Twitter e Facebook sofrem DDoS

Twitter Facebook

Durante algumas horas de ontem, as redes sociais Twitter, Facebook e Livejournal estiveram inacessíveis devido a um ataque DDoS (Distributed Denial of Service).

A situação foi estabilizada e esta a decorrer um processo de investigação com ajuda do Google para averiguar este ataque.

<ironic>Apesar do aparato, não existem dados que indiquem a morte súbita de nenhum dos utilizadores dos dois serviços.</ironic>

Alojamento Web

Como criar um blog – parte 1

Como criar um blog

Hoje em dia qualquer pessoa tem o seu blog pessoal, no entanto muitas pessoas apenas têm o seu blog num dos serviços gratuitos e estão limitados de certa forma e existem outros que querem ter um blog, mas não sabem como o fazer.

Neste artigo vou explicar quais os passos para iniciar um blog e levá-lo ao sucesso.

Quero mesmo um blog? Tenho tempo para ele?

Antes de criar um blog, é necessário saber se necessitamos mesmo de um blog e se vamos ter tempo para o actualizar.

Muitas das vezes as pessoas criam um blog, mas este nunca é mais actualizado, talvez devido à falta de tempo, ou devido à perca de interesse por não ter comentários ou visitas.

No entanto, não espere que as visitas lhe vão cair do céu, é necessário esperar.

Portanto certifique-se de que está preparado para começar um blog e tem tempo para o levar em frente.

Qual o tema do blog?

Se vai criar um blog pessoal, deve avançar para o próximo tópico. Na realidade. a maioria dos blogs de hoje não são pessoais, acabando por falarem sobre algum tema, como o WebTuga que fala um pouco de tudo, o Tugatrónica que fala sobre gadgets e electrónica, o AppleTuga que fala sobre as novidades da Apple, o Boorlix que cobre a Web 2.0, entre outros.

Se vai criar um blog, necessita de definir bem a sua temática, só assim poderá orientar-se no que vai escrever.

Escolher nome do blog

Agora que escolheu o tema, deverá escolher o nome para o seu blog.

Se vai ser um blog pessoal, deverá escolher algo que identifique a sua pessoa, como o seu nome, uma alcunha ou um nick utilizado na Internet, ou poderá escolher um nome aleatório e que seja engraçado.

Se por outro lado, o seu blog vai ser temático, deverá procurar um nome que contenha as palavras chave no seu conteúdo, podendo misturar nomes em línguas diferentes, mas que faça com que a pessoa saiba a temática do seu site, mesmo antes de entrar nele.

Por exemplo, alguém que ouça falar no AppleTuga, vai sempre associar a um site acerca da Apple, ou MobileTuga, vai associar a telemóveis ou gadgets móveis ou o GameTuga e o TugaSport que sugerem jogos e desporto.

Escolha sempre um nome que atraia ao publico alvo, isso fará com que o publico alvo reconheça o seu blog.

Escolher plataforma do blog

Deduzindo que já tem um tema e um nome para o seu blog, está na hora de entrar em acção e procurar a sua ferramenta para blogging.

Apesar de existirem várias plataformas self-hosted para a criação de blogs, a minha sugestão recai sobre o WordPress, visto ser opensource, gratuita e existirem centenas de recursos gratuitos para a mesma.

No entanto, poderá sempre optar por Movable Type, Expression Engine, LiveJournal, LifeType, b2evolution, NucleusCMS, entre muitas outras.

Escolher domínio para o blog

Este é um passo importantíssimo na criação de um blog ou de qualquer tipo de site.

O endereço deverá ser o mais curto possível, no entanto deverá ter ou o nome do site na sua constituição, ou então uma palavra chave que suscite a atenção ao publico alvo.

Quanto ao sufixo do domínio, se deseja apenas atingir atenção para a população de utilizadores de Internet de apenas um país, deverá procurar um domínio local, como por exemplo o .com.pt ou o .pt para os Portugueses ou o .com.br ou .br para os Brasileiros. Caso contrário, se deseja que o seu site atinja todos os utilizadores da Internet, deverá procurar um domínio que seja reconhecido internacionalmente, como por exemplo o .com, o .net, o .org entre outros exemplos.

