Why does Joomla really sucks – Porque é que o Joomla não presta

Joomla Logo

Como é do vosso conhecimento, o WebTuga usou a plataforma Joomla durante cerca de 1 ano, portanto serve este post para vos contar a nossa experiência neste CMS.

O Joomla é um CMS ( Content Management System ), licenciado sob a GNU General Public License, que permite criar desde pequenas páginas, a grandes portais.

Neste caso, o Joomla seria adaptado a plataforma de blogging.

Antes de tudo, a maioria dos themes disponíveis e com alguma qualidade são pagos ou é necessário entrar num clube com subscrições premium anuais ou algo do género, e a criação de themes para Joomla torna-se bastante complicada para o utilizador comum, portanto ou compra um theme, ou então fica com um site visualmente fraco.

A instalação do Joomla é bastante simples, como qualquer outro CMS que usei até hoje, no entanto quando chega à hora de fazer actualizações para novas versões, ai temos graves problemas, pois a maioria dos módulos, dos componentes e dos mambots deixam de trabalhar.

Com uma instalação do Joomla e com um theme já escolhido, chegou a hora de importar os artigos do WordPress. E aí é que temos mesmo um grave problema.

No WordPress os artigos estão separados por categorias e por sua vez, o Joomla separa os artigos por Secções e Categorias, tornando assim a importação muito mais complicada.

Para fazer a importação, foi necessário exportar a base de dados do WordPress em excell, dividindo os campos dos artigos por colunas e criar uma nova folha de Excell com os comandos MySql e com a estrutura da tabela dos artigos do Joomla. Tudo isto foi um processo feito manualmente e que após da importação, deu ainda mais trabalho, pois tivemos que definir as secções e categorias dos artigos, um a um.

Apesar de ambos terem o código aberto, ainda ninguém foi capaz de desenvolver uma aplicação que importa-se tudo automaticamente de um WordPress para o Joomla, mas nós, com uns testes e umas brincadeiras, lá conseguimos em menos de um dia, converter todos os artigos para Joomla.

Feita a conversão, foi necessário adaptar o Joomla a plataforma de blogging. Tivemos portanto que pagar uma licença de um componente para comentários, pois o Joomla não traz por defeito nenhuma.

Além disso, foi necessário um novo componente para criação de RSS feeds, pois as rss feeds que o Joomla criava eram simplesmente pobres, pois apenas mostrava parte do conteúdo.

Colocamos os artigos ordenados por data na FrontPage e assim ficou a nossa plataforma de blogging em Joomla, no entanto sem algumas necessidades como uma ferramenta para pingar os serviços web, quando criados novas entradas.

O Blogging é um hobbie e portanto deve ser fácil criar posts e comentários, no entanto não era isso que o Joomla fazia. O editor do Joomla, não era compatível com o Firefox 3 por exemplo, o que fazia com que aqueles que não estivessem tão habituados a mexer em HTML, tivessem algumas dificuldades a escrever.

Para além disso, quando necessitávamos de alterar algo no template, tornava-se uma tarefa um pouco complicada.

Finalmente, um ano após trabalhar em Joomla, consegui converter os posts do Joomla para WordPress e os comentários do Jomcomment para a tabela dos comentários do WP e aqui estamos nós, felizes da vida, com a melhor plataforma de Blogging.

Por isso, se estão a pensar em criar um blog, ou um site, ponham o Joomla de parte, pois não é uma opção muito agradável.