Vídeo da Instalação do Windows Se7en


(Vídeo: Instalação Windows Se7en)

Ontem decidi inscrever-me no programa de beta testing publico para o Windows Se7en. Fiz o download sem qualquer dificuldade, ao contrário de algumas pessoas que tiveram dificuldades na transferência da imagem do Windows 7. No entanto não percebo porque é que a Microsoft não utilizou tecnologia Bittorrent para disponibilizar o ISO do Windows 7, tal como sugerido pelo Carlos Martins.

Para instalar o sistema operativo necessitava de uma drive de armazenamento com algum espaço e não podia ser USB, portanto lá pesquisei e encontrei um vídeo onde explicava como abrir o WD MyBook e retirar o disco rígido. É bastante fácil, basta um pouco de esforço para retirar a capa exterior e por dentro temos o disco rígido (green product), e um adaptador Sata -> USB.

Inscrevi-me no programa beta do Windows 7, foi-me dada uma chave e fiz o download do iso pelo Macbook e lá gravei a imagem para um DVD. Em seguida retirei o disco Sata do meu computador e substitui-o pelo disco do Western Digital.

Coloquei o DVD na drive dvd, liguei o computador e arranquei pelo DVD. Formatei uma das partições que tinha no disco em Fat32, o que foi um pouco confuso devido ao gestor de partições. A instalação foi bastante rápida, apesar de ao início demorar a descompactar os ficheiros.

Ao fim de alguns minutos tinha o Windows 7 instalado e a correr perfeitamente. A primeira coisa que me lembro de acontecer ao entrar no sistema pela primeira vez foi ver uma tooltip de aviso. Abri a tooltip e o Windows Se7en já tinha detectado que não tinha nenhum Anti-vírus instalado e portanto estava-me a sugerir procurar alguns online.

A barra de tarefas cá no fundo está um pouco diferente, no entanto é um bocado estranha pois junta as aplicações abertas com as aplicações favoritas.

O menu iniciar está bastante semelhante ao Windows Vista, nada a apontar. Quanto ao Windows Explorer tem agora mais opções de organização, ocultar ou não detalhes, mostrar título da pasta na parte superior e ocultar barras laterais.

Se existe algo que melhorou no Windows 7 foi mesmo o Paint, que agora tem brushes e Shapes e está muito mais rico a nível visual e de ferramentas.

Existe também agora um novo jogo, onde o jogador é colocado no papel de um Pasteleiro e tem que fazer o bolo como o cliente pediu. Engraçado, mas o nível de dificuldade do jogo é zero, o que irá facilmente aborrecer pessoas com mais de 10 anos.

Uma coisa que me chamou à atenção foi o Windows Update, que agora não se limite a mostrar actualizações para o software Windows, mas também nos mostra actualizações disponíveis para as drivers e firmware do nosso hardware (placa gráfica, monitor, placa de rede, placa de som, etc).

Internet Explorer 8 parece estar mais estável, faz a renderização das páginas muito melhor, tem um scrool bastante mais leve e tem uma feature bastante interessante, Sites Relacionados. Penso que utiliza uma API do Google ou do Alexa para verificar isso, ou então é algo inside Microsoft.

Gostei também da PowerShell v2, uma aplicação simples que nos permite escrever pequenos scripts shell, bastante útil para executar pequenos comandos quando necessário.

Ao clicar-mos nos periféricos de rede, temos a possibilidade de ver o software que está a correr na rede e a porta que este está a utilizar.

Pouco de novo apresenta, no entanto parece fazer uma melhor gestão dos recursos. Vamos ver o que a Microsoft nos revéla em próximas beta releases.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>