Portátil Magalhães

A partir do dia 23 de de Setembro de 2008 começará a chegar às escolas do 1º Ciclo de Portugal o “Magalhães”, um computador portátil especial.

O Magalhães é o computador de baixo custo dirigido a todas as crianças que frequentam o 1º Ciclo do Ensino Básico (do 1º ao 4º ano) oficial em Portugal.

Produzido a partir do segundo modelo do Classmate PC da Intel, a máquina, montada em Portugal pela JP SÁ Couto tem as seguintes características:
Processador Intel Celeron 900Mhz, 1 GB de memória RAM, disco rígido de 30 GB, ecrã de 9 polegadas (22 cm), câmara web, 2 colunas de som, microfone incorporado e entradas para auscultadores e microfone externo, 2 portas USB, entrada para cartões de memória SD, placas de rede sem fios e Ethernet, bateria de 3 células (3 horas).

O Magalhães é resistente ao choque e a líquidos e tem dois sistemas operativos em dual boot: Windows XP e Linux Caixa Mágica.

A aquisição do computador é feita de através das escolas onde os alunos se encontram matriculados. Para isso os encarregados de educação deverão mostrar o seu interesse em adquirir o computador junto do professor ou professora. Para adquirir o computador basta proceder a um pagamento, dependendo do Escalão da Acção Social Escolar.

Os alunos com Escalão A têm o computador gratuitamente; os alunos com Escalão B pagam 20€ e os alunos sem escalão pagam 50€. Após o pagamento o computador reverte definitivamente para o aluno.
O processo de distribuição do Magalhães será faseado. Na quarta semana de Setembro começa a distribuição que deverá estar completa em Janeiro de 2009.

As escolas que irão receber em primeiro lugar os computadores serão aquelas que já possuírem as infra-estruturas necessárias para a sua operacionalização: redes sem fios operacionais.

Para a manutenção e criação de redes nas escolas do 1º Ciclo, o Ministério da Educação conta com a colaboração das autarquias.

Este computador foi pensado para ser usado como ferramenta de trabalho em casa e na escola. Para isso conta com um conjunto bastante alargado de aplicações pré-instaladas e funcionais que irão ajudar os alunos nas várias áreas escolares.

Existe software para a Matemática, Língua Portuguesa, Estudo do Meio e até para a iniciação ao Inglês. As versões do Windows XP e do Linux Caixa Mágica estão prontas a usar e possuem imensos recursos tanto para as crianças como para os pais.

No Windows pode-se encontrar a versão estudante do Office 2007, um antivírus, programas de controlo parental, vários jogos e programas educativos portugueses e até uma cópia da Diciopédia X . Além disso existe um ambiente gráfico muito simples preparado para as crianças mais pequenas.

No Linux Caixa Mágica 12 Mag (versão específica do Caixa Mágica para o Magalhães) podemos encontrar imensos jogos e programas educativos, uma cópia do Open Office e acesso online a partir da barra inferior à Wikipédia do Sapo (www.saber.sapo.pt).

O ambiente de trabalho do Caixa Mágica conta com uma área de acesso aos programas e jogos que a criança mais utilizará: Open Office, Firefox, Thunderbird, aMSN, Kaffeine, Tuxpaint, GCompris e SuperTux.

A forma como este computador foi construído e o software que traz pronto a usar permite grandes potencialidades de trabalho na sala de aulas, em casa e até na visitas de estudo e trabalhos de campo.

Com o Magalhães os alunos poderão usar seu computador pessoal para pesquisar, reflectir e até criar conteúdos para a escola. De uma forma geral este computador vem democratizar o acesso à informática, permitindo que todos possam ter o seu próprio computador. Não é uma ferramenta que procura substituir os livros nem os cadernos, apenas serve de complemento.

Por exemplo: numa visita de estudo os alunos poderão tirar fotografias, filmar e tomar notas directamente no seu computador e mais tarde, em casa ou na sala, usar esses dados para criar um trabalho onde resumam as suas aprendizagens. Também poderão usar o Magalhães para “ensinar” os pais a usar as novas tecnologias.

