MicroSoft CodePlex

CodePlexA Microsoft está disposta a apostar em software OpenSource, apesar do seu sistema operativo e da maioria do seu software não o ser.

Em primeiro lugar existe a possibilidade do Internet Explorer vir a tornar-se OpenSource, o que talvez não seria totalmente uma má ideia.

Para reforçar o apoio à comunidade OpenSource de programadores que desenvolvem para a plataforma Windows, a Microsoft apresenta o CodePlex.

O CodePlex é um repositório de software opensource, tal como o SourceForge, mas que se limite a software desenvolvido para plataformas da Microsoft.

Alojamento Web

Assista a vídeos do Youtube no Vista Media Center

Yougle é um plugin para o Vista Media Center que permite aos utilizadores a visualização de vídeos do Youtube e imagens do Flickr, e até ouvir músicas do Yahoo! Music.

A mais recente versão do plugin, versão 0.4.0, o meu foi redesenhado; é possível ver os vídeos do Youtube e afins com o próprio Flash, mesmo num sistema de 64bit; podem ser realizadas pesquisas multiplas em simultâneo; o sistema de controlo parental foi melhorado; e já é possível ver conteúdos para adultos.

O Yougle ainda está em fase beta, por isso não estranhem se ele não funcionar tão bem quanto devia.

bullet Download

Alojamento Web

Utilizar o iPhone e o iPod Touch no Ubuntu

Se adquiriram um iPhone ou iPod Touch e gostavam de o poder utilizar com o Ubuntu, leiam atentamente este guia disponível na Wiki oficial desta distribuição, onde são explicados todos os passos necessários para utilizar estes gadgets com o Ubuntu 7.10.

Alojamento Web

Criador do Slashdot critica os sites comunitários de notícias

Rob Malda, o criador do famoso site de notícias tecnológicas e científicas Slashdot, deu uma entrevista interessante ao jornal New York Times, onde critica as chamadas notícias comunitárias e os métodos de funcionamento utilizados por sites como o Digg.

Robert, mais conhecido como CmdrTack, foi muito contundente nas suas críticas, afirmando que a maioria deste tipo de sites está sujeita às vontades de uma pequena minoria de utilizadores que funciona quase como uma máfia. O Digg foi dado como exemplo.

"A lot of these community news sites are all about Ron Paul. Ron Paul may be a valid candidate. But what that is really demonstrating is that you are seeing 1 or 2 percent of a community shaping where the whole community is going. A small dedicated group of people can manipulate these sites very easily.”

CmdrTaco fala ainda do método "tradicional" de moderação empregado no Slashdot, agora propriedade da Sourceforge Inc e deixa sugestões para Digg e companhia.

Entrevista

Alojamento Web

Nokia actualiza sistema operativo do N800

A Nokia já tem disponível, para download, uma actualização do sistema operativo do seu ultra-smartphone N800: o OS2008.

No OS2008, o Opera foi substituído por um browser baseado no Firefox, a versão 9 do Flash foi incluída, bem como um software para ouvir rádios AM/FM, o interface foi actualizado e o Pidgin 2.3.1 foi incluído. Mais informações sobre o OS2008 aqui.

As instruções para a sua instalação a partir de GNU/Linux pode ser lidas aqui. Se desejarem instalar o OS2008 a partir de Windows, as instruções podem ser lidas aqui.

Alojamento Web

Entrevista a Flávio Moringa e Paulo Trezentos, da Caixa Mágica

Logo da Caixa Mágica

Caixa Mágica, uma das distribuições portuguesa de GNU/Linux, lançou recentemente a primeira beta da versão 12. Esta nova versão é marcada por uma mudança de base da distribuição para a Mandriva 2008, deixando para trás o Suse.

Quem ainda não conhece esta distribuição, não sabe o que está a perder. Eu já tive oportunidade de testar a primeira beta da nova versão e posso dizer-vos que os utilizadores da Caixa Mágica, ao contrário dos utilizadores de um certo sistema proprietário, têm razões mais que suficientes para dizer "WOW".

Como se tem falado muito do GNU/Linux como sistema para o desktop e aproveitando o lançamento da primeira beta da Caixa Mágica, o Webtuga tentou fazer uma pequena entrevista com os responsáveis deste projecto. Paulo Trezentos e Flávio Moringa acederam gentilmente ao nosso pedido.

Webtuga: Na nova versão da Caixa Mágica, a versão 12, o projecto decidiu adoptar a Mandriva como base. Quais foram as razões para esta mudança e que podem os utilizadores esperar dela?

