Google Buzz – Google Reader dentro do Gmail?

Google Buzz

O Google acabou de lançar um novo serviço que se integra na caixa de correio da sua conta Gmail, chama-se Google Buzz e estará em breve disponível em todas as contas.

Falava-se do Google estar a preparar o lançamento de uma rede social como o Twitter integrada no Gmail, mas à primeira vista, o Google Buzz parece-se mais a uma integração do Google Reader dentro do Gmail, uma vez que permite importar RSS feeds e conteúdo das outras redes sociais (Twitter, Picasa, Flickr) e partilhar com os seus contactos.

O Google Buzz permite-lhe escolher com quem pretende partilhar os conteúdos e possibilita-lhe ainda ver as actualizações em tempo real. Para quem frequentemente partilha fotos e vídeos com os seus familiares, é uma óptima ferramenta.

Os seus contactos poderão comentar o conteúdo que partilha e poderá acompanhar as conversações através da sua caixa de correio.

Veja abaixo um vídeo que demonstra como o Google Buzz funciona:

Alojamento Web

[Review] Fonera 2.0N

Antes de mais, confesso que esta é a minha primeira experiência com routers da FON.
Já tinha ouvido falar da marca e da sua comunidade de open wireless que já conta com mais de 1,5 milhões de utilizadores. As minhas expectativas eram algo altas mas o Fonera 2.0N correspondeu.
Antes de mais estas são as principais características do router:

  • > Entrada USB frontal para ligação de discos rígidos externos e/ou pen 3G;
  • > Norma 802.11n (até 300 Mbps);
  • > 2 antenas com 2.3dBi (não amovíveis);
  • > 4 portas Ethernet;
  • > Uploader para Youtube, Flickr, Picasa e Facebook;
  • > Downloader com suporte para RapidShare e MegaUpload;
  • > Aplicação Transmission para download/upload de torrents (sem auxílio do computador);
  • > Notificações do Transmission via Twitter.

A meu ver, a única desvantagem deste router é o facto de apenas possuir portas Ethernet 10/100, o que, teoricamente, significa que podemos obter mais velocidade através de wireless graças à norma 802.11n que suporta até 300 Mbps.

Agora passando à review. O processo de encomendar o router pelo site da FON é bastante simples e intuitivo.
Ao preço do router de 79€ juntaram-se 10€ de portes ficando a compra em 89€. Os portes saem um bocado caro, mas o certo é que no espaço de 3 dias a UPS entregou-me o router em casa sem problemas.

A minha primeira grande surpresa foi o tamanho reduzido do router. É mesmo muito pequeno quando comparado com os anteriores routers que já tive.

A montagem do Fonera 2.0N é igual à de um router comum. Uma vez ligados os cabos é hora de aceder à interface de gestão do Fonera (FON Router GUI) para configurar as coisas.
É muito fácil aceder a esta interface, basta escrever “fonera” na barra de endereço do browser.

A primeira vez que acedemos ao router surge a configuração inicial onde nos é pedido para definir a password de acesso ao router e opcionalmente podemos introduzir os nossos dados de acesso aos vários sites que mencionei em cima para tirar proveito do uploader de ficheiros.

De seguida é-nos dada a opção de registar o nosso Fonera de modo a podermos fazer parte da grande comunidade open-wireless da FON ao disponibilizarmos uma rede wireless de acesso aberto a outros utilizadores de Foneras, denominados de “foneros“. Como recompensa por estarmos a partilhar a nossa largura de banda (ou parte dela) com outros “foneros” podemos usufruir de acesso gratuito à net nos milhões de pontos de acesso FON espalhados pelo mundo disponibilizados por outros “foneros”. Esta componente de partilha de internet é totalmente opcional, ficando ao critério de cada um se o pretende fazer ou não.