Não basta entregar o computador e esperar os resultados ao fim de alguns dias. O Magalhães traz consigo uma “pequena revolução”, será necessário fazer muita formação aos professores do 1º Ciclo e aos encarregados de Educação para que estes possam tirar desta máquina o máximo das suas potencialidades.

Imagens:

Magalhães Linux Foto Magalhães Portátil Magalhães Magalhães OS Magalhaes Linux

Mr. Conguito

Autor: Pedro Dias (Mr. Conguito)

Blog Pessoal: O sitio do conguito

Sobre: Pedro Dias é um leitor assíduo do WebTuga, professor do 1º Ciclo do Ensino Básico e entusiasta das TIC e viciado na net.


Também é administrador do Centro de Recursos do 1º Ciclo e podcaster.


Podem encontrá-lo a ele e aos seus projectos n’O Sítio do Conguito

Alojamento Web

Portátil Magalhães – O meu primeiro portátil

Portátil MagalhãesNão, o portátil Magalhães não é o meu novo portátil, esse é o slogan do banner do portátil magalhães.

O novo portátil da Intel, baseado nos já existentes Classmate PC, criado para distribuição pelos alunos do 1º ciclo no âmbito do Plano Tecnológico parece já ter chegado às mãos de alguns dos educadores e provavelmente começarão a ser distribuídos na próxima semana pelos alunos.

Pessoalmente acho este projecto bastante interessante e provavelmente irá ter um grande sucesso. Cada vez mais é necessário suscitar o interesse dos alunos para o ensino e o conhecimento, pelo que penso que recorrer a ferramentas didácticas em conjunto com as novas tecnologias, será uma boa forma de aumentar esse interesse por parte dos alunos.

Apesar de o portátil não ser um “topo de gama”, serve perfeitamente para os principais objectivos deste plano. Penso que seria bastante interessante integrar um sistema operativo em Português, o mais minimalista possível, open-source, com software de controlo parental e aplicações didácticas como jogos e outras ferramentas direccionadas para a educação.

Espero deixar aqui mais algumas informações em breve.

Alojamento Web

O fenómento “e-escolinhas”

e-escolas

Para quem ainda não ouviu falar ou ainda não leu, o “e-escolinhas” é (mais) um programa do governo do Sr. José Sócrates que visa a distribuição de computadores “Magalhães” a um preço máximo de 50€ por alunos do 1º ciclo do ensino básico. Para quem não está muito habituado a estes termos, o 1º ciclo do ensino básico corresponde à antiga escola primária (que compreende alunos dos 6 aos 9 anos).

Olhando para o intervalo de idades e para o nível de escolaridade definido para o programa “e-escolinhas” eis que me surge uma questão: Será que alunos que ainda não sabem ler ou escrever, ou alunos que não têm adquiridas as bases de escolaridade essenciais / primárias, necessitam de um computador (mesmo que de um computador de baixo custo se trate)?

Pois bem, o governo de José Sócrates pensa que sim e vai distribuir computadores a um valor máximo de 50€ a crianças de 6 anos que ainda não sabem ler nem escrever. Vai distribuir computadores destes a um preço máximo de 50€ a crianças com 7 anos que aprenderam a ler (com dificuldade), a escrever (com dificuldade) e a fazer contas de somar e de subtrair (mas que não sabem verificar se as mesmas estão bem feitas ou não usando a prova real, ou a operação inversa). E por aí fora até aos 9 anos.

Que necessidade têm estas crianças de um computador? Será que lhe vão dar o devido uso? Não deveria ser aposta do governo adequar os programas educativos deste nível de escolaridade, tornar estas crianças mais capazes quando terminam a escola primária? Não há, neste momento, investimentos mais importantes para se fazerem a nível nacional? Lanço aqui algumas questões que julgo serem pertinentes e aguardo as vossas respostas bem como outras questões que considerem também relevantes.

