Qual o cliente Twitter que usas?

Twitterific

Já todos sabemos que o Twitter veio para ficar e já existem por aí alguns viciados. Até já se diz que se o Twitter acabar, será necessário criar clínicas de desintoxicação (@pedroaniceto).

O que provavelmente fez com que o Twitter tivesse mais sucesso em relação ao Jaiku e a outros sistemas de microblogging foi provavelmente a sua API disponibilizada desde cedo com bastantes opções, o que permitiu aos web developers e restantes, desenvolverem pequenas aplicações que permitam interagir com o Twitter.

Hoje em dia são centenas as web apps que utilizam a API do Twitter e existem também centenas de clientes Twitter.

Como existe tanta variedade de escolha, torna-se difícil alguém escolher o cliente Twitter acertado e é por isso que vos peço que partilhem o ou os clientes de Twitter que utilizam e as razões que vos levam a escolher.

Tenho utilizado o Twitterrific em macOSx e não penso que encontre melhor cliente para Twitter, apesar de lhe faltar a integração com o TwitPic.

Partilhem as vossas experiências com clientes Twitters e já agora, partilhem aqui o vosso perfil no Twitter com os restantes twitterólicos, e já agora não se esqueçam de seguir o @webtuga pelo twitter.

@cenourinha

Alojamento Web

Twittmore v1.0 – Twitter sem limites de escrita

TwittMore

Twittmore – *Free the Twitter*

Como já todos sabemos o Twitter é uma dos sistemas de microblogging mais utilizado nos dias que decorrem, deitando por terra o tumblr, jaiku e outros sites do género.

No entanto, por vezes um sistema de microblogging está limitado a 140 caracteres devido às SMS, o que pode limitar  a escrita.

Pois bem, como o @tiagotex estava sempre a colocar (cont) no final dos seus tweets, o @Caneco decidiu criar uma aplicação web que permita enviar mensagens até 1400 caracteres automaticamente, sem ter que adicionar sempre (cont) no final de cada mensagem.

É assim que nasce o Twittmore das mãos do Caneco ( sim, o gajo do Flashfolio ), uma aplicação web para twitters que têm a mania que o Twitter é um blog e não um microblog.

PS: Sem a ajuda do @cenourinha, isto não saia do bloco de notas… 😛

Alojamento Web

Sweetter 2.0 – Sistema de blogging gratuito

Com a chegada do Twitter à Internet, introduziu-se também um novo conceito de microblogging.

O Twitter, com milhares de utilizadores, tem tido um tremendo sucesso muito devido também ao número de aplicações que usam a sua API.

Para aqueles que andam atrás de um sistema de microblogging para instalar no seu site ou no servidor da empresa para partilhar as suas actividades, os seus sentimentos, etc, existe o Sweetter.

O Sweetter é um serviço de microblogging gratuito escrito em Python que lhe permite não só "microblogar" como também escrever as suas listas to-do, votar nos "microposts" dos outros utilizadores e ter um Karma conforme o seu número de votos, positivos ou negativos.

Para além disso o Sweetter tem também a possibilidade de escolher plug-ins que lhe permitirão enviar as suas mensagens para o seu Twitter ou Jaiku.

Visite já o site e verifique com os seus próprios olhos. E para aqueles que pensam que podem comprar o Sweetter, leiam esta página.

Alojamento Web

Triplo Expresso – Novo podcast em Português

Triplo Expresso

É com imenso prazer que vejo um novo projecto de podcasting nacional a nascer.

Trata-se do Triplo Expresso, que pela voz de 3 bloggers portugueses, David Rodrigues, Phil e a Maria João Valente, nos vai trazer várias discussões acerca de computadores, internet e cybercultura.

O primeiro episódio do podcast já está disponível e tem o nome de "episódio 0 – blogues!", onde os três colegas falam desde os bloggers mais polémicos, à nova moda do microblogging ( != blogging num teclado pequeno ).

Acedam ao blog do projecto e subscrevam o podcast, podem ter a certeza que valerá a pena.

Alojamento Web

TwitterFox – Tweets a partir do Firefox

O cada vez mais popular Twitter pode ser acedido e utilizado de uma miríade de formas. Podem ser enviadas mensagens a partir da linha de comandos, de uma quantidade bastante grande de aplicações para o desktop, de redes de chat, de vários websites (netvibes é um exemplo) e até do browser.

