Alojamento Web

Microsoft consegue aprovação da ISO para o formato MSOOXML

A Microsoft, ao fim de vários meses, conseguiu a aprovação da ISO para o seu formato MSOOXML. Mas este processo fica marcado por várias alegadas irregularidades e já valeu a investigação da União Europeia a alguns dos comités.

Mas isto não fica por aqui. De acordo com algumas pessoas que fizeram parte de alguns dos comités, o formato tem demasiados erros, como o mau cálculo de datas e simples operações matemáticas. E o formato, de acordo com o Software Freedom Law Center, não é compatível com a GPL e nem dá garantias de protecção de processos judiciais a quem o implemente ou utilize.

Ainda assim, a Microsoft conseguiu aprovar o seu formato – algo que, na minha opinião, é estranho (no mínimo). Mas a aprovação ainda não tem efeitos imediatos, porque haverá um período de dois meses para serem apresentados recursos da decisão da ISO.

Se quiserem saber mais sobre o caricato processo de aprovação do MSOOXML como norma ISO, visitem os sites Software Livre no Sapo, Groklaw.net, o blog pessoal do delegado brasileiro Jomar Silva e ainda o NoOOXML.org.

Alojamento Web
Alojamento Web

Parte dos problemas do Vista podem ter origem nos drivers da Nvidia

Porque é que o Windows Vista crasha mais vezes que o preço do petróleo sobe ou relatos de acontecimentos estranhos no processo de submissão do MSOOXML na ISO são conhecidos?

Recordam-me que a Microsoft está a ser alvo de um processo judicial por causa do famoso selo "Vista Capable"? Pois bem, alguns dos emails internos tornados públicos pela juíza encarregue do processo revelam, não só uma ajuda à Intel, mas também dados relativos à origem destes crashes.

windows vista crash

A maior fatia dos problemas, cerca de 28,8% ou 479 mil relatos, cabem aos drivers da Nvidia. Estes dados são relativos a um período não discriminado de 2007.

Até que ponto estes dados serão fiáveis? Até que ponto estes problemas com os drivers da Nvidia serão realmente graves? E como podemos ter a certeza de que isto não é marketing interno? Eu não sei. E vocês?

via Arstechnica, a quem pertence a imagem deste post

Alojamento Web

Como terminar processos pela linha de comandos em Windows

matar processosUma das poucas coisas que podem matar sem ir parar à prisão são os processos dos computadores. Isto dá jeito quando uma aplicação crasha e não a conseguimos encerrar pelas vias normais.

Em Windows, um processo pode ser terminado ("You are terminated") através do gestor de tarefas ou da linha de comandos – aquela coisa muito complicada em que se utiliza o teclado.

Antes de matar um processo, convém saber qual é o seu identificador (PID ou Process ID). Para saber isso, é preciso executar o comando tasklist.exe. Depois de corrido, o tasklist vai mostrar os processos em execução, o PID de cada um e mais alguma informação útil.

Depois de sabido o PID do processo em causa, é altura de lhe enfiar uma bala nos bits. Para isso, utiliza-se o taskkill. Esta aplicação pode ser usada com vários argumentos.

Imaginem que têm um processo com o PID 5412 e que crashou. Já tentaram encerrá-lo normalmente, mas ele teima em não terminar. Para isso, executa-se o comando taskkill /PID 5412 /F. O /PID é necessário para dizer que o programa está a ser terminado com base na sua identificação e o /F é para forçar o término do programa.

Para tomarem conhecimento dos vários parâmetro dos comandos tasklist e taskkill, executem cada um destes comandos, seguido de /?. Exemplo: tasklist /?

Boa caça aos processos.

Fonte: Technospot.net

Actualização
Também é possível terminar processos pelo nome. Basta passar o parâmetro /IM, seguido do nome do processo: taskkill /IM explorer.exe
Obrigado ao nosso leitor JGomes pela dica.

A imagem é da autoria de Theron Parlin e foi disponibilizada pelo autor sob a licença Creative Commons 2.0 by-nc-nd

Alojamento Web

TwitterFox – Tweets a partir do Firefox

O cada vez mais popular Twitter pode ser acedido e utilizado de uma miríade de formas. Podem ser enviadas mensagens a partir da linha de comandos, de uma quantidade bastante grande de aplicações para o desktop, de redes de chat, de vários websites (netvibes é um exemplo) e até do browser.