É com enorme prazer que aceitei este desafio do cenourinha que me convidou a escrever este artigo no seu blog, o WebTuga! Obrigado.

lfspaulo
Autor: lfspaulo
Blog Pessoal: Há cenas lixadas!
Sobre: Luís Paulo é um leitor e comentador assíduo do WebTuga e o primeiro a aceitar escrever um guest-post no WebTuga. Esperemos que este seja o primeiro de muitos guest-posts.
Alojamento Web

Ubuntu 8.04.1 – A minha experiência com…

Ontem à noite decidi dar utilidade ao HP 530 que comprei através do Projecto e-escolas e instalei-lhe o Ubuntu.

A instalação correu perfeitamente e esta tudo a funcionar. Ao primeiro pensei que tinha um problema com a placa wireless, mas afinal é só mesmo o botão do portátil que não liga a luz, pois a placa funciona perfeitamente.

Som, teclado, trackpad, wireless, tudo funciona perfeitamente.

Após instalar e verificar que tudo estava a funcionar em condições, decidi personalizar o ambiente Gnome e instalar algumas aplicações básicas para o meu dia a dia, o que não são muitas, pois o Ubuntu já vem com as principais, Firefox, Rhythmbox, etc.

Antes de tudo, actualizei o sistema, pois o CD que aqui tinha já leva com alguns meses de atraso, cerca de 250MBs de updates e instalei uns codecs de áudio e vídeo.

Como sou utilizador fanático das redes IRC, instalei o Konversation, um cliente de IRC bastante completo e fácil de utilizar.

Em seguida avancei para a personalização do ambiente Gnome e do gestor de login GDM. Para tal acedi ao site Gnome-Look e escolhi aquele que mais me agradou. Neste caso já tinha um em mente que era o Mockup do Will para o Entrepid Ibex, a próxima versão do Ubuntu.

Fiz o download dos dois pacotes, tanto do GTK2+ como o pacote do GDM e instalei. Ficou simplesmente bestial.

Curiosamente agora que verifiquei novamente o Gnome-Look, já existe uma nova versão do mockup disponível.

Chegou então a vez de adicionar alguma interactividade no ambiente e para tal instalei o AWN ( Avant Window Navigator ), uma espécie de dock para o Gnome e ainda o Gnome-do, um “lançador de aplicações” ( app launcher ).

Até aqui já tinha o ambiente perfeito, só faltava o cliente para o twitter. Como twitterólico que sou, não passo um dia sem twittar e foi então que decidi procurar por um cliente que me permitisse comunicar pelo twitter da mesma forma que faço com o Twitterrific no macOSx leopard.

A primeira opção foi o Twitux, no entanto o sistema não me agradou lá muito e após ouvir algumas sugestões no twitter, decidi dar uma oportunidade ao gTwitter, que até agora me tem agradado.

Para completar o sistema operativo, instalei um media center do qual já tinha falado aqui, que é o Elisa Media Center.

Já há bastante tempo que não corria Linux em ambiente gráfico e tenho a dizer que as dificuldades numa pessoa em se adaptar ao Linux são meramente nulas.

Porquê pagar por uma coisa que podemos ter gratuitamente e com mais qualidade?

Aqui ficam algumas screenshots do meu ambiente de trabalho:

Alojamento Web

Visual alternativo no novo Firefox 3

Com esta nova história do portáteis e-escola, baixo custo, etc, quase nós todos temos mais de 1 máquina em casa. Eu falo por experiência própria. Tenho um PC praticamente “arrumado para o lado”, e um portátil Toshiba(Radio Popular), infelizmente o meu curso não meu a oportunidade de comprar um desses.

Voltando ao assunto artigo, quem usa Windows XP, e Windows Vista, e já instalou o novo Firefox 3 reparou que as cores dos botões muda de Sistema para Sistema.

Windows XP

Windows Vista

Mac OS X

Agora quem quiser pode contornar isso, ou seja: Se é utilizador de Windows XP e gosta dos “botões” do FF3 pode trocar. O mesmo com vale para os “Visteiros” e os “Applefans”.

