresentou hoje ao Mundo, pela mão de Steve Jobs, a sua nova geração do iPhone, denominada iPhone 3G.

Esta nova versão do dispositivo altamente aguardado da Apple brinda-nos com tudo aquilo que já foi apresentado em Março no evento do Roadmap do iPhone e umas alterações menores em Software como a calculadora científica quando em modo Landscape.

Em termos de Hardware, o novo iPhone inclui conectividade 3G, até 2 vezes mais rápido que EDGE e 35% mais rápido que outros smartphones 3G, aliada a um A-GPS (GPS assistido pelas antenas de telemóvel, tecnologia que a Apple já utilizava sem o GPS).

O sistema de GPS do iPhone permite detectar a localização e possivelmente indicar o percurso a decorrer (esta função não é confirmada pois não está referida em qualquer documento da Apple).

Em termos de bandas, o iPhone suporta 4 bandas dentro do GSM e 3 dentro do UMTS/HSDPA, fazendo dele virtualmente compatível com qualquer mercado do Mundo.

Em termos de bateria (e sim, ela continua a ser fixa), o novo iPhone permite 10 horas de conversação em GSM, 5 horas em 3G, 5 a 6 horas em navegação Web, 7 horas em vídeo e 24 horas em música.

O preço desta nova versão é exactamente metade na versão de 8GB, ou seja, 199$ e 299$ na versão de 16GB, que terá também uma versão em branco pelo mesmo preço.

O novo iPhone sairá para o Mundo a 11 de Julho, juntamente com o iTunes 7.7 e o iPhone OS 2.0.

Durante toda esta notícia usei a palavra Mundo. E não, não me enganei. A Apple vai lançar o iPhone em 70 países este ano, 22 dos quais já a 11 de Julho. Portugal encontra-se no lote dos que receberá o iPhone a 11 de Julho.

O iPhone em Portugal estará disponível pela Vodafone e Optimus. Por parte da Vodafone já está confirmada a existência de tarifários pré-pagos (o sistema que Portugal se orgulha de ter inventado) para o iPhone. A Optimus ainda não informou que tipo de tarifários irá disponibilizar.

O preço destes mesmos tarifários também é desconhecido, devendo ser revelado nos próximos dias. 

Android será 100% Open Source

Logo do android

Segundo diz o Google, ao contrário do que se tem dito, a plataforma Android, bem como todos os seus componentes e bibliotecas necessárias para fazer o port da plataforma para novos dispositivos, serão totalmente opensource para uso comum.

A licença usada será a ASL v2, ou seja, Apache Software License v2, usada também em projectos como o servidor HTTP Apache, o Tomcat e muitos outros grandes projectos opensource, existindo apenas duas excepções como é o exemplo do software que já está actualmente coberto por licenças, como é o caso do kernel Linux que usa a GPL ( Gnu Public License ) e ainda no que toca ao software Eclipe, que será licenciado pela licença Eclipse Public License (EPL).

O que poderá não ser open-source, serão as aplicações 3rd party criadas por desenvolvedores, que poderão ao abrigo da licença ASL v2, escolher qual será o licenciamento a proteger o seu software. Ou seja, o desenvolvedor poderá escolher se deseja ou não partilhar o código.

CDs gratuitos de Sistemas Operativos OpenSource

CDs Gratuitos

Apesar de muitas pessoas ainda não terem conhecimento, existem vários sistemas operativos gratuitos e open-source que poderão usar sem ter que gastar dinheiro para usufruir dos serviços do mesmo.

No entanto, hoje em dia não é apenas o código destes sistemas operativos que é gratuito, mas inclusive são distribuídos CDs gratuitos com o sistema operativo.

As empresas responsáveis pelos sistemas operativos, vêem assim uma maneira de promover o software livre e de convencer as pessoas a testarem uma alternativa.

Para aqueles que estejam interessados a testar uma alternativa ao sistema operativo que usam, o WebTuga deixa aqui alguns sistemas operativos que pode receber gratuitamente em casa, preenchendo apenas um simples formulário.

Ubuntu ( Canonical )
edubuntu ( Canonical )
kubuntu ( Canonical )
OpenSolaris ( Sun )
Unbreakable Linux ( Oracle )

Preencha os formulários, espere umas semanas e terá em sua casa os CDs com os respectivos Sistemas Operativos.

Firefox 3 Download Day 2008

Download Day

A comunidade Spread Firefox afirmou que deseja bater um recorde mundial do guinness para o software mais descarregado no espaço de 24 horas após o lançamento.

Esta é certamente uma grande aposta para divulgarem o Firefox 3 que apesar de ainda não ter data definida para o seu lançamento, não deve demorar muito tempo a estar disponível.

Até agora, eu e mais 1570 portugueses confirma-mos a nossa participação neste recorde do guinness e tu, de que estás à espera?

WordPress – 5 anos de …

Wordpress 5 anos

O WordPress é sem dúvida o CMS do momento. A cada dia são mais os blogs criados na plataforma WordPress e até mesmo sites empresariais a usarem esta solução.

Tivemos o lançamento do WordPress 2.5 que foi bastante bem recebido pela comunidade mundial de bloggers e os rumores das novidades do WordPress 2.6 já colocaram a maioria dos bloggers eu euforia.

Mas hoje em especial, é um dia bastante importante para o WordPress, pois este completa o seu quinto aniversário desde que foi lançada a sua primeira versão.

5 anos de WordPress e de muita evolução, parabéns ao Matt e à restante comunidade de designers, desenvolvedores e tradutores que têm cada dia ajudado a melhorar o funcionamento e desempenho deste script.