Escolher alojamento para o blog

Este é um passo bastante importante na criação de um blog. Convém saber bem a quem vai confiar o alojamento do seu site, pois existem por aí o que se pode chamar mesmo de “Empresa na hora”. O que quero com isto dizer, é que existem auto-denominadas Service Providers que nem sequer 1 mês de idade completam, acabando em poucos dias.

Existem também aquelas empresas que lhe oferecem 1000GBs e 1TB de espaço, com batata frita e arroz solto a acompanhar… Será que há alguém que acredite que lhe vão “dar” 2 discos de 500GBs por mês, por uns meros dólares/euros?

Estas empresas baseiam-se no overselling e muitas das vezes arranjam desculpas descabidas para terminar-lhe o serviço.

Antes de se decidir por uma empresa de alojamento, deverá procurar feedback de outros clientes alojados na mesma, procurar saber onde estão localizados os servidores e verificar se esta faz backups, para não haver problemas de perca de dados.

Verifique os planos que temos para lhe oferecer no WebTuga Hosting, com servidor em DataCenter Nacional, Backups diários para um segundo disco e ainda para um servidor remoto e com um suporte rápido e experiente.

Instalar o blog (WordPress)

Deduzindo que escolheu a minha sugestão e quer o WordPress como a sua plataforma de blogging, sugiro-lhe a verificar o meu tutorial de “como instalar o wordpress“.

A instalação é bastante fácil e pouco demorada, pelo que deve ter um blog simples em poucos minutos.

Esta é a primeira parte de muitas deste artigo. Em breve irei completar este artigo com informações relativas a como escolher o theme para o seu blog, quais os plug-ins necessários, como optimizar o seu blog para os motores de busca e ainda como e onde divulgar o seu blog.

Deixo aqui também algumas dicas adicionais que o vão ajudar a aumentar a sua motivação para continuar com o seu blog.

Uma das coisas que aprendi no mundo do blogging é que não devo escrever só por escrever, ou seja, não devo escrever por obrigação, mas sim por gosto.

Outra situação que normalmente levaria à desmotivação a várias pessoas, é o facto de não ter visitas ou comentários. Quando isso acontece, não deve desistir do seu blog, porque não é o facto de não ter comentários, que prove que as pessoas não leiam o seu blog.

Nunca desista!

Veja a primeira parte do tutorial: Como criar um blog – parte 2
Alojamento Web

YeahReader: o melhor amigo do blogger

Qual a prática habitual de quem tem um blog? Ler outros blogs e publicar posts no seu blog. Para isso, qualquer blogger costuma utilizar uma aplicação ou serviço para ler as suas subscrições, e uma aplicação ou serviço para publicar os posts.

YeahReader é um programa para Windows que combina as subscrições e a publicação de posts num só local. O utilizador pode ler as feeds em RSS, RDF e Atom, é notificado da chegada de novos itens e pode configurar a frequência de actualização.

Enquanto lê as feeds, o utilizador pode publicar posts no seu blog. Os tipos de blog suportados são o LiveJournal, WordPress.com, Blogger.com, WordPress alojado pelo utilizador ou qualquer sistema de blog que suporte a MetaWeblog API.

A junção desta duas funcionalidades, leitor de feeds e cliente de blogging, fazem do YeahReader o melhor amigo de qualquer blogger hardcore – e mesmo dos copinhos de leite.

YeahReader, via appscout.com

Alojamento Web

Avot Media – vídeos no telemóvel

Até à bem pouco tempo, ver vídeos através da Internet era bastante complicado devido ao seu formato, ao tamanho do vídeo e às velocidades ( em Portugal pelo menos, as velocidades eram bastante baixas).

No entanto começaram a aparecer na Internet vários sites que faziam o loading dos vídeos através de um reprodutor Flash que carrega os vídeos em formato FLV ( Flash Video ) e reproduz o vídeo à medida que este é descarregado, fazendo uma espécie de streaming do vídeo.