Assim que o router conclui esta fase inicial de configurações estamos prontos para aceder à interface de gestão do Fonera.
Na minha opinião, a GUI do Fonera é outro dos seus pontos fortes. Em vez de nos aparecer uma página com cores genéricas com um menu alinhado à esquerda e conteúdo à direita como acontece com vários firmwares de routers, neste caso temos uma interface limpinha, arrumada e apelativa baseada em ícones:

Como podem ver pela imagem em cima, no topo da página temos atalhos para as funcionalidades de upload de ficheiros para variados sites, para a aplicação de torrents(Transmission) e para o Download Manager. Por baixo do lado esquerdo é mostrada a informação da rede e do lado direito temos as secções Applications, Settings, Filebrowser, USB Disk e UMTS/3G. A interface está disponível em várias línguas, incluindo português.
Os mais curiosos podem aceder a uma demo da interface do Fonera 2.0N no site da FON em http://demo.fon.com/luci/.

Em Applications podemos instalar/desinstalar plugins como servidor de música ou servidor de impressão:

Nas Settings é onde temos as configurações vitais do router: configuração de IPs, dados de acesso à rede wireless entre outras.
Está tudo perceptível e é sempre fácil aceder às configurações que pretendemos:

Os ícones de Filebrowser e USB Disk ficam activos (sem a cruz) quando ligamos um disco externo à entrada USB do Fonera. O mesmo acontece com o ícone UMTS/3G,
que apenas fica activo se ligarmos uma pen 3G ao Fonera para partilhar a ligação com vários computadores.

Uma vez explicada a interface, a primeira coisa a fazer é actualizar o firmware para a versão mais recente. De origem o Fonera trazia a versão 2.2.6.0 e actualizei-a para a 2.3.0.0.
Esta nova versão acrescenta, para além de correcções de problemas e bugs, o plugin do Twitter, que irei explicar mais à frente.

Depois de configurar a rede wireless, liguei com sucesso todos os PCs da casa à rede, quer por cabo ou por wireless. Mas só depois de fazer o upgrade ao firmware é que consegui ligar todos os computadores sem problemas. Até fazer o upgrade, alguns PCs tentavam a ligação à rede mas não se conectavam.

De seguida liguei um disco externo ao hub que introduzi na porta USB do Fonera. O disco foi reconhecido pelo router e ficou logo acessível, quer através do Filebrowser incluído no router ou através do Explorer do Windows. Para aceder através do Explorer, se estiverem a usar o Windows Vista ou o 7, basta escrever “\\fonera” no menu Iniciar e de seguida introduzir o username “fonero” e password que se definiu para aceder à interface do router.

No entanto a FON indica que para usar todas as funcionalidades que o router oferece, tal com o Transmission, o disco deve estar formatado em sistema de ficheiros Ext2 ou Ext3. Usando o Acronis Disk Director (não vem incluído com o router) formatei o disco para Ext3. Uma vez formatado o disco, o Fonera instalou a aplicação com sucesso. Todos os ficheiros descarregados por esta aplicação ficam guardados no disco dentro de uma pasta chamada “torrent”. E o melhor de tudo isto é que todos os downloads ou uploads são feitos sem a necessidade de nenhum computador ter de ficar ligado, o Fonera é completamente autónomo. E também é nesta aplicação que funcionalidade do Twitter se revela útil. O Transmission permite que possamos receber avisos e indicações via Twitter do estado dos downloads e uploads para que não nos escape nada.

Segundo os meus testes, a taxa de transferência de dados via WiFi do disco externo para um computador na rede e vice-versa anda na casa dos 2.8 MB/s e 2.3 MB/s respectivamente. Quando ligado à rede por cabo, ronda os 6 MB/s e 4 MB/s respectivamente. Relembro que as velocidades anunciadas pela FON eram de 8 MB/s para Ethernet e 4 MB/s para WiFi.

Em jeito conclusão, analisando todos os factores, penso que o Fonera 2.0N foi um investimento bem feito, tendo em conta todos as características que incluí face ao preço pedido.

