Parem as Máquinas: o relato de uma estagiária, directamente das “trincheiras”

Antes de mais, quero começar por dizer que este post poderá parecer tendencioso. O projecto de que vos venho falar foi criado pela minha namorada, a Vanessa Quitério, por isso é provável que algumas coisas pareçam hiperbolizadas. Se tal acontecer, espero que percebam que me é difícil ser imparcial, estando tão orgulhoso e feliz por ela como estou.

A Vanessa Quitério é uma finalista do curso de Comunicação Social da Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC). Para concluir este curso tem que realizar um estágio curricular. Graças ao seu currículo, onde está o seu papel como editora da secção online do jornal universitário A Cabra, e grande potencial e paixão pela área, conseguiu um estágio na delegação do Porto do prestigiado Jornal PÚBLICO. Isto foi um motivo de orgulho, tanto para ela, como para mim e para a sua família.

Como devem saber, durante o estágio os estagiários têm que fazer um relatório. Como a Vanessa já tem alguma experiência e conhecimento da blogosfera, e gosta dos meandros do jornalismo na web, a sua amiga Ana Coelho sugeriu-lhe a criação de um blog para relatar o seu dia-a-dia e servir de relatório de estágio. A Vanessa gostou da ideia e decidiu criar um blog para esse efeito.

O nome escolhido para o blog foi Parem as Máquinas. Este nome surgiu depois de uma secção de brainstorming que eu e ela fizemos. Bem, o brainstorming foi todo meu; ela pediu-me ideias e esta foi uma delas. Pessoalmente, gosto do nome (e muito mais dela) – mas lá está, sou suspeito.

No Parem as Máquinas, a Vanessa relata o seu dia-a-dia como estagiária do PÚBLICO. Graças ao blog podem saber o que um estagiário sente na pele: os nervos, frustrações, feitos, aprendizagem, conselhos, marcos, objectivos e sonhos. Para além disso, é um bom guia para quem vai começar o seu estágio e quer ter uma ideia do que se vai passar e do que poderá sentir.

Sendo a Vanessa uma estudante de Comunicação Social, o conteúdo é mais direccionado para quem está na mesma área. Mas os estudantes doutros cursos também podem – e devem – beneficiar com este relato diário, directamente das “trincheiras”. As dicas do editor certamente não se aplicarão a um estagiário de enfermagem, por exemplo, mas as lições que se tiram, como o esforço e a atenção que se deve ter aos detalhes, sim. E também poderão ficar a saber que aquele nervoso miudinho antes do estágio, e que cresce à medida que a hora H se aproxima, é normal.

Este blog já recebeu a atenção de algumas pessoas e está a começar a ficar popular (para mim, merecidamente). O jornalista Alexandre Gamela já lhe fez menção no seu blog O Lago, e a RTPN também o fez na sua conta no Twitter. Mas isto não se fica por aqui. Recentemente, o seu blog foi incluído na lista de blogs convidados do Jornal PÚBLICO.

Mesmo que não sejam ou venham a ser estagiários, dêem uma visita no Parem as Máquinas. O projecto é muito interessante e permite-nos ter uma ideia daquilo que os estagiários passam durante esta fase tão importante, tanto no curso como no futuro profissional.

E desculpem se fui tendencioso, mas como querem que seja totalmente imparcial quando está em causa o trabalho de alguém que me é tão próximo?

Nota: este post foi inicialmente escrito por mim para o 2.0 Webmania. Aqui, republico-o, com alguns muito pequenos ajustes.

8 thoughts on “Parem as Máquinas: o relato de uma estagiária, directamente das “trincheiras”

  1. Boa ideia, eu fiz uma coisa parecida no meu estágio, mas na altura o yahoo decidiu fazer reset a muitas contas e perdi tudo o que tinha.
    E dá muito jeito para organizar ideias a seguir! Utilizo este sistema com os meus alunos, mas a “malta” percebe de computadores é no hy5 e messenger, quando precisam de organizar mais do que duas linhas de ideias…

  2. João, se muitos dos leitores do Webtuga estão numa faixa etária que ronda os 14 a 24 anos, mais ou menos, acho que tem interesse. Parte deles com certeza que irão passar por um estágio, por isso a menção a este blog talvez os ajude a perceber mais ou menos o que se vai passar. Digo eu…

  3. Mal comecei a dar uma “olhada” pelo blog e desde logo me apercebi que se trata de algo com pés e cabeça. Até ao momento faltava algo que relata-se o “dia-a-dia” de um estagiario(a).

    Neste momento tento concluir o ensino secundário, e como tal, o “Parem as Máquinas” não será aconselhavél para mim, mas vou seguir á mesma…

    Ultimo post no blog do Hugo: É preciso ter panca

  4. Este post deixou-me com vontade de apagar o webtuga dos meus feeds. Aliás é o que vou fazer.

    Cumprimentos

  5. Post interessante.

    Desejo à Vanessa o maior sucesso na sua vida profissional!
    Espero que ela aguente o estágio. Vida de estagiário é assim mesmo mas depois ela vai ver que compensa.
    ————–
    ApostaMilionaria.com

    Ultimo post no blog do Júlio Dias: 2º Nível

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>