Docky + Gnome Do

Gnome DoDocky é uma dock para Gnome, ou melhor, trata-se de um frontend para o GNOME Do (Do) bastante diferente daquilo que estamos habituados.

Normalmente utilizaríamos o Gnome Do através de uma combinação de teclas no teclado, com o Docky essa interacção pode passar a ser feita através do clique de um rato.

Docky

Bastante semelhante à dock do macOSx, a Docky permite-lhe na ultima versão utilizar não apenas como dock, mas transformar também num painel.

Para além disso está presente na ultima versão uma docklet que lhe permite verificar as redes wifi disponíveis e a força do sinal de cada uma (network docklet).

Para instalar o Docky poderá utilizar os seguintes comandos:

Adicionar repositório:
sudo add-apt-repository ppa:docky-core/ppa

Instalar pacote docky:
sudo apt-get install docky

Fique com um vídeo que demonstra as funcionalidades da Docky:

Alojamento Web

WebTuga Desktop Show

Ontem instalei o Ubuntu 9.04 e estive aqui a personalizar o ambiente Gnome, nada muito exagerado, apenas algumas coisas para ficar simples e funcional.

Como sei que existem leitores nossos que gostam de desktop modding, deixo em aberto um passatempo para apurar o melhor desktop do WebTuga.

Aqui fica o meu com Ubuntu 9.04 e Avant Window Navigator (dock) e Gnome Do:

Desktop Ubuntu 9.04

Deixem os vossos screenshots nos comentários!

Alojamento Web

Ubuntu 8.04.1 – A minha experiência com…

Ontem à noite decidi dar utilidade ao HP 530 que comprei através do Projecto e-escolas e instalei-lhe o Ubuntu.

A instalação correu perfeitamente e esta tudo a funcionar. Ao primeiro pensei que tinha um problema com a placa wireless, mas afinal é só mesmo o botão do portátil que não liga a luz, pois a placa funciona perfeitamente.

Som, teclado, trackpad, wireless, tudo funciona perfeitamente.

Após instalar e verificar que tudo estava a funcionar em condições, decidi personalizar o ambiente Gnome e instalar algumas aplicações básicas para o meu dia a dia, o que não são muitas, pois o Ubuntu já vem com as principais, Firefox, Rhythmbox, etc.

Antes de tudo, actualizei o sistema, pois o CD que aqui tinha já leva com alguns meses de atraso, cerca de 250MBs de updates e instalei uns codecs de áudio e vídeo.

Como sou utilizador fanático das redes IRC, instalei o Konversation, um cliente de IRC bastante completo e fácil de utilizar.

Em seguida avancei para a personalização do ambiente Gnome e do gestor de login GDM. Para tal acedi ao site Gnome-Look e escolhi aquele que mais me agradou. Neste caso já tinha um em mente que era o Mockup do Will para o Entrepid Ibex, a próxima versão do Ubuntu.

Fiz o download dos dois pacotes, tanto do GTK2+ como o pacote do GDM e instalei. Ficou simplesmente bestial.

Curiosamente agora que verifiquei novamente o Gnome-Look, já existe uma nova versão do mockup disponível.

Chegou então a vez de adicionar alguma interactividade no ambiente e para tal instalei o AWN ( Avant Window Navigator ), uma espécie de dock para o Gnome e ainda o Gnome-do, um “lançador de aplicações” ( app launcher ).

Até aqui já tinha o ambiente perfeito, só faltava o cliente para o twitter. Como twitterólico que sou, não passo um dia sem twittar e foi então que decidi procurar por um cliente que me permitisse comunicar pelo twitter da mesma forma que faço com o Twitterrific no macOSx leopard.

A primeira opção foi o Twitux, no entanto o sistema não me agradou lá muito e após ouvir algumas sugestões no twitter, decidi dar uma oportunidade ao gTwitter, que até agora me tem agradado.

Para completar o sistema operativo, instalei um media center do qual já tinha falado aqui, que é o Elisa Media Center.

Já há bastante tempo que não corria Linux em ambiente gráfico e tenho a dizer que as dificuldades numa pessoa em se adaptar ao Linux são meramente nulas.

Porquê pagar por uma coisa que podemos ter gratuitamente e com mais qualidade?

Aqui ficam algumas screenshots do meu ambiente de trabalho:

Alojamento Web

Launchy 2.1 – Agora disponível para Linux (Gnome e KDE)

amarok

Se no macOSx o Spotlight é uma das formas mais rápidas de iniciar aplicações, no Windows o Launchy é uma boa escolha para efectuar esta tarefa.

Mas a nova versão do Launchy vem apimentar ainda mais as coisas, suportando agora Linux, funcionando tanto no Gnome como no KDE.

Para além disso o Launchy 2.1 integra também um plug-in para utilizar o Google Calculator e permite agora recuperar janelas fechadas.

Uma alternativa ao Launchy para Linux, seria o Gnome-Do que tem uma interface bastante simples e agradável.

Bem, eu por cá continuo a preferir o Spotlight… a maravilha das maravilhas no macOSx…

Alojamento Web

Gnome Do 0.4.0 disponível

David Siegel anunciou o lançamento da mais recente versão do Gnome Do, Gnome Do 0.4. Esta versão introduz algumas funcionalidades interessantes, que passarei a enumerar.

A maior novidade do Gnome Do é esta aplicação poder ser utilizada em ecrãs pequenos, como o monitor do Asus Eee PC, sem ocupar boa parte da imagem.

gnome do

Outra novidade é a introdução de um novo interface, semelhante ao do KDE 4. Para ver o Gnome Do com esse interface, basta executar a aplicação com o parâmetro –glassframe.

Para facilitar o acesso à pasta de plugins, foi adicionado um menu ao Gnome Do que permite abrir esta pasta automaticamente, o que facilita a vida ao utilizador na hora de gerir os plugins.

Mais novidades são a adicção de novos plugins, como o plugin para o Twitter ou o plugin para o Google Reader, e o funcionamento das teclas de atalho mesmo sem a presença do Tomboy no sistema.

Os utilizadores que desejarem instalar a nova versão do Gnome Do, podem descarregar e compilar a aplicação.

A imagem, disponibilizada sob a licença Creative Commons 2.0 by-sa, é da autoria do próprio autor da aplicação.

Alojamento Web

Instalar plugins no Gnome-Do

Querem expandir as funcionalidades do Gnome-Do – aplicação semelhante ao Quicksilver, do Mac OS X? Vão até à wiki do Ubuntu, descarreguem alguns plugins e sigam o pequeno tutorial do site Ubuntu-tutorials.com. Em pouco tempo, o Gnome-Do vai servir para algo mais que executar aplicações.