Ataque “hacker” rouba dados de 1,29 milhões de clientes da Sega

O grupo japonês de jogos Sega anunciou hoje que os dados pessoais de 1,29 milhões de clientes foram roubados na sequência de um ataque “hacker” através de um site da sua filial europeia.

O site Sega Passe, operado pela Sega Europe, com sede em Londres, não continha informações sobre cartões de crédito, assegurou a empresa. Mas os piratas informáticos roubaram, na sexta-feira, os nomes, as datas de nascimento e as senhas criptografadas dos clientes, acrescentou a Sega. Também a empresa japonesa Sony foi recentemente vítima de ataques praticados por piratas informáticos.

O último ataque foi reivindicado em 6 de junho por um grupo de “hackers” norte-americano, conhecido como o LulzSec, que disse já ter tido acesso a mais de um milhão de senhas, endereços de e-mail e outras informações da SonyPictures.com.

Um porta-voz da Sony confirmou à agência EFE que foi aberto um processo de investigação sobre este caso que acontece depois de piratas informáticos terem roubado desde meados de abril dados de mais de 100 milhões de utilizadores dos vários serviços da empresa na Internet.

Alojamento Web

Ciberataque ao FMI

Segundo uma notícia do New York Times, o FMI (Fundo Monetário Internacional) foi alvo de um ataque informático avançado e de  dimensões ainda desconhecidas. Acerca disto surgem algumas informações de um especialista de segurança que o objectivo do ataque seria colocar uma escuta digital para tirar informações sobre os movimentos internos da Instituição.

O Tom Kellerman, especialista em segurança, afirmou que se o ataque fosse concluído com sucesso, poderia comprometer muita informação económica, tal como informações sobre os resgates a Portugal, a Grécia e a Irlanda e ainda informações sobre países que estão a passar dificuldades e que no futuro o mais provável é pedirem ajuda externa.

O porta-voz do FMI, O David Hawlay, afirmou que o acto está a ser investigado, e que o fundo está completamente funcional.

Video: http://www.youtube.com/watch?v=J1vy_sRp4AQ

Alojamento Web

Porque é que os projectos web falham?

Projectos Web

O WebTuga existe à quase 4 anos e tem tido os seus altos e baixos, no entanto nunca pensei em desistir deste projecto pois mesmo que existam pessoas que não apreciem o projecto, sei que existem outras que o apreciam e ao mesmo tempo sei dar valor ao trabalho que tem sido desenvolvido por mim e por algumas pessoas da equipa WebTuga.

No entanto, não é acerca do WebTuga que eu quero falar, mas sim acerca dos projectos que nascem e morrem de um momento para o outro sem deixar rasto. Quando comecei a trabalhar no projecto WebTuga, lembro-me de existirem várias comunidades, vários sites e vários projectos e pessoas individuais e pequenos grupos. Alguns desses sites faziam parte das minhas visitas diárias, no entanto com o passar do tempo esses projectos morrem, alguns deles ainda existem, se bem que não têm manutenção à anos. Posso avançar que cerca de 90% dos sites que à dois anos tinham qualquer tipo de parceria ou amizade com o WebTuga, já não mais existem.

É uma triste realidade que infelizmente acontece ainda hoje. Vejo pequenos projectos, blogs, fóruns que passado um mês do seu lançamento, são deixados ao abandono ou simplesmente vendidos a outras pessoas que não sabem o que fazer com aquilo.

Na vossa opinião, qual é a principal razão que leva à “morte” destes projectos? Será que as pessoas se iludem por pensar que um projecto alcança o topo logo nos primeiros dias?

Deixo referência a alguns dos projectos aos quais me refiro: TucowsPT, FRevolution, Imagem do dia, Speedway Informática, entre outros…

Alojamento Web

Entrevista a Steve Jobs pelo NY Times

Depois da keynote de ontem, John Markoff e David Pogue tiveram a oportunidade de entrevistar Steve Jobs. O artigo mostra as opiniões de Steve acerca do Kindle, do Android e da saída de Bill Gates, além do MacBook Air e do Apple TV.

Resumindo um pouco o artigo, Steve Jobs diz que o MacBook Air teve cerca de 100 protótipos de design e que tanto ele como Jonathan Ive duvidavam que coubesse lá um computador. Para Steve, o Kindle é um gadget morto à nascença porque as pessoas já não lêem. Steve mostra também as suas dúvidas sobre o sucesso do Android, afirmando que este SO apenas prejudicará o Google.

No artigo ainda é falada a posição de Steve Jobs sobre TV por Cabo no Apple TV, e diz ainda que Bill Gates será honrado pela sua contribuição para a informática.

Para ler o artigo completo, clique aqui.