Alternativas ao software da Adobe

Adobe Logo

A Adobe tem produtos fantásticos. No entanto, a maioria deles são pagos e o preço podemos dizer que não é muito acessível. Mas, para grandes males, grandes remédios.

Se as licenças do software da Adobe são caras, apesar de valerem o seu preço, nada melhor do que procurar por alternativas gratuitas, das quais algumas até poderão ser open-source. Por isso, fica aqui uma lista de aplicações alternativas ao software da Adobe.

Photoshop

O Photoshop é um poderoso editor de imagem que permite adicionar filtros e pequenos efeitos e dessa forma obter resultados espantosos. Como alternativa, temos para lhe apresentar o Gimp, uma ferramenta gratuita e opensource que permite obter resultados próximos dos obtidos no Photoshop.

DreamWeaver

Este é um dos mais completos IDEs para Web. O DreamWeaver permite utilizar templates pré-definidos e tem um sistema autocomplete para sintaxe de linguagens como PHP, CSS, JavaScript, entre outras. Por outro lado, temos o Nvu, com binários disponíveis para Linux, Windows, OSx e FreeBSD, torna-se numa simples aplicação que o irá ajudar a criar XML, CSS e JavaScript.

Adobe Premiere

Trata-se de um software de edição de vídeo bastante completo e ao mesmo tempo de fácil utilização. Funciona em conjunto com outras aplicações da Adobe e permite criar animações profissionais. Por sua vez, o Avidemux é uma boa opção ao Premiere, permitindo executar simples tarefas nos seus vídeos, tais como cortar pequenas partes, filtros e permite a automatização de tarefas. Está disponível sob a licença GNU GPL e funciona em Linux, BSD, MacOSx e Windows. Para além do Avidemux, existe também o cinelerra, que é tão bom ou ainda melhor que o Premiere.

Adobe Reader

Hoje em dia, a maioria dos documentos partilhados na Internet estão no formato PDF ou DOC. O Adobe Reader é uma aplicação que permite não só a visualização deste tipo de documentos em modo off-line, mas também online, integrando-se como plug-in no seu browser. Alternativamente, poderemos usar o Foxit PDF Reader em Windows, visto que em macOSx e em Linux já existem leitores de PDF por omissão, apesar do mesmo estar disponível para Linux e outras plataformas.

Adobe Flash

Cada vez mais presente nas mais conhecidas plataformas, a tecnologia Flash permite desenvolver aplicações e pequenas animações e reproduzir em vários gadgets, no entanto, a sua aplicação na criação de sites tem sido cada vez maior e agora que o Google passará a indexar sites com conteúdo Flash, poderá vir a ser uma grande aposta para o futuro. SMIL, ou Synchronized Multimedia Integration Language, é a opção ao Flash apresentada pela W3C.

Author: cenourinha

Fundador do WebTuga, encarrega-se pela gestão de todos os sites da rede, e é blogger no WebTuga, no Boorlix e no MobileTuga.

20 thoughts on “Alternativas ao software da Adobe”

  1. Sabem o que é mesmo triste? É que só há alternativas reais para os dois últimos pedaços de software da Lista (Reader e Flash), para os outros não há nada que chegue aos calcanhares sequer.

    A única coisa próxima do Dreamweaver por exemplo seria o Aptana mas isso é apenas se retirarmos a parte forte (mas dispensável imho) do programa da adobe: a edição WYSIWYG…

    E o gimp ainda tem de comer muita Cerelac para chegar aos calcanhares do photoshop (podiam começar por arranjar-lhe um interface decente por exemplo).

  2. @Dextro

    O Dreamweaver é um bom editor, no entanto raramente o uso. O código pode ser escrito usando qualquer editor de texto, logo o bloco de notas, ou até mesmo o editor do Cpanel File Manager, servem para desenrascar.

    Quando ao Premiere, pelo que vi, o cinelerra parece-me bastante bom e capaz de o substituir. Gostei bastante da interface gráfica.

  3. Quanto ao photoshop e ao Flash, eu não vejo hoje alternativas viaveis ao esses dois produtos da adobe, o gimp e o inkscape vem crescendo, mas acho que falta insvestimentos externos.

    Quanto a IDEs para desenvolvimento WEB, na minha humilde opinião o WYSIWYG é no minimo leigo, o codigo gerado é bem pobre. Pra mim nada melhor que o Bom e velho Notepad (Plus Plus) ou quando se trata de um projeto mais robusto, o Eclipse. sempre acompanhados do firefox com firebug e outras extensões interessantes.

    O foxit é mais leve que o Acrobat…

    OFF:
    “Linux já existem leitores de PDF por defeito “, Adoro português de portugal, sempre fico ligado no Twitter do Webtuga e do cenourinha…
    impressinante como a palavra defeito veio a mudar de sentido aqui no brasil.

  4. Para IDE, Emacs, Gedit e qualquer outro editor. WYSIWYG pode ser bom para umas coisas, mas também consegue tornar o desenvolvimento muito lento, com tantos cliques e arrastos.

    Já utilizei o Cinelerra e adorei. O Premiere também já usei, à uns três anos, e acho o Cinelerra bem superior à versão do Premiere que usei.

    Para edição de imagem, acho que é preciso o GIMP e mais uma ou duas ferramentas para equiparar o Photoshop em trabalhos ditos profissionais, onde é necessário CMYK e mais algumas coisas. Para a maioria dos casos, o GIMP, parece-me, chega e sobra.

  5. O GIMP está lá perto, mas ainda não serve. Filtros muito menos eficientes que o Photoshop (compare-se o “Spot Healing”, o “Smart Sharpen”, etc), falta de layers não destructivos (essencial para a edição de fotografia!), etc… Só muito recentemente se fala no trabalho a 16 bits! :S

    Mas está no bom caminho; o problema é que o Photoshop tb não tem estado parado, e em cada versão surge sempre algo “fantástico”… 🙂

    Abr

  6. são alternativas um bocado para o desenrasque… nenhuma dela me parece de qualidade semelhante ou próxima.

    quando chegam ao mercado de trabalho precisam de cumprir prazos e metas, é complicado alguém substituir por exemplo o Dreamweaver pelo Nvu… (acho bastante irreal)

  7. Sou só eu que uso o Dreamweaver apenas pela função de autocomplete do código?

  8. Pingback: diga cultura
  9. @Tiago
    Então se fazes isso não precisas do Dreamweaver e o Aptana é capaz de te servir bastante melhor (já que tem todo o poder do Eclipse).

  10. @Dextro
    Sim, eu conheço. No entanto, considero o Aptana bastante lento..

  11. @Mário Nogueira
    Nem todos os filtros. Já fiz trabalhos profissionais com o Photoshop e digo-te que o Gimp tem vários filtos superiores.
    Mas, infelizmente, o Gimp ainda está atrás do Photoshop em vários aspectos, apesar de estar a melhorar a um ritmo mais acelerado.

  12. @tiago realmente o aptana é bem pesado, mas existem diversos editores abertos com a opção de autocompletar o codigo, muitos extremamente leves

  13. Pesado? Mas anda tudo a usar 512mb de ram ou quê? Eu não tenho problema nenhum com o eclipse/aptana em Linux… 🙄

  14. @Dextro
    Tenho 2GB e realmente é bastante pesado comparando com o Dreamweaver..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.