Google Earth com Nova Iorque em 3D

As capacidades da Google são realmente infinitas e o seu mais recente lançamento vem provar isso mesmo. Desta feita, a Google possibilita-nos visualizar a cidade de Nova Iorque em todo o seu esplendor 3D através do Google Earth.

A empresa já havia começado há algum tempo a projectar vários edifícios em 3D, mas agora, também graças a muitas fotos fornecidas pela comunidade de utilizadores, a cidade de Nova Iorque está mais completa e já permite uma navegação 3D por quase toda a cidade. Um autêntico Sim City!

Confiram o vídeo com a navegação pela cidade:

Alojamento Web

Ver em 3D – Parte II

Num post anterior (Ver em 3D – Parte I) vimos qual era o mecanismo a visão de profundidade, tridimensional com base no facto de termos dois olhos, uma propriedade designada de estereopsia.

Na altura expliquei que tal capacidade apenas era possível para objectos que distem menos de 30 metros do observador; para distâncias superiores, existem um conjunto de “pistas” que o nosso cérebro usa para inferir a posição dos objectos no espaço – pistas monoculares (não dependentes portanto da cooperação dos dois olhos).

1tamanho familiar – o conhecimento do tamanho normal dum objecto permite calcular a sua distância; além disso, perante dois objectos similares, aquele que nos aparenta ser mais pequeno presume-se mais distante

2perspectiva linear – linhas paralelas, como as dum caminho de ferro, parecem convergir com o aumento distância.

Perspectiva e tamanho familiar

Vejamos então um par de imagens que sintetizam na perfeição estas duas propriedades. As linhas de fuga do corredor dão-lhe, efectivamente, profundidade através da perspectiva linear (2). Por outro lado, invocando o tamanho familiar (1), presume-se, na primeira figura (e repare que sendo uma figura a 2D a profundidade é uma construção cerebral), o tamanho similar das duas mulheres.

A segunda imagem, artificial, desloca a mulher para o plano da frente, não lhe alterando o tamanho, o que corresponde a uma violação no nosso sistema perceptual (algo está errado), dado que, sendo ‘seres similares’ (conhecimento a priori) deviam ter a mesma altura

Continuando…

3oclusão – se um objecto cobre outro, presume-se que está à frente (óbvio, eu sei).

4distribuição de sombras e padrão de iluminação – a interacção dum objecto com o meio produz uma sombra ou um padrão de iluminação que nos ajuda a calcular a sua posição/orientação; na pintura, o domínio de tal arte é designado de chiaroscuro.

Esfera

É o jogo de luzes/sombras nesta representação bidimensional duma esfera que, lá está, me permite dizer que isto é uma representação bidimensional duma esfera.

Last, but not least…

5paralaxe – um nome complicado para algo simples; perante uma deslocação lateral do campo de visão, os objectos mais distantes movimentam-se mais lentamente do que aqueles próximos do observador

Uma vez que pode ser um conceito difícil de digerir, fica uma animação que explica não só o conceito de paralaxe (5) como também o de oclusão (3).

via Flash Revelations

E é tudo caríssimos leitores; espero que com estes dois ensaios tenham ficado a perceber um pouco mais sobre como se processa a visão espacial! Qualquer dúvida, estou à distância dum comentário 😉

Alojamento Web

Ver em 3D – Parte I

Dou por mim muitas vezes a pensar no esforço imparável que a ciência e a técnica empregam no sentido de simular o olho humano – a alta definição, os televisores enormes, o DYNAMIC CONTRAST ou o TRUE MOTION 100Hz, entre outros. O seu sucesso é questionável, nenhum rivaliza com a experiência visual ‘ao natural’. Uma das razões está no facto que nós temos percepção da profundidade dum objecto enquanto que o nosso monitor ainda não o faz de forma satisfatória promete passar a fazê-lo. A pergunta e tema deste post é, portanto, como o conseguimos?

Uma das coisas que, se fosse religioso, agradeceria a Deus por, era ter alguns órgãos aos pares. Não só pela simetria (uma característica que o nosso sistema perceptual associa a perfeição, por exemplo, em faces) mas porque dão jeito. Os dois olhos, mais que dois pulmões ou dois rins, não são mais um, são sinérgicos. O input sensorial dos dois olhos é fundido a nível cerebral de forma transparente, para criar uma experiência espacial envolvente, a estereopsia.