XP on Vista

Vista on XP

Mac OS X Theme

Nota: Para fazer o download do add-on do Mac OS X, devem registar-se no site da Firefox Add-ons.

Alojamento Web

corremos o risco da banalização?!

Foi com um misto de surpresa  e alegria que constatei que através do programa das novas oportunidades vai estar disponivel um portatil da APPLE (Macbook White) por 249€ + 34,90€ de mensalidade por um periodo de fidelização de 36meses. Embora esta oferta seja um pouco menos acessivel que as anteriores disponibilizadas não deixa de ser uma forma de alargar o universo de utilizadores MAC.

Alojamento Web

Novo portátil do e-escolas já foi apresentado

portatil e-escolas caixa magicaO novo portátil do projecto e-escolas, já aqui mencionado, já foi apresentado. Este portátil nasce da parceria entre a Caixa Mágica e a Inforlândia, e está disponível na oferta da TMN no e-escolas. Apesar de não ser uma máquina topo de gama – nenhum portátil disponível no e-escolas o é – tem umas características bastante interessantes que me parecem ser as melhores de entre toda a oferta disponível no site desta iniciativa.

A melhor característica, pelo menos para mim, é o facto de vir com a Caixa Mágica 12 pré-instalada. Para quem não sabe, a Caixa Mágica é uma distribuição portuguesa de GNU/Linux – sim, esse sistema operativo sexy usado por gente sexy. Para além da Caixa Mágica, vem com o excelente pacote de produtividade OpenOffice, muito bom suporte para os ISPs nacionais e livre de BSODs (Blue Screen of Death).

Mas estas são do software. A nível do hardware, contem com um generoso Intel® Core2 Duo / Solo até T7800 2,6 GHz, um chipset VIA VN896, uma gráfica nVidia GeForce Go 8400 Turbo Cache com memória dedicada até 895Mb, um monitor TFT 15,4″ WXGA (1280×800) HyperBrilho, até 4GB de ram DDR2 667, 3 portas USB, um leitor de cartões 7 em 1, uma placa de som 7.1, dispositivo WiFi, Webcam de 1.3 megapixeis e um disco SATA (lamento, mas não sei qual a capacidade do disco, mas aponto para os 120GB).

Nada mau este portátil. Vejamos: Caixa Mágica, OpenOffice, Intel Core2Duo, 4GB de RAM, nVidia GeForce Go 8400, leitor de cartões, WiFi; tudo em 360 x 267 x 25.4 mm e 2.6Kg.Porreiro. Se eu ainda estudasse, comprava um portátil destes.

via globpt.com

Alojamento Web

Nova oferta da Caixa Mágica 12 no e-escolas

A Caixa Mágica, em parceria com a Inforlândia, vai lançar um portátil com a Caixa Mágica 12 pré-instalada para o projecto e-escolas. O anúncio foi feito no sexto Encontro Nacional sobre Tecnologia Aberta.

Esta parceria surge devido ao descontentamento do projecto Caixa Mágica em relação à iniciativa e-escolas. De acordo com Paulo Trezentos, a não permissão da diferenciação de preço da oferta livre e a fraca promoção tornam as coisas muito difíceis.

Este computador portátil custará também 150 euros, uma vez que não é possível alterar o preço, e será integrado nas ofertas da TMN.

Se estão a ponderar a aquisição de um portátil através do projecto e-escolas, recomendo-vos vivamente a compra de um modelo com a Caixa Mágica. Quando o utilizarem, vão perceber.

via Tek.sapo.pt

Alojamento Web

TMN aumenta as velocidades do acesso à net

Hoje, a TMN anunciou um aumento automático das velocidades de download nos seguintes tarifários: Banda Larga Light, Banda Larga e Banda Larga Casa T.

O primeiro tarifário passou dos 384Kbps para os 512Kbps. O segundo e o terceiro, anteriormente com uma velocidade de 640Kbps, estão agora a 1Mbps.

Este aumento de velocidade abrange todos os clientes Banda Larga TMN, incluindo os beneficiários do projecto e-escolas.

Fonte: Bit.pt

Alojamento Web