Flávio Moringa: Tal como indicado em http://contribsoft.caixamagica.pt/trac/wiki/LetterToTheCommunity, as razões não tiveram como base aspectos meramente técnicos, mas principalmente de ordem estratégica. A associação à Mandriva permite-nos ter uma colaboração mais estreita em todo o processo de desenvolvimento da distribuição, devido ao facto de toda a "máquina" Mandriva não ter o peso na Novell/SUSE (a base anterior da Caixa Mágica) e facilitando assim a troca de experiências de uma forma muito mais simplificada. Isto aliado ao facto de estarmos inserido num projecto europeu no qual somos parceiros (ou seja o gelo já estava quebrado a nível de contactos), e considerando que a Mandriva é reconhecidamente umas das distribuições mais amigáveis de usar levou a esta tomada de decisão. Conseguimos assim colaborar de forma a trazer aos nossos utilizadores o melhor que o mundo do Linux tem para oferecer, ou seja, a facilidade de utilização da Mandriva, aliada ao "know how" que possuímos do mercado português e das necessidades especificas que ele possui.

Webtuga: Se um utilizador pretender instalar a Caixa Mágica no seu computador, pode fazer o download gratuito do site do projecto, mas também pode adquirir o sistema operativo. Quais as vantagens da aquisição da Caixa Mágica sobre o download?

Flávio Moringa: A grande vantagem são os serviços associados. O software é livre e quem quiser pode instalá-lo onde entender e como entender, mas o pacote, além do software, integra um conjunto de serviços que pode fazer a diferença para muita gente, nomeadamente:
   – Suporte telefónico de 30 minutos de apoio à instalação;
   – Suporte por e-mail durante 6 meses;
   – Desconto em formação Caixa Mágica;
   – Manual impresso;
   – DVD’s em versões de 32 e 64 bits;
Este tipo de serviços não estão incluídos em sistemas operativos proprietários, e mesmo a nível de distribuições Linux, as restantes à venda em Portugal não possuem centros de apoio cá, o que torna o acesso ao suporte bem mais complicado.
Com estes serviços incluídos é possível assim garantir a empresas ou particulares que se sintam menos à vontade para instalar este novo sistema, que caso surjam dificuldades, existe alguém que os pode ajudar rapidamente a ultrapassá-las.

Webtuga: Este tem sido um tópico muito debatido, por isso não posso deixar de fazer a seguinte pergunta: Consideram o Linux um sistema operativo tão bom ou superior aos sistemas proprietários no desktop?

Flávio Moringa: Como em tudo na vida, depende sempre do uso pretendido. Se me disser que o Sistema Operativo actual que usa serve para ler e escrever documentos office, navegar na internet, ler e enviar correio electrónico, imprimir e digitalizar documentos, ver filmes e ouvir música, então a minha resposta é que um sistema GNU/Linux é claramente superior e está neste momento a deitar dinheiro à rua se investir em qualquer outro sistema. E isto sem precisar de estar minimamente familiarizado com o sistema. Se além do que referi, precisa de ter alguma tipo de ligação a redes com áreas e utilizadores partilhados, sistemas de correio electrónico especiais (ex: exchange server) então muito provavelmente um sistema GNU/Linux continua a ser uma excelente alternativa, mas já pode precisar de apoio técnico para algumas configurações. Finalmente, se possui alguma aplicação que funciona exclusivamente num Sistema Operativo Proprietário, se possui algum hardware que não tenha suporte em Linux ou usar o seu computador para jogar jogos de última geração, então nesse caso poderá ser complicado, mas não impossível, usar uma distribuição de GNU/Linux. Mas como referi inicialmente, cada um destes casos depende sempre vários factores que só o utilizador pode indicar. Posso, no entanto, afirmar categoricamente que em 90% dos casos de utilização de um computador numa empresa, um sistema GNU/Linux supera a nível de funcionalidades, segurança e performance qualquer sistema proprietário.

Webtuga: Como classificam o panorama do software livre e a adopção de sistemas livres em Portugal?

Flávio Moringa: Ainda somos um país muito agarrado aos sistemas proprietários, mas é notório que uma grande mudança está a começar a acontecer. Em primeiro lugar temos o Estado, que está cada vez mais a perceber as enormes vantagens da utilização do software livre, como podemos observar pelo Linius (O Linux do Ministério da Justiça), pela utilização, nas escolas, de portais livre como o moodle, pela lançamento em simultâneo da aplicação de acesso ao futuro cartão do cidadão para as três principais plataformas (Linux, Windows e MAC), entre outros como se pode ver em http://www.softwarelivre.gov.pt/boas_praticas/, e ainda pela organização de eventos sobre esta temática como por exemplo o evento Software livre na Administração Pública que mostrou o que de melhor se faz no Estado português nesta área. Temos depois várias empresas a apostar em usar software livre como principal ferramenta de desenvolvimento, como o portal Sapo do grupo PT e a UZO da TMN. E temos cada vez mais empresas a dar apoio de consultoria e outsourcing nas áreas do software livre, como a Caixa Mágica, a DRI, a Ângulo Sólido, etc.
Com todos estes grandes "players" no mercado parece-me ser só uma questão de tempo até que os utilizadores individuais, e as pequenas empresas se apercebam das vantagens que têm em passar a usar software livre no seu dia a dia. Esta é a principal batalha que se trava agora, conseguir mudar as mentalidades das pessoas para que se apercebam que o mundo já não é só um Sistema Operativo, mas que existem alternativas melhores, mais baratas, mais fiáveis e acima de tudo que não restringem em nada a forma como cada pessoa pode tirar partido desse sistema.