O conceito é simples. Os dois olhos estão em locais diferentes, uma disparidade horizontal de cerca de 6 cm (distância interpupilar). Fixando um ponto central, equidistante dos dois olhos, os objectos na envolvência projectam uma imagem (ligeiramente) diferente em cada retina (o mesmo objecto estimula uma porção diferente da retina portanto, a parte sensorial do olho), a chamada disparidade binocular. Um esquema:

Com base na disparidade binocular, o cérebro faz a sua ‘magia’: dispõe a sensação visual (que na retina é totalmente bidimensional) no espaço usando a disparidade binocular como referência para a posição dos objectos e sua orientação, criando a experiência envolvente que é a visão de profundidade.

Um analogia possível seria a um sistema GPS, onde a disparidade temporal de um ponto em relação aos satélites (a distância é calculada com base na diferença entre o timestamp do satélite e o momento em que foi recebido no nosso receptor) permite ‘quadrangular’ a sua posição. Se os olhos forem os satélites, bem, acho que estão a ver onde quero chegar.

Percebendo isto, é muito fácil entender ao que recorre a indústria para emular esta experiência (existem outras abordagens claro). Numa projecção feita para 3D, sem os belos dos óculos acima representados o que vemos são duas imagens iguais sobrepostas e ligeiramente desalinhadas, um ‘ver desfocado’ em linguagem popular. Os óculos, por sua vez, são dotados por filtros de luz polarizada, antagónicos em cada uma das lentes. Uma vez postos, cada olho só vê uma das imagens; como as imagens não estão no mesmo sítio, cria-se uma disparidade binocular, simulando-se a estereopsia. Simples, como se pode ver neste anáglifo tridimensional.

Por outro lado, é importante realçar que a percepção espacial não acaba na visão binocular. Na verdade, a disparidade binocular enquanto pista perceptual só é significativa para distâncias inferiores a 30 e poucos metros.

Para distâncias superiores, as imagens projectadas colocam-se em posições praticamente iguais nas duas retinas. Assim sendo, recorremos às chamadas pistas monoculares, a abordar num próximo post.

Alojamento Web

YouTube em 3D

O YouTube começou uma nova experiência para vídeos em 3D, permitindo que os utilizadores enviem os vídeos e vejam em vários formatos.

Para tal basta enviar o vídeos em 3D e colocar a tag “yt3d:enable=true” nas palavras-chave dos vídeos. Assim, ira aparecer uma nova caixa de selecção abaixo do vídeos, onde poderá escolher o estilo de visualização 3D.

Youtube 3D

Existem já vários vídeos no YouTube que podem ser vistos em 3D… leia aqui o anuncio oficial no blog do YouTube.

Alojamento Web

BumpTop 3D – Download

BumpTop

Finalmente está disponível para download para Windows XP e Windows Vista o BumpTop, uma alternativa ao seu ambiente de trabalho habitual do seu sistema operativo.

O BumpTop é um novo desktop em 3D que lhe permite ter um maior controlo do seu ambiente de trabalho, organizando os ficheiros da mesma forma que os organiza na sua secretária, podendo personaliza-lo e ainda criar grupos de aplicações e documentos.

Para além disso o BumpTop quebra a barreira existente entre o seu ambiente de trabalho e as redes sociais, permitindo-lhe usar gadgets que tornam o seu ambiente de trabalho mais social graças à integração com o Twitter, Facebook, etc…

O autor do software afirma que o BumpTop serve também para poupar tempo, no entanto acho que dificilmente alguém conseguirá poupar tempo com uma aplicação como esta.

Para já o software está apenas disponível para Windows, no entanto existem planos de criar versões para os sistemas macOSx e Linux.

Fique aqui com um vídeo do BumpTop 3D:

Alojamento Web

Wallpapers para Desktop

Seleccionamos alguns Wallpapers dos mais variados temas que irão deixar seu desktop com uma aparência mais arrojada e bonita.

Entre eles estão Wallpapers do estilo abstracto, ficção cientifica, 3D entre outras.

Para poder ter estes papeis de parede na sua máquina apenas coloque o mouse em cima das imagens, clique com o botão direito e escolha a opção definir como fundo do ambiente de trabalho.

