Digsby – uma aplicação que uniformiza a comunicação

As mensagens instantâneas, quer se goste ou não, ainda são uma forma de comunicação e de perda de tempo muito usada. E como ninguém utiliza a mesma rede, existem alguns destes programas com suporte para várias redes em simultâneo, como o Pidgin ou o MirandaIM.

O email é outra forma de comunicação, pelo menos tão utilizada como as mensagens instantâneas: basta ver a quantidade de emails enviados sobre crianças que, em quatro anos, não cresceram um milímetro, tiveram mais de uma centena de nomes e mais de um milhar de doenças; e que as pessoas, por não saberem se é verdade ou não, por via das dúvidas enviam (ainda é mais estúpido do que parece).

Também as redes sociais servem como forma de comunicação, mas o seu grande uso é lazer – nem que seja adicionar completos desconhecidos como se não houvesse amanhã.

Para se ligarem às redes de chats, acederem ao vosso email e gerirem as vossas contas nas redes sociais, têm que utilizar três aplicações diferentes: cliente de mensagens instantâneas, cliente de email e browser. Poderão também utilizar apenas o browser, mas como ele é usado para ver uma miríade de sites, pode tornar-se difícil fazer as leituras diárias, acompanhar os emails e ainda ter umas conversas.

Para simplificar as comunicações, foi criado o Digsby. Esta aplicação multi-plataforma combina as mensagens instantâneas multi-protocolo com o email e as redes sociais, permitindo utilizar estas três formas de comunicação numa aplicação dedicada exclusivamente a elas. O programa suporta ainda temas, separadores para as conversas, popups de alerta, ordenação dos contactos, definição dos tipos de alerta desejados, sincronização entre computadores e ainda gere transferências de ficheiros.

De momento, o Digsby está apenas disponível para Windows. Os utilizadores de GNU/Linux e Mac OS X terão que esperar um pouco até uma versão para estes sistemas estar disponível (ou então tentam emular a aplicação).

Digsby, via Arstechnica.com

Alojamento Web

Btuga, FreeTuga, PTnext ou BTnext?

Btuga, FreeTuga, PTnext ou BTnext?

Como já deve ser do vosso conhecimento, o Btuga, um dos maiores sites de partilha de ficheiros através da tecnologia Bittorrent em Portugal, foi fechado pela ASAE.

Poucas semanas depois deste acontecimento, foi criado um fórum de seu nome FreeTuga, que vem substituir o Btuga.info, onde toda a comunidade btuga se volta a reunir e começa a renascer novamente um projecto do mesmo género.

No passado dia 16 de Setembro, nesse mesmo fórum, um membro acaba por revelar um novo projecto de bittorrent, que, ao que parece, é nada mais nada menos que uma nova versão do antigo Btuga.pt.

Inicialmente o projecto é revelado com o nome de PTnext, o que acaba mais tarde por vir a ser alterado para BTnext devido a ser o nome de uma marca registada.

Conclusão: A tentativa da ASAE em acabar com a pirataria em Portugal falhou, portanto esta tenta-se universalizar e está a tentar acabar com o PirateBay, a maior base de dados de ficheiros bittorrent.