É sem dúvida um router ideal para quem gosta de ter uma rede caseira com funcionalidades acima da média que pura e simplesmente funciona sem dar chatices.

Alojamento Web

Volery – Instalar software comum no Windows

Volery

O Volery é um aplicação web que permite a criação de um pacote de instalação com várias aplicações comuns para o utilizador instalar no seu Windows.

As aplicações disponíveis são conhecidas e instaladas com os dados default e sem lixo desnecessário como toolbars, etc.

Poderá adicionar várias ferramentas no seu pacote, incluindo Firefox, Safari, Skype, Adobe Reader, Google Chrome, Winamp, Dropbox, OpenOffice, Thunderbird, BumpTop, VLC, uTorrent, iTunes, Spotify, Songbird, Evernote, IrfanView, eMule, 7-Zip, WinRAR, KMPlayer, Avast, AVG, Notepad++, Python, RealVNC, Putty, WinSCP, plugins Flash, Foxit Reader, Gimp, Java, Opera, FileZilla, CCleaner, Picasa, Pidgin, CutePDF, Defraggler, XnView, Launchy e finalmente o Google Earth.

No final basta esperar que o pacote seja gerado e instalar.

Alojamento Web

Fonera 2.0N

Fonera 2.0N

A Fon acaba de lançar o novo router Fonera 2.0N que está disponível para compra por $99 dólares ou 79€.

Este novo router Fonera 2.0N inclui uma porta USB2.0/1.1 que lhe permite conectar uma pen 3G e utilizar essa ligação para partilhar a Internet, tem duas antenas com 2.3dBi, 1 porta Ethernet Wan e 4 portas Ethernet Lan. A Fonera 2.0N tem suporte para redes IEEE 802.11g/b e 802.11n até 300Mbps e permite-lhe criar até dois pontos de acesso Wifi, o publico e o privado, tal como as anteriores.

Com um design bastante diferente do que estamos habituados aos routers Fonera, a Fonera 2.0N tem agora a porta USB na parte da frente do router, facilitando assim a ligação de qualquer dispositivo USB.

Poderá ligar um disco rígido externo via USB à sua Fonera e utiliza-lo para descarregar torrents sem que seja necessário ter o seu computador ligado. Poderá ainda ligar uma webcam ou impressora e utiliza-la na rede.

Ao criar um Fon Spot poderá ganhar uns trocos sempre que uma pessoa que não pertença à comunidade Fon aceda ao seu hotspot.

A Fonera 2.0N pode ainda utilizar uma conta twitter para enviar informações como o estado dos downloads e outras informações, fazer downloads do Rapidshare ou MegaUpload, enviar vídeos para o YouTube e fotos para o seu Facebook, Flickr ou para o Picasa, tudo isto enquanto você vai tomar um café.

Para além disso é possível expandir as aplicações disponíveis na sua Fonera, bastando para tal efectuar apenas uns cliques, tal como faz no seu iPhone.

A partir do momento que compra a sua Fonera, terá acesso gratuito durante 3 semanas a todos os hotspots Fon em todo o mundo, desta forma não terá que esperar que a sua Fonera chegue a casa. Após ligar e registar a sua Fonera 2.0n, terá acesso ilimitado garantido.

Se estiver interessado nesta Fonera, poderá comprar online na Fon Shop.

Alojamento Web

Google Labs: Pré visualização do YouTube, Flickr, Picasa, Yelp e Undo Send

Gmail Labs

Nos últimos dias o Google tem adicionado algumas novas features ao Gmail. O Gmail é para além de uma caixa de correio, uma ferramenta de trabalho e colaboração online, possibilitando integrar os restantes serviços do google na sua Inbox.

Desta vez o Google adicionou novas funcionalidades no Labs que permitem pré-visualizar conteúdo dos seus e-mails sem ter que seguir os links, como por exemplo vídeos do YouTube, fotos do Picasa e Flickr e ainda análises do Yelp.

