Bing anuncia acordo com Facebook e twitter

Para quem não sabe por estes dias realiza-se a “Web 2.0 Summit 2009”  em São Francisco neste evento a Microsoft acaba de anunciar um acordo com o Facebook e o twitter para integrar os resultados destes dois serviços em tempo real nas suas pesquisas, esta é de facto uma grande novidade para todos os que usam a internet.

Pela primeira vez um “motor de pesquisa” de referência integra resultados em tempo real o que permite pesquisas mais “actualizadas” no momento.

Pelo que foi dito por  Qi Lu (Microsoft’s Online Services Group) para já iram ser integrados todos os post’s do twitter e posteriormente será integrado os dados do facebook.

Como podem comprovar os post’s do twitter já estão a funcionar em http://www.bing.com/twitter (está em beta, pelo que os resultados ainda não estão totalmente optimizados) pelo que é mostrado para já parece estar bastante interessante, é como um twitter search melhorado, onde foram introduzidas novas opções nas nossas pesquisas o que nos permite encontrar resultados mais relevantes.

Guàrdia Urbana de Barcelona

Guàrdia Urbana de Barcelona

Algumas questões da audiência (em inglês, by techcrunch)

AQ: Will this real time Twitter feed influence actual Bing results?

QL: Great question, again this is just the beginning. There’s a lot of signal from Twitter, but the signal is still evolving. We can use them to augment today’s search experience, but it’s very early for what we want to do with this. When you lower the barrier for consuming information, it’s great.

TO: Are you keeping the Twitter stream? Is Microsoft archiving these?

QL: I’m not going to answer that cause I’m not sure yet.

AQ: In your deal with Yahoo, can you talk about the data sharing? Is the Twitter deal non-exclusive?

QL: The Twitter deal is non exclusive. With Yahoo, we’re working together with them to make sure we protect both sets of users with this data.

TO: What’s the value of the data you’re getting from Yahoo?

QL: The scale of search from Yahoo is the key. What we want to do is data-driven, they have a larger footprint in search, so we can do more with more data.

Alojamento Web

Microsoft fecha parceria com Yahoo!

Microsoft Yahoo Bing

A Microsoft e o Yahoo anunciaram hoje um acordo que irá possibilitar uma melhor experiência aos utilizadores e anunciantes nas redes de pesquisas.

Depois de várias tentativas de compra recusadas pelo Yahoo!, ambas as empresas vão juntar esforços para criar uma sintonia global entre as duas plataformas de pesquisa, Yahoo! Search e o motor de busca Bing, de forma a criarem assim uma maior competição entre o mercado da pesquisa online e resultados pagos nas pesquisas.

Actualmente o Google detém cerca de 65% das pesquisas a nível mundial e cerca de 98% das suas receitas vêm do Google Adwords e publicidade online.

Segundo a Microsoft, esta parceria trará aos utilizadores finais mais inovação e melhorias na eficiência nos resultados das suas pesquisas e ao mesmo tempo possibilitará aos anunciantes chegar ao seu publico alvo com mais facilidade.

O Yahoo! vai poder continuar a focar-se no seu principal objectivo, fornecendo os melhores produtos Web como tem feito até agora, como são o exemplo do serviço Flickr, Del.icio.us, entre outros.

“This agreement comes with boatloads of value for Yahoo!, our users, and the industry, and I believe it establishes the foundation for a new era of Internet innovation and development,” said Yahoo! Chief Executive Officer Carol Bartz. “Users will continue to experience search as a vital part of their Yahoo! experiences and will enjoy increased innovation thanks to the scale and resources this deal provides. Advertisers will also benefit from scale and enjoy greater ease of use and efficiencies working with a single platform and sales team for premium advertisers. Finally, this deal will help us increase our investments in priority areas in winning audience properties, display advertising capabilities and mobile experiences.”

A junção de esforços para criar uma plataforma de pesquisa global e um novo mercado de publicidade nas pesquisas, criará novas oportunidades para os anunciantes publicitarem os seus produtos e atingirem o seu público alvo sem terem que apenas se focarem no motor de busca Google.

Segundo Steve Ballmer (CEO da Microsoft), este acordo possibilitará ao motor de busca da Microsoft, Bing, a escala necessária para uma competição mais equilibrada, atraindo novos utilizadores e anunciantes, o que se revelará em resultados mais relevantes nos resultados das pesquisas e publicidade.

Com a parceria, o Bing poderá chegar mais próximo dos utilizadores e devolver-lhes resultados mais eficientes e ao mesmo tempo colocar à disposição todas as ferramentas necessárias para que os anunciantes possam fazer os seus produtos ou serviços cheguem às pessoas certas.

Quem teve presente foi também o chairman da Yahoo! Inc., Roy Bostock, que afirmou que toda a equipa por detrás do Yahoo está contente com esta parceria e que a CEO da empresa Carol Bartz, tem suporte total de todos eles na sua decisão.

Os termos deste acordo são os seguintes:

  • A duração do acordo é de 10 anos;
  • A Microsoft irá adquirir a exclusividade das tecnologias utilizadas no motor de pesquisa do Yahoo!, e poderá integrar estas na sua plataforma web de pesquisa actual;
  • O Bing será o algoritmo exclusivo para pesquisa nos sites do Yahoo!, sendo que o Yahoo! poderá continuar as suas tecnologias e dados em outras áreas do seu negócio, como os sistemas de publicidade direccionada;
  • O Yahoo! torna-se o responsável pelas vendas exclusivas entre os anunciantes premium para ambas as empresas. Restante publicidade é garantida pela plataforma Microsoft Adcenter e o valor para os anúncios pagos é controlado pelo sistema automático do Adcenter.

