Microsoft Suportará ODF com o SP2 do Office 2007

Office 2007 Save Dialog Box

A Microsoft anunciou hoje que com o Service Pack 2 do Office 2007 a sua suite de Office suportará a leitura e escrita de ficheiros no formato ODF 1.1, formato que é usado pelo OpenOffice.org e é um standart ISO.

Além do ODF, este SP2 permitirá gravar, sem qualquer plugin, em XPS (XML Paper Specification) e PDF (Portable Document Format).

Além dos novos formatos, o Office 2007 permitirá definir como default o ODF para gravação de ficheiros, ao invés do OOXML.

Apesar do anúncio hoje efectuado, a Microsoft continuará a dar suporte ao projecto alojado no SourceForge.net que “traduz” de OOXML para ODF.

Com o crescimento do mercado chinês, a Microsoft também quer suportar o UOF (Uniform Office Format), formato utilizado pelo governo chinês.

No entanto, este SP2 apenas deverá surgir no início de 2009. Se não quer esperar, porque não usar o OpenOffice.org?

Alojamento Web

Microsoft Suportará ODF com o SP2 do Office 2007

Office 2007 Save Dialog Box

A Microsoft anunciou hoje que com o Service Pack 2 do Office 2007 a sua suite de Office suportará a leitura e escrita de ficheiros no formato ODF 1.1, formato que é usado pelo OpenOffice.org e é um standart ISO.

Além do ODF, este SP2 permitirá gravar, sem qualquer plugin, em XPS (XML Paper Specification) e PDF (Portable Document Format).

Além dos novos formatos, o Office 2007 permitirá definir como default o ODF para gravação de ficheiros, ao invés do OOXML.

Apesar do anúncio hoje efectuado, a Microsoft continuará a dar suporte ao projecto alojado no SourceForge.net que “traduz” de OOXML para ODF.

Com o crescimento do mercado chinês, a Microsoft também quer suportar o UOF (Uniform Office Format), formato utilizado pelo governo chinês.

No entanto, este SP2 apenas deverá surgir no início de 2009. Se não quer esperar, porque não usar o OpenOffice.org?

Alojamento Web

WordPress 2.6 – O que esperar de…

O lançamento do WordPress 2.5 trouxe bastantes novidades, tanto a nível de funcionalidades, como no aspecto da área de administração.

Agora espera-se pelo 2.6, que pelos vistos vai trazer grandes novidades como o suporte ao Google Gears, que permitirá escrever um post enquanto estiver offline e posteriormente publicar online no seu blog, a possibilidade de mover o ficheiro de configuração ( wp-config.php ) para uma directoria de um nível inferior e o regresso do WordPress Bookmarklet com opções adicionais para sites como o YouTube, etc.

Para além disso o editor WYSIWYG irá ter um "Post Word Count" que lhe permitirá saber o número de palavras existentes no post ( Para quem escreve Reviews pagas? ) e ainda poderá vir a ser implementado um sistema para rever os posts, ao estilo da Wiki.

Nesta versão, aqueles que não têm gravatar, poderão escolher uma imagem opcional, que terá o nome de Identicon.

Alojamento Web

CMS sem base de dados

CMS Sem base de dados

Hoje em dia, qualquer plano de alojamento de qualquer empresa de hosting tem suporte a pelo menos uma base de dados.

No entanto, para aqueles servidores que não têm suporte ou aqueles que atingiram o limite máximo da base de dados no seu plano de alojamento, existe uma solução para esse problema: usar um CMS que não use uma base de dados, mas sim um ficheiro de texto para guardar a informação.

Desta forma, os ficheiros de texto vão realizar a mesma tarefa que uma base de dados, não havendo a necessidade de haver outro módulo a correr no servidor para a base de dados, tal como no caso do MySql.

Em baixo, deixo algumas soluções de sistemas de gestão de conteúdo que não necessitam de base de dados para correrem.

Flatpress

Já aqui tínhamos falado acerca do Flatpress. Um cms opensource para a plataforma de blogging, bastante semelhante ao WordPress, mas que não necessita de base de dados MySql.

Usa o sistema de templates Smarty e tem o suporte para Widgets e Plugins, tal como no WordPress.

Caso queira e após a instalação e o uso intensivo do FlatPress, deseje instalar o WordPress, poderá importar a base de dados usando este script.

Pivot

O Pivot é uma ferramenta gratuita, distribuída sob a GNU Public General License, que lhe permite criar páginas dinâmicas, como pequenos blogs ou jornais online em PHP, sem a necessidade de funções ou base de dados adicionais.

A razão pela qual o Pivot usa ficheiros de texto e não uma base de dados para guardar a informação, é fazer com que o sistema possa correr numa quantidade maior de servidores possível.

Cute News

Cute News é um poderoso sistema de gestão de notícias que permite facilmente adicionar notícias, comentários, efectuar pesquisas e envio de ficheiros, tudo sem a necessidade de usar MySql.

Para além de um excelente editor WYSIWYG, apresenta ainda um sistema de templates bastante fácil de usar.

simplePHPblog

simplePHPblog é a mais simples ferramenta de criação de blogs que pode existir.

Com este cms poderá em poucos segundos ter o seu blog com as funções básicas e sem a necessidade de uma base de dados.

CMSimple

Um cms dividido em duas versões, uma comercial e outra sob as licenças GPL e AGPL 3. Visite o site do CMSimple OpenSource.

E pronto, penso que podemos ficar por aqui. Caso seja programador e tenha criado algum CMS, leia acerca do txtsql e faça uma versão do seu gestor que não necessite de base de dados.

Alojamento Web

Fedora 9 – Download

Fedora 9

Já está disponível para download o novo Fedora 9.