Um browser com várias ferramentas que permitem aceder ao Twitter, sem ter que visitar o Twitter.com ou um site que interaja com este serviço, é o Firefox. Existem várias extensões para o integrar com este serviço de microblogging. Uma delas é a TwitterFox, uma pequena extensão que adiciona um ícone à barra de estado deste browser e notifica – pode utilizar um aviso sonoro – o utilizador das novas mensagens dos seus contactos.

Esta extensão faz mais que notificar; ela também permite enviar tweets. É compatível a última beta do Firefox 3.0 e vem em vários idiomas – infelizmente, o português, seja europeu ou brasileiro, não é um deles.

TwitterFox, via geekbargainbins.com

Alojamento Web

Cloudo – um Web OS de origem sueca

cloudo

Eu pensava que os Web OS (sistemas operativos online) já eram coisa do passado e que o microblogging era a nova moda da internet. Talvez até seja assim, mas o desenvolvimento do Web OS continuam.

O mais recente é de origem sueca e chama-se Cloudo. Este serviço, ao contrário de muitos outros do género, não utiliza Flash; em vez disso, utiliza Ajax em cima de PHP e MySQL.

Algumas das funcionalidades deste serviço são a sincronização automática entre os ficheiros guardados no computador e no Cloudo, partilha de ficheiros e a possibilidade de acesso a partir de um dispositivo móvel.

O Cloudo está em fase alpha e as inscrições estão fechadas. No entanto, os utilizadores podem inscrever-se para a fase beta, que deverá chegar dentro de pouco tempo.

Cloudo

Alojamento Web

Guarde as links que não pode ler agora com o Instapaper.com

Eu nunca gostei muito do chamado Social Bookmarking. A razão para este desgosto é simples: não gosto muito dos serviços sociais, onde quase tudo é partilhado por defeito.

Há uns tempos atrás, descobri o Ma.gnolia.com. O serviço é porreiro, mas só permite adicionar bookmarks e dar uma classificação aos favoritos. Mais que isso, só mesmo partilhar-mos a nossa lista de favoritos com os outros utilizadores.

Mas ontem descobri um serviço de bookmarking que é o que eu sempre quis: permite guardar links, marcá-las como lidas ou não lidas (isto é óptimo para guardarmos links para futura leitura) e apagá-los. Só isto.

Normalmente, para guardar as coisas que quero ler, adiciono-as à homepage do Firefox e depois só tenho que carregar no botão da página inicial (aquele ícone em forma de casa) para os ver. O problema é que, assim, abrem-se as links todas de uma vez. O resultado é o browser lento e uma eternidade a carregar os sites (costumo ter, em norma, 8 a 11 links a abrir em simultâneo – mas já tive quase 20).

Vocês nem imaginam o jeito que isto me dá! Felizmente, agora só tenho que visitar o instapaper.com e clicar nas links que adicionei, através de uma snipet no Firefox, ao serviço. Depois de lida uma link, vou novamente ao instapaper.com e clico no botão ao lado da link que diz “skip”; assim a link ficar marcada como lida, o que é óptimo para saber o que já vi. Se quiser, também posso apagar a link.

Como tudo, este serviço não é perfeito. Para criarmos conta, só precisamos de escolher o nome de utilizador e o registo está feito. O problema é que, assim, o serviço fica sem password e as links à vista de todos. Para acabar com estes dois problemas de uma vez, basta adicionar uma pass e está feito, algo que devia estar disponível aquando do registo. A falta de tags é outro dos pontos menos bons do serviço.

Este serviço foi criado pelo mesmo criador da plataforma de microblogging, Tumblr.com. Tal como o Tumblr, o Instapaper é muito simples e extremamente fácil de utilizar. Sem dúvida que o recomendo a todos os utilizadores.

Instapaper.com

Alojamento Web

Google comprou Jaiku

O serviço Jaiku permite aos utilizadores partilharem rapidamente aquilo que estão actualmente a fazer. Tornou-se uma espécie de MicroBlogging na Internet, onde em vez de escrevermos grandes textos, apenas escrevemos uma pequena frase que será partilhada com os outros membros através da Web, Instant Messengers e ainda SMS.

O Jaiku foi hoje adquirido pelo Google como nos informa o blog oficial do Jaiku. Pelo que é possível saber, a equipa do Jaiku irá trabalhar agora com o Google no âmbito de melhorar o serviço e bater a concorrência.

Os utilizadores actuais poderão utilizar o serviço normalmente, no entanto os registos serão desactivados temporariamente até que o Google integre o serviço com o seu Google ID.

Homepage: Jaiku