Ubuntu 8.04.1 – A minha experiência com…

Ontem à noite decidi dar utilidade ao HP 530 que comprei através do Projecto e-escolas e instalei-lhe o Ubuntu.

A instalação correu perfeitamente e esta tudo a funcionar. Ao primeiro pensei que tinha um problema com a placa wireless, mas afinal é só mesmo o botão do portátil que não liga a luz, pois a placa funciona perfeitamente.

Som, teclado, trackpad, wireless, tudo funciona perfeitamente.

Após instalar e verificar que tudo estava a funcionar em condições, decidi personalizar o ambiente Gnome e instalar algumas aplicações básicas para o meu dia a dia, o que não são muitas, pois o Ubuntu já vem com as principais, Firefox, Rhythmbox, etc.

Antes de tudo, actualizei o sistema, pois o CD que aqui tinha já leva com alguns meses de atraso, cerca de 250MBs de updates e instalei uns codecs de áudio e vídeo.

Como sou utilizador fanático das redes IRC, instalei o Konversation, um cliente de IRC bastante completo e fácil de utilizar.

Em seguida avancei para a personalização do ambiente Gnome e do gestor de login GDM. Para tal acedi ao site Gnome-Look e escolhi aquele que mais me agradou. Neste caso já tinha um em mente que era o Mockup do Will para o Entrepid Ibex, a próxima versão do Ubuntu.

Fiz o download dos dois pacotes, tanto do GTK2+ como o pacote do GDM e instalei. Ficou simplesmente bestial.

Curiosamente agora que verifiquei novamente o Gnome-Look, já existe uma nova versão do mockup disponível.

Chegou então a vez de adicionar alguma interactividade no ambiente e para tal instalei o AWN ( Avant Window Navigator ), uma espécie de dock para o Gnome e ainda o Gnome-do, um “lançador de aplicações” ( app launcher ).

Até aqui já tinha o ambiente perfeito, só faltava o cliente para o twitter. Como twitterólico que sou, não passo um dia sem twittar e foi então que decidi procurar por um cliente que me permitisse comunicar pelo twitter da mesma forma que faço com o Twitterrific no macOSx leopard.

A primeira opção foi o Twitux, no entanto o sistema não me agradou lá muito e após ouvir algumas sugestões no twitter, decidi dar uma oportunidade ao gTwitter, que até agora me tem agradado.

Para completar o sistema operativo, instalei um media center do qual já tinha falado aqui, que é o Elisa Media Center.

Já há bastante tempo que não corria Linux em ambiente gráfico e tenho a dizer que as dificuldades numa pessoa em se adaptar ao Linux são meramente nulas.

Porquê pagar por uma coisa que podemos ter gratuitamente e com mais qualidade?

Aqui ficam algumas screenshots do meu ambiente de trabalho:

Author: cenourinha

Fundador do WebTuga, encarrega-se pela gestão de todos os sites da rede, e é blogger no WebTuga, no Boorlix e no MobileTuga.

11 thoughts on “Ubuntu 8.04.1 – A minha experiência com…”

  1. http://www.convexhull.com/mandrake_fonts.html

    Encontrei este site interessante sobre fontes no Linux.

    Infelizmente é sobre Mandrake mas deve dar para adaptar. Se depois quiseres fazer uma tradução para Português/Ubuntu até agradecia visto estar ainda a começar neste mundo e não conseguir arranjar paralelismos em tudo.

    Cumprimentos e continuem com o excelente blog

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.