Dilema: Ter uma empresa “web based” ou marcar a presença da sua empresa na Internet?

No século XXI a Internet tornou-se o principal meio de comunicação do globo. Com esse avanço as empresas começaram a estudar maneiras de rentabilizar mais os seus serviços divulgando-os neste meio.

Hoje em dia web sites de empresas, sejam lucrativas ou não, são base em qualquer pesquisa que façamos. Tendo um web site de uma empresa é como se essa empresa estivesse disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano, exceptuando-se tempo de manutenção. Isto para muitas empresas é fulcral.

Pois bem, vamos agora ao dilema que me traz aqui hoje. O que será melhor, ter uma empresa “web based” ou marcar a presença da sua empresa na Internet?

Existem várias variantes a estudar neste tema, mas vou tentar falar das mais relevantes.

Uma empresa “web based”, como eu disse em termo de sarcasmo, é uma empresa que existe apenas na Internet, o espaço de trabalho é usualmente um escritório na casa de alguém e conta com uma ou duas pessoas que dividem os gastos e os lucros. Estas empresas são maioritariamente ilegais ou então micro-empresas. Quem opta por este tipo de trabalho são desempregados ou pessoas com algum tempo livre, criatividade e vontade de ganhar umas massas extra no final do mês. Os principais serviços destas empresas são a prestação de serviços web, ou seja, design e programação de sites e aplicações, criação vectorial, desenvolvimento de conteúdo, SEO (Search Engine Optimization), marketing entre muitas outras.

Estas empresas são bastante úteis quando, vestindo a pele de um webmaster, precisamos de um “pequeno serviço” sem o recursos a direitos registados e burocracias demoradas. Estas empresas tem uma relação trabalho-pagamento meramente via web, sem reuniões em escritórios e cafés “chiques” e uma relação qualidade-preço bastante atractiva.

Visto isto você já conseguiu entender que é uma área lucrativa, mas atenção, tem as suas ilegalidades, mas confessemos, que fisco correria atrás de um jovem mascarado através de um IP?

Agora virando o rumo para o sentido oposto, marcar a presença da sua empresa na Internet. Vestindo-nos agora de analistas de marketing, porque precisaríamos da nossa empresa na Internet e quais as vantagens disso? A resposta é simples. Publicidade e Lucro. São as duas palavras essenciais para o correcto funcionamento de uma empresa.

Qualquer tipo de empresa, seja regional ou internacional, seja de uma construtora ou de uma desenvolvedora de software tem como principal objectivo o LUCRO. Pois é, sem ele nenhuma empresa se mantém em pé. E de que maneira um site pode trazer lucro a uma empresa? É simples, sendo um meio de fácil transmissão de informação, com um pouco trabalho fazemos chegar as nossas ofertas a todo o mundo. Vantagens? Sim, não gastamos dinheiro em folhetins e anúncios televisivos, não necessitamos de tanta gente envolvida na parte da publicidade, e isto tudo quase que se faz automaticamente, os motores de busca e as comunidades fazem toda a distribuição por si.

Estas empresas apenas “publicitam” as suas ofertas na Internet, geralmente, toda a tarefa de reunião e contratos são feitos e assinados localmente na sede dessa mesma empresa. Todas as acções são legais, exigem as suas tais burocracias mas é tudo feito legalmente, com impostos, recibos, contratos, daí o preço do produto final ser bastante maior do que na média das empresas “web based”.

Vantagens? Sim, é tudo legal e é geralmente um trabalho mais profissional, não querendo eu menosprezar as outras empresas “web based” atenção.

Tendo você encarando estas duas realidades distintas diga-nos agora a sua opinião em relação a isso, se tem algum destes tipos de empresa, se concorda ou se discorda, seja criativo.

One thought on “Dilema: Ter uma empresa “web based” ou marcar a presença da sua empresa na Internet?”

  1. Possuo uma organização “web-based” e a qualidade dos meus trabalhos é relativamente maior do que na agência onde trabalho. Estou saindo dessa empresa “legal” pra trabalhar somente no meu home office. E diferente do que escrevesse, faço reuniões em escritório e cafés sim.

    Por sinal, cuido melhor dos meus clientes e tenho uma relação mais amigável, por não tratá-los somente como clientes. Nós Freelancers, estamos sempre buscando novas tecnologias para otimizar nossos sites.

    O único ponto positivo da empresa “legal” é a estrutura física. Possui escritório próprio, podemos ir a qualquer hora no cliente, por disponibilizar funcionários e veículos para isso e coisas desse tipo.

    No mais, a qualidade dos serviços numa web-based quando encarada como uma empresa, é maior pelo nosso comprometimento com NOSSO cliente.

    Obrigado pelo espaço para esclarecer esses detalhes.

    Abraços!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.