Publicidade Na Internet: Bloquear ou não bloquear

Publicidade OnlineUm dos plugins para Firefox mais utilizado é provavelmente o AdBlock Plus, que nos permite bloquear publicidade dos sites que visitamos.

Este plugin é já bastante popular e cada vez as pessoas o usam, no entanto será justo bloquear esta publicidade que é a fonte de rendimento para quem nos fornece informação?

Apesar de existirem milhares e milhares de sites que nos invadem de publicidade, seja ela em banners, texto ou pop-ups que nos dificultam a navegação e o acesso à informação, existem ainda aqueles sites em que a publicidade é reduzida ao máximo e onde sem os lucros de tal publicidade, ser-lhes-ia impossível manter o site.

Empresas ou particulares estão no seu direito de meter quantos anúncios quiserem ou considerem necessários para tirar maior partido económico de tráfego dos seus sites, mas a sensação que impulsiona este tipo de atitude pouco respeitadora, leva a que cada vez mais visitantes se vejam obrigados a instalar este tipo de filtros de publicidade.

Seria muito mais fácil você deixar de visitar certas páginas que como já foi indicado acima, invadem o nosso browser com publicidade excessiva, do que utilizar plugins como o AdBlock plus que apenas irá prejudicar monetariamente outros projectos.

Estou firmemente convicto de que à medida que passam os anos, a utilização desses filtros irá ganhar cada vez mais adeptos e serão uma maioria num futuro não muito distante. Na verdade não tenho a menor duvida de que 99 % de utilizadores da Internet que não usam, hoje, é simplesmente por falta de conhecimento da sua existência.

É uma realidade com a qual todos os que tem um espaço na web terão que atracar em breve. A pergunta é: confrontados com um cenário similar a uma aventura, como serão financiados os projectos da Internet? Porque quer queiramos, quer não é a  publicidade é base do rendimento monetário de um site.

Se levamos em conta que aqueles que optaram por subscrições pagas para o acesso ao conteúdo do site baseado em modelos, falharam miseravelmente, que na verdade, quase ninguém esta disposto a pagar um cêntimo para ter acesso a certos conteúdos premium, digo eu.

Não sei, se calhar devíamos ficar com a ideia que se os produtos neles apresentados nao interessarem ao visitante, provavelmente será você o único que ira clicar neles.