Alojamento Web

Yo Frankie! – Um jogo opensource

Yo frankie!

Yo Frankie! é um jogo opensource desenvolvido em Blender, baseado no já conhecido filme, também ele opensource e desenvolvido em Blender, Big Buck Bunny.

Desenvolvido numa plataforma OpenSource de criação de animações 3D, leia-se Blender, construído para correr em várias plataformas, gratuito, opensource, criado recorrendo ao motor 3D Crystal Space e programado em Python, este jogo é sem dúvida uma demonstração de que o Blender é tão bom ou melhor que muitas das aplicações comerciais do género.

O jogo tem uns gráficos maravilhosos e uma jogabilidade espantosa. Vejam uma demonstração do jogo:

Alojamento Web

Crazy Snowboard 2.0

Mais um grande jogo lançado para Iphone/Ipod Touch que nos vai levar ao extremo da jogabilidade.

O Crazy Snowboard 2.0 é um jogo, como o propio nome diz de Snowboard  em 3D que lhe leva numa extraordinária experiencia,e em que  você tera que saltar as varias rampas.

para isso basta tocar na tela e logo se coloca no ar.

Caracteristicas do jogo que o torna um dos melhores:

Alta velocidade

Tem 30 missões disponiveis em que vai colhendo itens e assim somar pontos e ganhar medalhas

Pode escolher a personagem e se quiser, jogar com outros Snowboards

Vários cenários em diversos paises

Instruções detalhadas para o jogo

img_00129.png picture by deskmodptimg_00167.png picture by deskmodpt

Na App Store custa:3,99€

Alojamento Web

Cube Descktop

Download Trial

CubeDesktop cria desktops virtuais no seu computador. Com ele você pode criar até seis áreas de trabalho diferentes que se integram de forma dinâmica, com telas que se comunicam e podem ser visualizadas num cubo 3D virtual.
Os Desktops criados são totalmente configuráveis e independentes, inclusive permitindo papeis de parede e ícones independentes para cada tela. A troca entre os desktops é feita de forma rápida e prática, ideal para você trabalhar ou jogar com mais espaço e simplicidade.

Alojamento Web

Deixe sua area de trabalho em 3D

http://img147.imageshack.us/img147/590/51518834eg3.jpg

Download

Olhe para a sua mesa de trabalho ou para a mesa de seu computador… Ela esta bagunçada? Com vários papéis pelos lados, canetas de um lado ou CDs para o outro? Isto é comum, e o importante é você localizar seu material nisto tudo. Mas além da mesa de trabalho, um grande número de usuários possui a Área de Trabalho do computador repleta de ícones e com uma bagunça semelhante às mesas.

Então, agora chegou o momento de você organizar o seu desktop, mas de uma maneira peculiar e muito fascinante. O Real Desktop Light vai oferecer uma aventura em um ambiente totalmente tridimensional para sua Área de Trabalho, deixando-o como se fosse uma mesa de escritório. Você pode empilhar os ícones como se fossem folhas de papel, fazer com que um empurre o outro e organizá-los da maneira que preferir.

Em um ambiente 3D tudo fica mais real. Com o Real Desktop Light você tem a chance de empilhar todos os seus ícones. Para isto, basta selecionar um ícones e clicar com os dois botões do mouse sobre ele. Depois, erga, arraste e solte-o no local que preferir. E para deixar a brincadeira mais divertida, você pode derrubar todos eles. Para tanto, selecione outro atalho de programa ou aplicativo e arraste-o até a pilha de ícones, espalhando-os e fazendo uma bagunça saudável em sua Área de Trabalho.

Ao fazer uma colisão entre os ícones, pode-se ouvir um som como se fossem garrafas de vidro se batendo, proporcionando um ambiente (como o nome já sugere) real. Mais do que divertida, este recurso de empilhar os ícones torna-se muito útil para separar os atalhos por categorias, por exemplo, deixando todos os jogos de um lado, os arquivos DOC de outro e assim por diante.

Para ficar mais personalizado (ou mais bagunçado), é possível girar cada um dos ícones, como se fossem imagens, posicionando-os da maneira que preferir. Os famosos CTRL+C e CTRL+V funcionam perfeitamente neste ambiente 3D. Dê uma cara nova para sua Área de Trabalho e divirta-se enquanto trabalha com seus documentos.