Alternativas ao software da Adobe

Adobe Logo

A Adobe tem produtos fantásticos. No entanto, a maioria deles são pagos e o preço podemos dizer que não é muito acessível. Mas, para grandes males, grandes remédios.

Se as licenças do software da Adobe são caras, apesar de valerem o seu preço, nada melhor do que procurar por alternativas gratuitas, das quais algumas até poderão ser open-source. Por isso, fica aqui uma lista de aplicações alternativas ao software da Adobe.

Photoshop

O Photoshop é um poderoso editor de imagem que permite adicionar filtros e pequenos efeitos e dessa forma obter resultados espantosos. Como alternativa, temos para lhe apresentar o Gimp, uma ferramenta gratuita e opensource que permite obter resultados próximos dos obtidos no Photoshop.

DreamWeaver

Este é um dos mais completos IDEs para Web. O DreamWeaver permite utilizar templates pré-definidos e tem um sistema autocomplete para sintaxe de linguagens como PHP, CSS, JavaScript, entre outras. Por outro lado, temos o Nvu, com binários disponíveis para Linux, Windows, OSx e FreeBSD, torna-se numa simples aplicação que o irá ajudar a criar XML, CSS e JavaScript.

Adobe Premiere

Trata-se de um software de edição de vídeo bastante completo e ao mesmo tempo de fácil utilização. Funciona em conjunto com outras aplicações da Adobe e permite criar animações profissionais. Por sua vez, o Avidemux é uma boa opção ao Premiere, permitindo executar simples tarefas nos seus vídeos, tais como cortar pequenas partes, filtros e permite a automatização de tarefas. Está disponível sob a licença GNU GPL e funciona em Linux, BSD, MacOSx e Windows. Para além do Avidemux, existe também o cinelerra, que é tão bom ou ainda melhor que o Premiere.

Adobe Reader

Hoje em dia, a maioria dos documentos partilhados na Internet estão no formato PDF ou DOC. O Adobe Reader é uma aplicação que permite não só a visualização deste tipo de documentos em modo off-line, mas também online, integrando-se como plug-in no seu browser. Alternativamente, poderemos usar o Foxit PDF Reader em Windows, visto que em macOSx e em Linux já existem leitores de PDF por omissão, apesar do mesmo estar disponível para Linux e outras plataformas.

Adobe Flash

Cada vez mais presente nas mais conhecidas plataformas, a tecnologia Flash permite desenvolver aplicações e pequenas animações e reproduzir em vários gadgets, no entanto, a sua aplicação na criação de sites tem sido cada vez maior e agora que o Google passará a indexar sites com conteúdo Flash, poderá vir a ser uma grande aposta para o futuro. SMIL, ou Synchronized Multimedia Integration Language, é a opção ao Flash apresentada pela W3C.

Alojamento Web

Actualização: Mac OS X 10.5.4

A Apple disponibilizou hoje a nova actualização do Mac OS X, que chega agora à versão 10.5.4, esta melhora a segurança, estabilidade e compatibilidade do sistema, e são também feitas correcções no Safari, AirPort, iCal, Exposé, Spaces e X11.

Esta nova versão vem oferecer suporte para ao novo serviço MobileMe , suporte adicional de imagens RAW para várias câmaras, entre outros detalhes que podem ser vistos no site da Apple.

O Mac OS X 10.5.4 é uma actualização que ocupa pouco espaço (menos de 100 MB) e é uma das mais rápidas de sempre, pois o Mac OS X 10.5.3 foi lançado apenas à um mês.

A actualização é recomendada a todos os utilizadores do Leopard e pode ser feita através da Actualização de Software ou através do site da Apple

Alojamento Web

OpenOffice.org 3 Beta para Mac

Se não tem dinheiro para comprar o Office:mac ou gosta de apoiar as alternativas Open Source, esta notícia é para si.

A grande novidade da 3ª versão do Open Office é a integração nativa no Mac com a interface Aqua. Até agora, para o usar era necessário usar o X11.

Entre as novas funções encontra-se a abertura de ficheiros OOXML (vamos lá ver se é desta que se abre um ficheiro de Word como deve de ser), suporte limitado a macros VBA (o Office:mac não o tem sequer), integração com o Mozilla Thunderbird e partilha de folhas de cálculo.

A versão final ainda não saiu, no entanto esta beta é bastante estável e uma excelente alternativa gratuita ao Office:mac da Microsoft, que tem um preço bastante elevado.

Site | OpenOffice.org 3 Beta

Alojamento Web

Dicas para um osx mais "linux"

Ora bons dias, ou tardes, vou publicar algo que acho que é do conhecimento de alguns, novidade para outros, como tornar o osx “mais linux”, e porquê? só por uma questão de se ambientarem, ou para os utilizadores de linux que estão a dar os primeiros passos em mac osx.