Webtuga: Quais as perspectivas de futuro para a Caixa Mágica?

Paulo Trezentos: A Caixa Mágica aposta num crescimento sustentado, afirmado-se como um dos pricipais especialistas Open Source em Portugal. Até 2010 apostamos em crescer em Portugal, fornecendo Linux às grandes organizações com ganhos económicos e de robustez. Para isso, contamos com desenvolvimento interno e aposta em Investigação e Desenvolvimento.
Outra área que pretendemos continuar a liderar é no desenvolvimento Open Source em linguagens como PHP, Perl e Python em projectos para grandes clientes.
Sabemos que atingir estes objectivos ambiciosos só é possível com recurso a uma equipa motivada e altamente qualificada. É por isso que continuaremos a aposta em recrutar os melhores.

O Webtuga agradece a disponibilidade para responder a estas questões e faz votos de muito sucesso para o projecto Caixa Mágica e todos os envolvidos nele.

Alojamento Web

Microsoft lança rival do Google Apps for Your Domain

A Microsoft lançou um serviço semelhante ao Google Apps for Your Doman, Windows Live Community Builder, direccionado para empresas e organizações não lucrativas.

Este novo serviço da Microsoft é uma versão mais "empresarial" do Windows Live com, para além das aplicações web que o Windows Live possui, registo de domínios web.

Quanto ao custo deste serviço, ainda não se sabe de nada.

{via Lifehacker}

Alojamento Web

Lista de jogos para Linux

Uma das coisas que os recém-chegados a GNU/Linux perguntam é: e jogos para isto, pah? Nós vamos responder a esta pergunta com alguma sugestões interessantes para os utilizadores.

Alguns dos muitos jogos que existem para GNU/Linux com gráficos 3D ou 2D todos bonitinhos são o Tremulous (do género do Quake), o Gridwars (tipo Asteroids, mas mais à frente), VDrift (um jogo de carros igual a tantos outros), World of Padman (não se deixem enganar pelos bonecos, porque este jogo é muito violento), Glest (jogo de estratégia), Wormux (um clone do Worms) ou o Flight Gear (simulador de voo). Qualquer um destes jogos é garantia de muitas horas passadas em frente ao computador.

Mas há muitos mais jogos para GNU/Linux. Um dos locais que podem pesquisar é a Wiki do Ubuntu, que tem uma lista de jogos muito grande (alguns já mencionados acima). Um outro local é o Ubuntu Games, um site dedicado a fornecer pacotes de instalação de jogos para o Ubuntu. Outros locais com menção a jogos que poderão visitar são o Linuxgames, TechGage, Games for Linux ou The Linux Gamers’ Game List.

Esta é apenas uma pequena mostra dos jogos disponíveis para GNU/Linux. Há muitos mais, mas queremos que nos digam quais. Partilhem connosco os vossos jogos favoritos que não foram mencionados nesta lista. Se houver boa participação, fica prometido um novo artigo sobre jogos.

Boas "tuxadas"!

Alojamento Web

Microsoft anuncia planos para Windows Live Messenger

A Microsoft anunciou, no Georgia Institute of Technology, os planos para o Windows Live Messenger 9 e para a criação de uma API para o programa.

A comunicação com outras redes de chat, como a GTalk ou a ICQ, é um dos planos para o Windows Live Messenger. A integração de vários serviços externos na aplicação é outra das metas, assim como o lançamento de uma nova versão do programa para Mac OS X.

Para haver esta integração de serviços externos no WLM9, a Microsoft irá disponibilizar uma API, que também permitirá a implementação completa da rede MSN noutras aplicações de IM. A API será disponibilizada aquando do lançamento do Windows Live Messenger.

Tanto o Windows Live Messenger 9, como a API, serão apenas lançados entre o final de 2008 e o início de 2009. Antes dessa data será apresentada uma "developer preview" da API em Março do próximo ano.

{Fontes: Mashable.com && WinSuperSite}

Alojamento Web

Caixa Mágica 12 vai ser baseada na Mandriva

O projecto português Caixa Mágica decidiu abandonar a sua actual base, o Suse, na próxima versão da distribuição, em detrimento da Mandriva. O objectivo do projecto é tornar-se uma das 30 distribuições de GNU/Linux mais usadas em 2010.

As razões para esta mudança são a forte presença da Mandriva no Brasil – mercado que a Caixa Mágica pretende conquistar -, o facto de ser a única distribuição popular com sede na Europa e porque é um parceiro em vários projectos.

Apesar de usar a base da Mandriva, a Caixa Mágica será um projecto autónomo, ainda que em sintonia com a sua parceira. A Caixa Mágica 12 não será uma cópia da Mandriva, será uma distribuição com algumas semelhanças, características muito próprias e ainda mais amigável.

{Comunicado oficial}