App Store: Potenciais Receitas e Preços

 

Uma pesquisa levada a cargo pela empresa Piper Jaffray concluiu que a maioria das aplicações disponibilizadas na App Store poderá ser gratuita.

Numa pesquisa levada a cargo junto de 20 programadores no final da keynote de Steve Jobs concluiu-se que 50% desses programadores iriam programar só para o OS X iPhone e os outros 50% para OS X iPhone e OS X Leopard.

Em relação aos preços, a pesquisa diz que a grande maioria das aplicações será disponibilizada a menos de 3$ e 70% das aplicações a custo zero.

15% das aplicações serão orientadas para empresas, 10% para entretenimento e outros 10% para jogos, sendo que 15% das aplicações deverão usar os serviços de localização do iPhone.

Este estudo indica ainda que 70% dos contactados programaram noutras plataformas e que 70% das suas aplicações apenas estarão disponíveis no iPhone.

Por outro lado, pessoas próximas dos gestores da App Store avançam com uma data para a abertura da mesma, e preços escalonados, ao invés de totalmente livres.

A App Store deverá abrir no dia 11 de Julho, data de lançamento do iPhone 3G, com o limite de tamanho de aplicação de 2GB. As aplicações deverão ser submetidas através de uma interface Web no site da Apple.

O preço deverá ser escalonado, podendo o programador escolher o preço entre os definidos pela Apple, até 999$.

Entretanto, a mesma empresa que fez o estudo com os programadores calculou que a App Store pode tornar-se num negócio de 1,2 mil milhões de dólares em 2009.

Estes cálculos são feitos com base nas estimativas de iPhones vendidos em todo o mundo até ao fim de 2009 e com estimativas de uso da App Store, calculados pelo uso de outros serviços oferecidos pelo iPhone.

 

Alojamento Web

iTunes Venderá Filmes dos Grandes Estúdios?

Segundo o Hollywood Reporter, espera-se que a Apple anuncie na Quinta-Feira (não explicita se hoje se para a semana) que chegou a acordo com a maioria dos grandes estúdios para vender filmes no iTunes, disponíveis no mesmo dia que em DVD.

O novo acordo envolveria Fox, Walt Disney, Paramount, Universal, Warner Bros, Sony Pictures, Lionsgate e New Line, e permitirá à Apple vender (não alugar) filmes de todas estas editoras no mesmo dia em que saíssem em DVD. É afirmado que a MGM não participa neste acordo.

O sucesso da Disney, que vendeu (até Março) 4 milhões de filmes via iTunes, poderá ter impulsionado os outros estúdios a fazer este acordo com a Apple, que pode levar, inclusive, a uma canibalização das vendas em DVD.

Este acordo criaria pressão nos concorrentes do iTunes (como o Amazon Unbox e o Microsoft XBox Live Marketplace), podendo fazer da Apple um líder dominante no mercado digital de filmes, tal como é no de músicas.

Relativamente a preços, é avançado que estes poderão atingir os 15$, tal como já acontece com os da Disney, que são vendidos a 15$ para títulos novos e 10$ para títulos antigos.

O anúncio era esperado para o início desta semana, talvez no dia em que o iTunes fez os seus 5 anos.