Antes de mais nada, e partindo do princípio que estamos perante uma instalação limpa de osx(neste caso usamos o tiger para exemplificar), vamos instalar o Xcode(2.x.x para Tiger, 3.0 para Leopard), instalação personalizada, porque queremos instalar o GCC e o X11. Após instalar o Xcode, basta aceder a http://www.finkproject.org/download/ e instalar a versão respectiva de fink, consoante a versão do osx. Seguir instruções. O mesmo vamos fazer para o MacPorts (antigo darwinports), http://www.macports.org/install.php, seguir as instruções do site, depois abrir o Terminal em Applications>Utilities>Terminal e digitar o seguinte:

fink scanpackages
fink index
sudo apt-get install fink
sudo port -v selfupdate

em todos eles deve pedir uma password, neste caso, introduzam a password da conta de utilizador corrente

A partir daqui basta digitarem no Terminal o que querem instalar, existe bastante software portado para mac, é uma questao de explorar.

 

Alojamento Web

KDE 4.1 Alpha – Deliciem-se com as novidades

Recentemente a comunidade KDE lançou um Press-Release a anunciar a disponibilidade imediata do KDE 4.1 Alpha que nos traz novidades fantásticas.

Segundo nos é dito na Press-Release, esta versão serve apenas para fazer um preview ao que será lançado em Julho com a versão final do KDE 4.1.

Algumas das principais novidades do KDE 4.1 são:

Akonadi, uma ferramenta que irá armazenar informação das aplicações de Gestão de Informação Pessoal (PIM), integrando aplicações como o KOrganizer, KMail e Evolution e interligando-as com o sistema de armazenamento através da API do KDE e Gnome.
Windows, MacOSx e OpenSolaris – Enquanto que o KDE 4.0 está apenas disponível para plataformas X11, o KDE 4.1 vai também estar disponível para Windows, macOSx e OpenSolaris. No entanto os ports ainda não estão completos.
Qt 4.4 – KDE 4.1 Alpha1 é baseado na framework de desenvolvimento Qt 4.4 que complementa melhorias no desempenho e nas funcionalidades do KDE 4.1.

O KDE 4.1 Alpha não está ainda preparado para ser usado no dia a dia, por isso use apenas como plataforma de testes.

Alojamento Web

Pidgin 2.2.1

Já está disponível a nova versão do cliente de chat multi-plataforma e multi-protocolo, Pidgin. O Pidgin é uma aplicação criada em GTK+, com suporte para as redes de chat Jabber, MSN, AIM, ICQ, Yahoo!, IRC, Napster, Gadu-Gadu, Novell Groupwise, SLIC, Rendezvous, MySpace, QQ, SameTime Trepia e Zephyr.

Nesta versão, a libpurple – o núcleo do programa – sofreu várias alterações. Foram corrigidos alguns bugs, entre os quais os erros que ocorriam durante a compilação do programa em Solaris, o erro que mostrava o tamanho errado de um ficheiro enviado pela rede MSN e as memory leaks nos protocolos XMPP e MySpace. Para além disso, as notificações do Gmail foram melhoradas.

O interface gráfico do programa também sofreu alterações. Durante a compilação, o X11 é correctamente detectado e as configurações de proxy já não se perdem quando o programa é reiniciado.

O código-fonte do programa e os binários de instalação para Windows, Fedora, CentOS e Red Hat Enterprise Linux estão disponíveis no site oficial do projecto.

Alojamento Web

X.org 7.3 finalmente disponível

O X.org 7.3 afinal saiu mais atrasado do que se esperava. O lançamento tinha sido re-agendado para o dia 5 de Setembro, por falta de tempo do responsável pelos lançamentos do projecto, mas só saiu ontem, dia 9 de Setembro.

A nova release do X.org vem com o Xorg server 1.4 – que incluí o RandR 1.2, melhor suporte para hotplug e monitores touchscreen, suporte para DTrace no OpenSolaris e melhoramentos no KDrive e na plataforma de aceleração gráfica EXA -, adição de dois novos drivers (xf86-video-glide e xf86-video-vermilion), novas man pages para as APIs do software, suporte Xft adicionado ao xdm e inclusão de uma nova aplicação: xblacklight.

Podem fazer o download do X.org no site oficial do projecto ou então aguardar que ele chegue aos repositórios da vossa distribuição.

Alojamento Web

Poky Linux – GNU/Linux para smartphones

poky_linux O projecto Poky Linux lançou a versão 3.0 desta distribuição de GNU/Linux criada para os smartphones e PDAs. Na lista de dispositivos suportados pelo Poky Linux, encontram-se o Nokia N800, o OpenMoko GTA01 e o Sharp Zaurus SL-C1000.

O interface gráfico desta distribuição assenta no X11 R7.2, GTK+, Matchbox (gestor de janelas) e na framework Sato – incluída pela primeira vez nesta versão. Para juntar todas as ferramentas do sistema operativo é usada a versão 2.6.21 do kernel do Linux, com excepção para a versão utilizada no Nokia N800, que usa o kernel 2.6.18.

As novidades desta nova versão são muitas, mas destacam-se a adição de suporte para o GTK Input Method, para as arquitecturas x86 e ARM e para os pacotes Epoch. O terminal rxvt foi substituído pelo GTKTerm e são usadas as versões 3.4 e 4.1 do gcc para compilações.

Uma lista de novidades mais completa pode ser lida aqui e o download feito aqui.

{Fonte: Linux Devices}

Alojamento Web