Para além disso lançaram uma nova funcionalidade chamada “Undo Send” que permite cancelar o envio de uma mensagem até 5 segundos depois de a enviar, bastante útil quando se arrepende ou esquece de conteúdo na mensagem depois de clicar no botão “Send”.

São pequenos pormenores que fazem do Gmail aquilo que ele é hoje. Obrigado Google.

Alojamento Web

Adiciona pré-visualização de imagens ao Gmail com o Xoopit

xoopit

Se gostam de "pimpar" o Firefox e têm uma conta no Gmail, vão gostar do Xoopit. Esta extensão pesquisa os vossos emails do Gmail por links para ficheiros multimédia alojados em serviços como Flickr, Youtube e PicasaWeb, e adiciona uma pré-visualização desses conteúdos ao topo do serviço de email do Google.

O Xoopit permite ainda a inserção das imagens e vídeos encontrados em várias redes sociais e facilita o envio destes conteúdos para os seus contactos.

Pessoalmente, não vejo grande utilidade prática nesta extensão, porque prefiro o email escrito em plain text. Mas se costumam receber vários links para imagens ou vídeos, o Xoopit poderá ser uma ferramenta muito útil.

O Xoopit é compatível com o Firefox 1.5 e posterior. De momento, está em beta privada e funciona apenas com o Gmail, mas outros serviços de email serão suportados de futuro.

Xoopit, via bub.blicio.us

Alojamento Web

Flock 1.1, agora com webmail integrado

flock browser social

A versão 1.1 do Flock, o browser social baseado no Firefox, está disponível para download. Esta nova versão marca a integração do Flock com os serviços de email do Google e do Yahoo!, e oferece notificação para a chegada de novos mails nestes serviços.

Outras novidades desta versão são a possibilidade de mudar o nome à página MyWorld, a adição de uma feed na página MyWorld que mostra as últimas actividades dos contactos do utilizador nos vários serviços integrados no browser e o suporte para os álbuns do Picasa.

Download

Alojamento Web

Flock 1.1 irá integrar Webmail e Google Picasa

A próxima versão do Flock (Flock 1.1), o browser social baseado no Firefox, virá com suporte para webmail e para o serviço de alojamento de imagens Google Picasa.

Os serviços de webmail suportados serão o Gmail e o Yahoo! Mail. De x em x tempo (talvez o intervalo de verificação venha a poder ser definido pelo utilizador), o Flock irá verificar se as contas configuradas têm emails novos e alertará o utilizador, caso exista correspondência nova.

O suporte para o Picasa será semelhante ao existente para o Flickr ou Photobucket: o utilizador poderá pesquisar e fazer upload de imagens para este serviço.

Fonte: Webware

Alojamento Web

Google optimiza serviços para o iPhone

O Google, consciente da cada vez maior importância do mercado móvel, lançou uma nova versão do seu portal para o iPhone. Esta nova versão está mais integrada com o telemóvel da Apple.

Ao contrário do que acontecia com a anterior versão, os utilizadores do iPhone podem aceder às widgets do iGoogle e escolher, através de separadores, a que serviço do Google querem aceder.

Nos separadores estão predefinidos o Gmail, Google Calendar, Google Docs e Picasa.

Fonte: PCWorld

Alojamento Web

Picasa 2.7 beta para Linux

O Google disponibilizou uma nova versão beta do Picasa, o visualizador de imagens do Google, para GNU/Linux.

As novidades da nova versão do Picasa para GNU/Linux são:

 – envio de fotos para o serviço online Picasa Web Albums;
 – visualização hierárquica de pastas;
 – criação de um registo de edições feitas às imagens, que permite reverter para uma versão anterior;
 – melhoramentos na importação de imagens;
 – melhor suporte para RAW;
 – pesquisa de fotos por ISO; Infelizmente, não é desta que o Picasa deixa de necessitar do Wine para ser executado em GNU/Linux.

Download
Repositório oficial

{Fonte: Google Operating System}