[Rede WebTuga] Top Semanal 19/05/08 – 25/05/08

Boa noite a todos, para acabar o dia vou fazer um pequeno apanhado dos melhores posts desta semana na rede WebTuga.

Esta semana começamos da melhor forma, com a notícia de que alguém foi atacado por ovos voadores. O OVNI só foi identificado assim que se despenhou na parede mais próxima.

Foi também no início desta semana que nos deram a conhecer o futuro OLPC XO 2.0. O portátil parece prometedor, esperemos para ver se o preço coincide com os preços avançados.

Fiquem com os melhores posts…

Até já… mua!

WordPress 2.6 – O que esperar de…

O lançamento do WordPress 2.5 trouxe bastantes novidades, tanto a nível de funcionalidades, como no aspecto da área de administração.

Agora espera-se pelo 2.6, que pelos vistos vai trazer grandes novidades como o suporte ao Google Gears, que permitirá escrever um post enquanto estiver offline e posteriormente publicar online no seu blog, a possibilidade de mover o ficheiro de configuração ( wp-config.php ) para uma directoria de um nível inferior e o regresso do WordPress Bookmarklet com opções adicionais para sites como o YouTube, etc.

Para além disso o editor WYSIWYG irá ter um "Post Word Count" que lhe permitirá saber o número de palavras existentes no post ( Para quem escreve Reviews pagas? ) e ainda poderá vir a ser implementado um sistema para rever os posts, ao estilo da Wiki.

Nesta versão, aqueles que não têm gravatar, poderão escolher uma imagem opcional, que terá o nome de Identicon.

[Rede WebTuga] Top Semanal 12/05/08 – 18/05/08

Top posts

Olá a todos, hoje é Domingo e por isso mesmo vou deixar aqui a lista dos posts mais interessantes desta semana.

Esta semana contámos com o relançamento do TugaSport, o nosso blog de desporto e ainda com a abertura da secção Electrónica no nosso fórum.

Tem sido também uma semana de reorganização de toda a equipa do WebTuga, que está a preparar novidades para breve, fiquem atentos. Deixo-vos com os nossos melhores posts da semana.

Até já…

Associação Ensino Livre publicou manifesto sobre formatos padrão abertos no sistema de ensino

Os formatos padrão abertos são a pedra basilar das comunicações digitais. Sem eles, ficamos sujeitos a formatos fechados, o que faz com que uma empresa ou governo autoritário passem a censurar toda a informação que nos chega. E também permite que nos fechem.
Para evitar isso, devemos usar formatos abertos em todo o lado, até no ensino. Por isso a Associação Ensino Livre publicou recentemente um conjunto de orientações sobre a utilização de formatos padrão abertos, para que escolas, professores e alunos possam escrever, divulgar e trocar informação sem estarem sujeitos a amarras que não se vêm mas se sentem a apertar os pulsos.

PRESS RELEASE: Manifesto sobre standards abertos no sistema de ensino

A utilização de standards tem-se revelado de extrema importância numa sociedade de inovação e conhecimento. No sector das tecnologias de informação são particularmente cruciais. Ao estabelecerem uma linguagem comum entre diferentes intervenientes, empresas e outras entidades podem desenvolver equipamento e programas de computador que comunicam entre si sem obstáculos, eliminando directamente barreiras aos utilizadores finais. O conhecimento pode assim fluir e escoar livremente entre todos os cidadãos. Um dos grandes exemplos é o êxito da Internet, que só foi possível devido à existência desta liberdade na transmissão de informação.

Existem contudo áreas em que a neutralidade tecnológica ainda não está suficientemente desenvolvida. Por exemplo, ao produzir um documento no processador de texto do seu computador, e ao tentar partilhá-lo com um amigo, já se deparou com a situação de que o amigo não conseguiu abrir o documento, ou que o documento lhe apareceu completamente desformatado? Esta situação poderá ser especialmente grave em instituições públicas, nomeadamente instituições de ensino. Imagine um professor que solicita um trabalho de casa a um aluno, que o professor depois não consegue abrir para avaliar correctamente. Ou então imagine um aluno que recebeu um trabalho de casa que depois não consegue abrir correctamente no seu computador pessoal. Outras situações ainda mais sérias existirão, tais como o armazenamento de informação vital em formatos binários, que se pode tornar inacessível com o passar dos anos, ou ainda a impossibilidade de alguns elementos da comunidade educativa acederem a informação legalmente sem dispenderem largas centenas de euros.

A Associação Ensino Livre publica o "Manifesto sobre standards abertos no sistema de ensino" com os seguintes objectivos gerais:

– potenciar a neutralidade tecnológica nas instituições de ensino, de forma a que a utilização de recursos electrónicos não esteja dependente das plataformas e ferramentas dos utilizadores;
– garantir o máximo de justiça e igualdade na utilização dos recursos electrónicos;
– garantir o acesso, agora e no futuro, a informação produzida no decurso das actividades institucionais;
– fomentar a literacia tecnológica;
– reduzir o desperdício de recursos no sector das tecnologias de informação;
– tornar a tecnologia mais acessível;

Um Guia de Aplicação do "Manifesto sobre Standards Abertos no Sistema de Ensino" será publicado em breve.

Sensibilizem os vossos alunos, professores, familiares e amigos para a importância da utilização dos formatos livres. Sem eles, o "mundo virtual" não é um mundo democrático, mas um local ditatorial e autoritário. Defendam a vossa liberdade.

Download do manifesto, em PDF

via blog.softwarelivre.sapo.pt