Hackers divulgam dados de usuários da Xbox LIVE

O grupo de hackers LulzSec, que ultimamente vem atacando sistematicamente órgãos governamentais e desenvolvedoras de jogos, publicou um arquivo com logins e senhas de users do Xbox LIVE. Além da rede do console da Microsoft, informações de acesso ao Facebook, PayPal e Twitter também estão inclusas no documento, que atinge aproximadamente 62 mil contas, em sua maioria americanas.
De acordo com a rede de notícias CBC, os dados foram publicados em diversos sites de donwloads de arquivos e foram sacadas “milhares de vezes” antes de serem retiradas da web. De acordo com o LulzSec, as informações teriam sido utilizadas por diversos users para fins “nefastos”.
A Microsoft se pronunciou afirmando que a Xbox LIVE não foi hackeada, e que os logins e senhas divulgados não correspondem a users reais. “Não temos provas de que [o serviço foi invadido]. O grupo parece ter postado uma lista de milhares de endereços de email e senhas, e encoraja os usuários a tentar acessar [a rede] na esperança de que algum usuário utilize a mesma combinação em mais de um [local]”, conclui o comunicado oficial.
O LulzSec é um grupo hacker de origem desconhecida, que seria dissidente do Anonymous, responsável pelo ataque à PlayStation Network. Os criminosos agem sem motivo aparente e afirmam atuar apenas “para se divertir”. Sites da Codemasters, Bethesda e até mesmo a CIA já foram alvos de ataques.

Windows Phone 7 Series

Steve Balmer apresentou esta manhã na Mobile World Congress 2010 a nova versão do Windows Mobile, denominada de Windows Phone 7 Series.

Não foi só o nome do SO que mudou completamente. O código fonte das versões anteriores foi completamente descartado e foi tudo feito de raiz.

A típica interface que conhecíamos do Windows Mobile também desapareceu e deu lugar a uma interface mais direcionada às redes sociais e que parece ser mais intuitiva de usar. Outra boa notícia deste novo sistema operativo é que não implica o uso constante do stylus como acontecia nas versões anteriores.

Como seria de esperar, o 7 Series interage com outros serviços Microsoft tais como o Xbox LIVE (profiles e avatars) e o Zune, que servirá de leitor de música.

Ao que parece a Microsoft está a exigir hardware de grande capacidade nos futuros smartphones que irão correr o 7 Series, de modo a que os utilizadores desfrutem ao máximo da experiência do novo Windows. E para além disto, software como o Sense da HTC ou o TouchWiz da Samsung deixarão de ser permitidos nos smartphones com o novo Windows, fazendo com que o sistema operativo mantenha uma imagem singular em todos os smartphones onde se encontre instalado.

Aqui fica um vídeo com um preview do Windows Phone 7 Series:

Será este sistema operativo suficiente para a Microsoft alcançar o iPhone OS ou o Android?