De entre as novidades está a versão 2-6-25 do kernel Linux, o Gnome 2.22 e ainda a oferta do KDE 4, que há muito se espera para a distribuição. A beta 5 do Firefox 3 está também incluída, oferecendo um menor consumo de recursos aliado a uma performance de topo, oferecendo uma experiência de navegabilidade muito melhor comparada com a do Firefox 2.

O chamado Sulphur, também inclui novidades a nível mais técnico, como o servidor de som PulseAudio e o PolicyKit que implementa uma segurança muito mais rígida ao sistema, que agora está incorporado de forma mais completa e firme.
O NetworkManager, que facilita configurações de rede e ligações mais simples a redes sem fios, traz agora suporte a dispositivos GSM e CDMA.

Outra novidade é o PackageKit que oferece uma gestão universal de instalações, pacotes e actualizações de forma fácil e rápida. Esta plataforma é compatível com diversos sistemas de gestão de pacotes, deste o YUM do próprio Fedora até aos doutras distribuições, o que faz do PakageKit uma bela implementação para outras soluções.

O tema visual Nodoka foi também aprimordiado. Está mais limpo e mais refinado no Fedora 9. Agora é mais consistente e mais polido e suporta as novidades da nova versão do Gnome.

O Fedora está disponível em 3 downloads: Install Media, Desktop Live Media e KDE Live Media. As dua últimas são versões LiveCD com instalador.
Alojamento Web

Olá MySQL Workbench! Adeus DBDesigner4!

Foi lançado hoje o MySQL Workbench, uma ferramenta visual de modelação de dados com suporte alargado das funcionalidades do MySQL.

A principal característica que todos nós procuramos numa ferramenta destas para MySQL é a “unificação” das tarefas mais importantes (analisar, conceber e implementar) necessárias para uma base de dados, no contexto de um processo de desenvolvimento integrado e interactivo.

Até há pouco tempo, a principal ferramenta de modelação de dados no MySQL era o DB Designer 4, um projecto open source sem suporte oficial por parte da MySQL.

Muitos achavam que apesar de implementar as características necessárias para a modelação, o DB Designer4 deixava um pouco a desejar, mostrando-se pouco eficiente. Apresentava alguns “bugs irritantes”, uma utilização desleixada e uma configuração muito abstracta.

É aqui que entra o Workbench, o sucessor de DB Designer 4 mas construído de raiz a pensar no suporte alargado a todas as funcionalidades do MySQL. Apresenta uma interface melhorada, mais fácil de usar e é mais estável que o seu antecessor. Para além disto, tem a promessa de evoluir rapidamente com base no feedback que a comunidade devolve: bugs, pedido de novas funcionalidades e até de plugins!

O Workbench será distribuído de duas formas, grátis e paga. A versão grátis (Workbench OSS) terá certas “funcionalidades trancadas” para o uso do utilizador. Isto não significa que não o poderemos utilizar na sua totalidade, não sejam induzidos ao erro, até porque a própria MySQL admitiu que não. A principal diferença entre as duas versões é que na versão paga (Standard Edition) poderás adicionar módulos e plugins para o utilizar de forma optimizada.

Os Plugins disponíveis (brevemente) para o Workbench são desenvolvidos sob a linguagem Lua (originalmente do Brasil) e, apesar de ainda não estar “aberto ao público”, o repositório de plugins tem um lugar reservado no site oficial do produto.

Fonte: André Torgal

Alojamento Web

Twitter poderá abandonar plataforma Ruby on Rails

TwiiterAo longo do seu tempo de vida, muitos têm sido os downtimes do serviço Twitter.

Ao que parece, a equipa do Twitter pretende substituir a plataforma Ruby on Rails, na qual o serviço está criado, por uma outra linguagem, sendo o PHP ou o Java uma opção, sendo ainda possível optarem por continuar apenas com o Ruby, sem o suporte Rails.

Alojamento Web

Miranda IM 0.7.5 Download

Miranda IM 0.7.5

Para quem não sabe, o Miranda IM é um cliente de instant messenger com suporte para múltiplos protocolos.

Este IM foi desenvolvido para o Windows e não necessita de instalação, sendo portanto possível correr-lo através de uma Pen USB.

A poderosa framework permite a possibilidade de adicionar cerca de 350 plug-ins, sendo o Miranda IM um dos mais flexíveis mensageiros.

Download: Miranda IM 0.7.5

Alojamento Web

CCleaner v2.07 Download

CCleaner

Acabo de ler no blog da Piriform acerca da nova versão do CCleaner.

Para quem não sabe, o CCleaner é uma ferramenta que permite fazer a limpeza ao sistema operativo Windows, apagando cookies, ficheiros de logs, registos do sistema, ficheiros em cache, histórico dos browsers, etc.

Nesta versão a principal novidade é o suporte com o Firefox 3.0 que permitirá a limpeza de cookies e do histórico da nova versão do browser da Mozilla.

Site: CCleaner

Alojamento Web

Terceiro Service Pack do Windows XP chega dentro de sete dias

O terceiro e possivelmente último Service Pack para o Windows XP foi enviado para produção. As OEMs já podem começar a instalá-lo nos computadores que vendem. Os utilizadores terão que esperar até dia 29 para o descarregar, seja através do Windows Update ou do Centro de Downloads da Microsoft.

Esta actualização para o Windows XP tem uns impressionantes 580MB. De acordo com a PCMag.com, poucas diferenças existem entre a versão final do SP3 e as betas disponibilizadas publicamente.

O lançamento do terceiro Service Pack para o ainda muito popular Windows XP surge dois meses antes da data anunciada para término do suporte para o Windows XP Profissional. A versão Home terá suporte até 2010, mas só nos computadores económicos.

via tek.sapo.pt