Um browser com várias ferramentas que permitem aceder ao Twitter, sem ter que visitar o Twitter.com ou um site que interaja com este serviço, é o Firefox. Existem várias extensões para o integrar com este serviço de microblogging. Uma delas é a TwitterFox, uma pequena extensão que adiciona um ícone à barra de estado deste browser e notifica – pode utilizar um aviso sonoro – o utilizador das novas mensagens dos seus contactos.

Esta extensão faz mais que notificar; ela também permite enviar tweets. É compatível a última beta do Firefox 3.0 e vem em vários idiomas – infelizmente, o português, seja europeu ou brasileiro, não é um deles.

TwitterFox, via geekbargainbins.com

Alojamento Web

Adicionar a Consola de Recuperação como opção de arranque no Windows XP

O site howtogeek.com publicou um pequeno tutorial onde explica como instalar a consola de recuperação no disco e disponibilizá-la como opção de arranque no Windows XP.

Esta dica é útil para quando o XP dá mais umas dores de cabeça e é preciso tentar reparar o erro sem formatar o computador novamente. E também é uma mais rápida alternativa à inserção do CD do Windows XP para iniciar a Consola de Recuperação, até porque nunca se sabe quando o CD fica danificado.

Alojamento Web

Catpcha do Gmail cracado

captchaNormalmente, os captcha (Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart) são considerados um bom sistema para prevenir que bots criem contas em qualquer serviço web. A fiabilidade deste sistema ficou bastante comprometida quando, no início deste mês, o captcha do Windows Live Mail foi cracado. E agora está ainda mais, porque o catpcha do Gmail também foi cracado.

Quem dá conta disto é a Websense Security Labs, que descobriu, a semana passada, que o captcha utilizado no registo de contas do Gmail tinha sido cracado. Tanto quanto se sabe, são precisos dois bots para contornarem este sistema anti-bots e a sua taxa de sucesso ronda apenas os 20%. Mas se pensarmos que são feitas centenas – talvez até milhares – de tentativas por dia, este número é bastante preocupante.

via Arstechnica.com

Alojamento Web

Caixa Mágica 12: download já disponível

No passado dia 4,a Caixa Mágica foi oficialmente lançada, mas apenas através de subscrição. Hoje, Dia dos Namorados, a distribuição já pode ser descarregada por qualquer utilizador.

Para já, apensa o DVD da versão de 32bit está disponível para download. A versão 64bit deverá ser disponibilizada dentro de pouco tempo.

Download da Caixa Mágica 12

Alojamento Web

Mega-D, a nova rainha das botnets

Em termos de ameaças digitais, 2007 foi marcado pela infame botnet Storm Worm, responsável por uma boa parte do spam enviado. Para além do spam, a Storm também foi a responsável por várias infecções e utilizada em vários ataques a servidores.

Mas… Mudam os tempos, mudam as botnets ( "muda-se o ser, muda-se a confiança. Todo o mundo é composto de mudança" [1]). 2008 será o ano da Mega-D – ou, pelo menos, está a ser. Esta rede de computadores zombies é, de acordo com a empresa de segurança digital Marshal, responsável, para já, por 32% do spam enviado, enquanto a Storm conta apenas com 21%.

Como a Mega-D está a crescer, os seus – ou o seu?! – criadores equiparam-na com alguns sistemas de defesa contra detecção, como a capacidade de detectar quando estão a ser executadas em máquinas virtuais. Outra das capacidades da botnet é poder utilizar um sistema P2P para se difundir, tornando a sua total eliminação bem mais difícil.

Para se espalhar, a Mega-D envia emails com links para sites que, para quem os recebe, parecerá de alguma rede social. Essa link, quando clicada, enviará o utilizador para um site que lhe pedirá para actualizar o Flash para ver os conteúdos. Quando o utilizador "actualiza", fica infectado e o seu computador torna-se num zombie. Mas o curioso é que o utilizador acaba mesmo por ver o conteúdo que necessitava de um suposto upgrade ao Flash.

Para evitarem que o vosso computador se torne num zombie, não cliquem em tudo o que é link, não partam do principio que todos os emails que os desconhecidos vos enviam são seguros, utilizem sistemas realmente seguros e, acima de tudo, não reenviem toda a porcaria com powerpoints e outras tralhas que recebem no vosso email a todos os vossos contactos.

Fonte: Arstechnica.com
[1] Parte de um poema da autoria do ilustre Luís Vaz de Camões