Microsoft Suportará ODF com o SP2 do Office 2007

Office 2007 Save Dialog Box

A Microsoft anunciou hoje que com o Service Pack 2 do Office 2007 a sua suite de Office suportará a leitura e escrita de ficheiros no formato ODF 1.1, formato que é usado pelo OpenOffice.org e é um standart ISO.

Além do ODF, este SP2 permitirá gravar, sem qualquer plugin, em XPS (XML Paper Specification) e PDF (Portable Document Format).

Além dos novos formatos, o Office 2007 permitirá definir como default o ODF para gravação de ficheiros, ao invés do OOXML.

Apesar do anúncio hoje efectuado, a Microsoft continuará a dar suporte ao projecto alojado no SourceForge.net que “traduz” de OOXML para ODF.

Com o crescimento do mercado chinês, a Microsoft também quer suportar o UOF (Uniform Office Format), formato utilizado pelo governo chinês.

No entanto, este SP2 apenas deverá surgir no início de 2009. Se não quer esperar, porque não usar o OpenOffice.org?

Alojamento Web

WordPress 2.6 – O que esperar de…

O lançamento do WordPress 2.5 trouxe bastantes novidades, tanto a nível de funcionalidades, como no aspecto da área de administração.

Agora espera-se pelo 2.6, que pelos vistos vai trazer grandes novidades como o suporte ao Google Gears, que permitirá escrever um post enquanto estiver offline e posteriormente publicar online no seu blog, a possibilidade de mover o ficheiro de configuração ( wp-config.php ) para uma directoria de um nível inferior e o regresso do WordPress Bookmarklet com opções adicionais para sites como o YouTube, etc.

Para além disso o editor WYSIWYG irá ter um "Post Word Count" que lhe permitirá saber o número de palavras existentes no post ( Para quem escreve Reviews pagas? ) e ainda poderá vir a ser implementado um sistema para rever os posts, ao estilo da Wiki.

Nesta versão, aqueles que não têm gravatar, poderão escolher uma imagem opcional, que terá o nome de Identicon.

Alojamento Web

O que é o wget?

O que é o Wget

Para quem nunca ouviu falar e não sabe para que serve, o wget é uma ferramenta para a linha de comandos que permite efectuar o download de ficheiros ou páginas web através dos protocolos FTP, HTTP e HTTPS, recorrendo a várias opções.

Para além disso, o wget não tem um interface interactivo, correndo totalmente na consola, o que permite a possibilidade de o executar em background, sem a necessidade de existir um utilizador logado para que o programa efectue as suas operações.

O wget permite fazer o download total de páginas web em HTML e XHTML, reconstruindo a estrutura base das mesmas e respeitando a informação que lhe é fornecida pelo robots.txt.

Neste artigo vou exemplificar algumas das opções de transferência que o wget permite e que são, a meu ver, bastante úteis.

Continuar um download

Se necessitar de parar uma transferência e pretender continuar novamente mais tarde, deverá usar a opção -c:

wget https://www.webtuga.com/download -c

Traffic shaping / Limitar a velocidade de transferência

Para aquelas pessoas que têm uma ligação à Internet lenta ou de pouca capacidade, esta é a melhor opção para usar o wget sem perturbar as restantes ligações à Internet. Tudo o que necessita é de usar a opção –limit-rate para limitar a velocidade a que a transferência vai ser realizada.

wget https://www.webtuga.com/download –limit-rate=20k

Deixar o wget a continuar a trabalhar depois de sair da conexão SSH

Muitas das vezes necessitamos de efectuar transferências de ficheiros de um servidor para o outro, usando para tal o wget. No entanto, para não haver a necessidade de estarmos conectados ao servidor enquanto o download continua, podemos usar a opção -b ( background ):

wget -b https://www.webtuga.com/download

Guardar os registos ( logs ) num ficheiro

Esta opção é bastante útil, pois permite-nos depurar problemas ocorridos durante a transferência, verificando os registos criados num ficheiro externo.

wget https://www.webtuga.com/download -o $HOME/logstransferencia.txt

Para além destas opções existem muitas mais, que poderão ser encontradas mais detalhadamente no man wget.

Alojamento Web

CD Software Livre na Escola: 2.ª Edição disponível

A DGIDC/ECRIE, em parceria com a Sun Microsystems Portugal, disponibilizou a nova versão do CD "Software Livre na Escola". Neste CD, professores e alunos terão acesso a 24 aplicações livres, onde se incluem o OpenOffice, Pidgin, Firefox, GIMP, VLC, Blender, Modellus e JMOL.

Para além das aplicações, poderão descarregar os manuais das aplicações, também eles disponibilizados gratuitamente, e a capa e contracapa do CD.

O CD tem perto de 672 MB, por isso comecem já a descarregá-lo.

Alojamento Web

Google Docs – offline mode

Novas features do Google Docs

Pois é, agora é possível usar a folha de cálculo e criar apresentações offline no Google Docs.

E se pensam que as novidades ficavam por aqui, então estão bem enganados, pois isto é só o começo para aquecer.

Agora para além de poder alterar o HTML dos seus documentos, é possível ir ainda mais longe e alterar o CSS do ficheiro, o que lhe permite uma maior personalização do seu documento.

