Apple Propõe OpenCL como Standart de Computação de Alta Velocidade

A Apple, juntamente com outros fabricantes, criaram uma aliança composta por membros de toda a indústria (incluindo os fabricantes dos CPU e GPU dos Macs) para trabalhar num formato aberto (OpenCL) para aceleração de computação especializada.

Denominada de Compute Working Group, a organização formada esta semana inclui a Intel, a AMD e a NVidia, bem como a ARM, a Motorola e a Samsung, entre outros. As suas intenções são trabalhar no OpenCL e em standarts futuros que permitam usar o GPU enquanto CPU quando este não for necessário e o PC necessitar de mais poder de processamento.

A Apple foi a primeira a propor uma especificação (o OpenCL) como standart. Como está neste momento, o OpenCL permite libertar os GPU de apenas desempenharem funções gráficas, passando assim a combinar GPU e CPU de vários cores para aumentar a performance do sistema.

Este grupo poderá servir não apenas para desenvolver os standarts abertos para os computadores mas também para dispositivos móveis.

[Via Applesfera]

Alojamento Web

Apple em negociações por empresa de microprocessadores

Já se perguntaram o que é que a Apple poderia fazer com os biliões que tem em caixa? Pois, 278 milhões de dólares já parecem ter como destino a compra da P.A. Semi, uma empresa de microprocessadores fundada por Dan Dobberpuhl, designer chefe dos processadores Alpha e StrongArm da DEC e responsável pela introdução de processadores de 64-bit, dual-core, a funcionar a 2GHz, que, em Fevereiro de 2007 era 300% mais eficiente que qualquer processador que funcionasse na gama dos 5 aos 13 watts.

A Forbes especula que a Apple irá desenvolver os seus próprios processadores ARM, diferenciando-se da competição. Alguns analistas especulavam que a Apple iria desenvolver os seus futuros iPhones e iPods utilizando a plataforma Intel, especialmente com a gama Atom que a Intel lançou recentemente, mas com esta notícia, parece que a Apple não tenciona “tornar-se toda Intel-based”.