Isto não só possibilitou a visualização dos vídeos mais rapidamente, como também permitiu que vários serviços alojassem vídeos em massa gastando menos tráfego de transferência de dados.

Com a rapidez evolução das tecnologias, o YouTube conseguiu aumentar rapidamente as suas visitas, sendo hoje em dia um dos sites mais visitados na Internet.

Devemos ter em conta também que o Youtube fora criado em Fevereiro de 2006, altura em que já o WebTuga existia e, em tão pouco tempo conseguiu tal proeza.

Nesse mesmo ano, o YouTube chegou aos ouvidos do Grande Google, que o acabaria por comprar. Foi um dos maiores investimentos da história na Internet, cerca de 1,65 biliões de dólares em 13 de Novembro de 2006.

Todas estas tecnologias estão agora acessíveis através de qualquer dispositivo que tenha browser com suporte a adobe flash player. Logo qualquer consola, telemóvel, PDA podem ser usados para ver filmes através da Internet.

Para facilitar este acesso, a Avot Media, Inc. apresenta-nos um serviço extremamente útil. O Avot mV ( ainda em versão beta ) é uma solução que nos permite ver o que quisermos através do telemóvel.

Avot mV oferecer uma experiência esplendorosa que nos permite pesquisar e reproduzir vídeos directamente dos vários sites de partilha de vídeos, como é o caso do YouTube, do Google Videos, o Revver, Blip.tv, etc.

Esta aplicação permite ainda ao utilizador agregar canais de vídeos dentro desses sites e explorar entre milhões e milhões de vídeos.

É ainda possível organizar listas de reprodução ( playlists ) usando o Avot mV, tornando o seu telemóvel numa mesa virtual de mistura.

Este serviço é totalmente gratuito, só paga o que está marcado na sua operadora pelo acesso à Internet Móvel.

É recomendável uma ligação rápida, de preferência Wi-Fi que permite uma visualização dos vídeos rápida e sem paragens.

Para usar o serviço têm três hipóteses:

– Entrar no site m.avotmedia.com através do browser do seu telemóvel e fazer download do software cliente.

– Fazer download do software cliente pelo seu computador e posteriormente instalar no seu telemóvel.

– Fazer download do executável que lhe permitirá navegar no site através do seu computador.

Homepage: Avot Media
Homepage:
Avot Mobile Site
Blog: Avot Blog

Alojamento Web

AdiumX 1.0 – Mensageiro com estilo…

Demorou ano e meio, mas finalmente chegou. A versão 1.0 do Adium, o popular cliente de chat para Mac, vem com mais de 600 correcções e melhoramentos, um novo interface padrão e um instalador. Mas, para poderem usufruir desta nova versão, têm que ter, pelo menos, o MacOSX 10.3.9.

O Adium suporta os serviços de chat MSN Messenger, ICQ, AIM, Yahoo Messenger, Bounjur, GaduGadu, LiveJournal, Novel Groupwise, QQ e Lotus Sametime. Algumas das funcionalidades deste programa são a encriptação de mensagens, janela de conversação com separadores para cada chat, transferência de ficheiros e conversação de voz e vídeo.

Esta versão traz um update do Growl e tem pequenos scripts disponíveis para o utilizador.

Download: AdiumX 1.0

Homepage: Adium Homepage

Alojamento Web

Abram alas para o Adium 1.0!

Demorou ano e meio, mas finalmente chegou.

A versão 1.0 do Adium, o popular cliente de chat para Mac, vem com mais de 600 correcções e melhoramentos, um novo interface padrão e um instalador.

Mas, para poderem usufruir desta nova versão, têem que ter, pelo menos, o MacOSX 10.3.9. O Adium suporta os serviços de chat MSN Messenger, ICQ, AIM, Yahoo Messenger, Bounjur, GaduGadu, LiveJournal, Novel Groupwise, QQ e Lotus Sametime.

Algumas das funcionalidades deste programa são a encriptação de mensagens, janela de conversação com separadores para cada chat, transferência de ficheiros e conversação de voz e vídeo.

Download