A transacção irá ser revista e serão discutidos ainda alguns pontos fundamentais nesta parceria. Ambas as empresas esperam concluir a transacção em 2010.

Foi criado um site em ChoiceValueInnovation.com onde serão publicadas informações adicionar acerca dos benefícios de este acordo.

Esta parceria vem assim criar uma disputa mais equilibrada no que toca a pesquisas online, evitando que o Google detenha um monopólio absolutista tanto nas pesquisas online como nos anúncios pagos.

Alojamento Web
Alojamento Web

Como adicionar o seu site ao Bing

Adicionar site ao Bing

Quer aceite ou não, o Bing chegou para ficar. Muitos dizem que o Bing é apenas o Windows Live Search com um novo nome, mas o que é certo é que o Bing tem vindo a crescer e está a ser um grande sucesso.

Os motores de busca são venerados pelos webmasters, pois estes trazem visitas aos seus sites e o Bing parece estar a fazer o seu trabalho de casa.

Se o Bing pode trazer mais visitas ao seu site, então está na hora de ajudar um pouco o novo motor de busca da Microsoft a encontrar o seu site.

Para além de toda a optimização de motores de busca, é necessário dar a conhecer aos motores de busca que você existe. Tal como no Google e no Yahoo, o Bing fornece ferramentas que permitem aos webmasters submeterem o seu site no motor de busca.

Basicamente existem três formas de submeter o seu site no Bing.

1 – Reclamar o seu site no Bing

Tal como o Google fornece o serviço Google Webmasters, onde pode adicionar os seus sites e comprovar que são efectivamente os seus sites, o Bing também lhe oferece as Webmaster Tools.

Para se registar no Bing Webmaster Center, vai necessitar de uma conta Passport ou Windows Live. De seguida aceda a este link e submeta as informações do seu site.

O formulário irá pedir-lhe o endereço do seu site e opcionalmente o endereço do seu sitemap, se ainda não tem um sitemap, deverá procurar informação acerca de como criar um sitemap para o seu site.

De seguida o Bing vai-lhe pedir para comprovar que é realmente o webmaster do site que submeteu, para tal vai ser necessário fazer uma verificação colocando uma Meta Tag na secção head do seu site ou então fazer o upload de um ficheiro xml para o seu site.

Após a verificação, poderá ver informações como a pontuação do seu domínio, a ultima vez que foi indexado, o número de páginas indexadas, o estado actual do domínio, top 5 páginas, backlinks e outbound links e uma lista de principais keywords.

2 – Pingar o Bing.com

A segunda forma de avisar o Bing que o seu site existe é pingar, ou seja, enviar-lhe uma notificação com o seu endereço de sitemap, bastando abrir o seguinte endereço no browser (substituindo a parte do [sitemap] pelo endereço do seu sitemap) ou então utilizando uma ferramenta que faça o envio do ping automaticamente:

http://www.bing.com/webmaster/ping.aspx?siteMap=[sitemap]

3 – Adicionar o seu site rapidamente ao Bing

Outra forma de adicionar o seu site ao bing, é submetendo directamente o seu endereço pelo formulário de submissão no Bing.com. Após submeter o seu site, este será enviado para uma lista de espera e aprovado manualmente por um dos responsáveis do motor de pesquisa Bing.

http://www.bing.com/docs/submit.aspx

E pronto, já sabem como podem ter o vosso site no Bing. Agora têm que aprender a optimizar o vosso site de forma a conseguirem estar entre os primeiros resultados e assim ter o sucesso garantido.

PS: Tentem pesquisar por “Bing” no Google Images… #nsfw

Alojamento Web

O que é um Camechupas?

Eu não sei, mas parece que a Microsoft o Bing sabe, senão vejam como é apelidado o Google através da pesquisa por “motor de busca” no novo search engine da Microsoft (link):

Camechupas

Mas o mais esquisito é que procurando pela palavra “camechupas” nas páginas internas do Google.pt, também aparece, veja aqui.

Mas o que raio se está a passar? Este é provavelmente o momento WTF da semana.

Alojamento Web

Bing by Microsoft

Bing

A Microsoft começou por chama-lo de Kumo, mas o nome final do dito cujo é Bing.

Trata-se do novo motor de busca da Microsoft para competir com o Google. Os resultados são bastante mais apurados que o actual Live Search, no entanto penso que ainda não está ao nível do Google.

Apesar disso, o Bing apresenta muitas mais ferramentas que o anterior serviço, como por exemplo Sitelinks, uma ferramenta chamada xRank que mostra as pesquisas mais populares, com gráficos da evolução do volume da pesquisa, onde curiosamente a pesquisa mais popular de hoje é Susan Boyle.

Achei bastante interessante a possibilidade de pesquisar vídeos e reproduzir-los unicamente passando com o cursor por cima, bastante interessante para ter uma certa ideia do que está por de traz do vídeo. Ao que parece, permite ver o preview de vídeos do Hulu, mesmo de países que não estejam autorizados (proxy maybe).

Para além disso, as pesquisas mostram informações adicionais que a pessoa provavelmente está à procura. Por exemplo, pesquisando por Portugal, na barra lateral esquerda aparecem outros links rápidos com acesso à história, ao mapa, ao tempo, a hotéis e ainda a restaurantes e imagens. Mas isto não acontece só com países, mas também com filmes, marcas, etc…

Gostei do que vi e acho que o Google está a precisar de alguém que lhe faça frente, apesar de não achar que seja a Microsoft a melhor empresa para o fazer (Go Yahoo! go!).

Ironicamente, o domínio bingsucks.com pertence também à Microsoft… 😛