Imagine agora como seria se pudesse pegar num dos milhões de vídeos do YouTube e inserir-lo directamente na sua apresentação sem a necessidade de fazer download do vídeo ou converter para outro formato, pois bem, agora é possível com o Google Docs.

E se por algum motivo necessitar de ser lembrado para uma intervenção durante a sua conferência? Deixe apenas o Google Docs tratar disso…

Ora bem, são apenas 4 as novidades, mas a sua importância merece o maior aplauso à equipa por detrás do projecto. Mais uma vez vamos relembrar as 4 novidades:

1. Modo off-line para apresentações e folha de cálculo;
2. Possibilidade de editar o CSS ( antes apenas era possível alterar o HTML );
3. Adicionar vídeos do YouTube nas apresentações;
4. Adicionar notas de conferência nas apresentações.

Cada vez mais recorro a aplicações web para as actividades do meu dia a dia como blogger e cybernauta e felizmente o Google Docs tem sido uma grande ajuda no que toca a "blogar".

Do que está à espera? Clique aqui e teste já as novas funcionalidades do Google Docs.

Alojamento Web

MySql fecha acordo de 10 Milhões de dólares

MySql deal

A aplicação de criação de base de dados MySql fechou um acordo de 10 milhões de dólares segundo o Chief Executive Officer da Sun Microsystems Jonathan Schwartz.

Segundo Jonathan, as empresas começam a olhar para as vantagens do MySql e começam finalmente a apostar e a desenvolver aplicações com base de dados MySql com maior confiança.

O jornalista Matt Asay do jornal on-line Cnet, lança alguns palpites de qual terá sido a empresa a fechar este negócio, fazendo parte da lista a Cisco, o Google e o Yahoo.

Alojamento Web

ShutDown Day 2008

Já tínhamos aqui falado desta iniciativa o ano passado e este ano voltamos a falar pois é uma iniciativa que me intriga um pouco.

O ShutDown Day tem como objectivo seleccionar anualmente um dia em que não podemos tocar nos computadores, ou seja, temos de nos livrar destas pequenas pestes durante um dia inteiro, ficar totalmente off-line.

Será a nossa dependência às novas tecnologias assim tão forte que não nos permite afastar nem por um dia destas pequenas maravilhas que nos permitem obter novos conhecimentos?

Quanto a nós, a resposta é não, tal como o ano passado, pois se ficássemos 24 horas off-line, quem iria tratar do WebTuga?

E vocês, são dependentes destes pequenos gadgets? Vão conseguir ficar um dia sem os utilizar?

Site: Shutdown Day

Alojamento Web

Valve poderá lançar versão para GNU/Linux do jogo Half-Life 2 Orange Box

Um alegado representante/colaborador da Valve entrou no canal de IRC #ubuntu-offtopic de um qualquer servidor e informou os presentes que a empresa está à procura de programadores para portarem o jogo Half-Life 2 Orange Box para GNU/Linux.

Um anúncio feito desta forma deixa bastantes dúvidas, mas o endereço deixado pelo alegado representante/colaborador realmente liga a uma página do site da Valve, onde está uma oferta de emprego em que se pode ler o seguinte: "Port Windows-based games to the Linux platform."

É uma notícia bem-vinda, mas que poderá não ser tão boa quanto isso se a Valve mantiver o código do jogo fechado.

via Tuxvermelho

Alojamento Web

Microsoft Albany entra em beta

O Albany, o rival do Google Docs que a Microsoft está a desenvolver, entrou em beta privada. O anúncio foi feito pela empresa no seu site oficial.

O Albany é um serviço de subscrição que oferece aos utilizadores o Microsoft Office Home ou Student, o OneCare, o Microsoft Office Live Workspace e serviços Windows Live num único instalador.

Este seria um normal pacote de aplicações, não fosse a presença do Microsoft Office Live Workspace, que permite aos utilizadores guardar os seus documentos nos servidores da Microsoft.

Ao contrário do que a Microsoft diz em comunicado oficial, esta oferta aparece devido à entrada do Google Docs no sector empresarial e crescente popularidade no doméstico, e não devido ao desejo dos utilizadores.

O lançamento da versão final do Albany deverá ocorrer até ao final deste ano.

via Slashdot e eFluxMedia

Alojamento Web

Stream 19 – uma rede social portuguesa de desportos radicais

Sérgio Veiga, um jovem empreendedor português de 24 anos, criou uma rede social para amantes dos desportos radicais chamada Stream 19. O objectivo é reunir todos os praticantes e amantes deste tipo de desporto de todo o mundo.

A rede social já está a funcionar, por enquanto em fase beta. A apresentação oficial do Stream 19 será feita no Take Off, um evento que decorrerá hoje no Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra (DEIUC).

No Stream 19 é possível partilhar fotos e vídeos, divulgar eventos, promover marcas e todas aquelas funcionalidades que se esperam numa rede social. E ainda tem um interface bastante agradável, cuja navegação é feita através de separadores no próprio site.

O Stream 19 está disponível em português e inglês, mas mais idiomas deverão ser adicionados a curto/médio prazo. O interface é agradável e suporta separadores. Sejam ou não amantes e/ou praticantes de desportos radicais, dêem uma visita ao Stream 19.

Stream 19, via Diário Digital